Dia de Campo une Promip, Grupo MNS e empresas focadas na produção de alimentos livres de resíduos

0
192
Divulgação

Empresa pioneira do mercado brasileiro de defensivos agrícolas biológicos, a Promip, com apoio do grupo MNS, este uma referência no País na produção de frutas, legumes e verduras (FLV), realizou um dia de campo voltado ao cultivo do pimentão. Na cidade paulista de Itapetininga, o encontro contou com a presença de mais de dez companhias do agronegócio que investem no MIP ou manejo integrado de pragas, com vistas à entrega de alimentos seguros da lavoura até a mesa do consumidor.

De acordo com o CEO da Promip, Marcelo Poletti, o dia de campo abordou temas centrais pertinentes à cadeia produtiva do pimentão no Brasil, como certificação e rastreabilidade, gestão de resíduos, recursos hídricos e gases de efeito estufa. “De um fruto quase sempre associado ao excesso de resíduos químicos, o pimentão se converte em alimento seguro por meio da adoção de técnicas sustentáveis acessíveis a todos os agricultores”, resume Poletti.

Segundo Poletti, o grupo MNS, posicionado entre os maiores fornecedores de FLV do Brasil, associou-se ao programa MIP Experience, da Promip, e implementou uma metodologia inovadora para produzir pimentão de alta qualidade. O fruto da marca MNS resulta, sobretudo, do uso consciente de agroquímicos e da valorização dos defensivos agrícolas microbiológicos (vírus, bactérias e fungos) e macrobiológicos (ácaros, insetos e nematoides).

“Em conjunto, desenvolvemos um sistema de produção que além de permitir a entrega de um pimentão saudável, possibilita preservar o meio ambiente e a biodiversidade, economizar água, reduzir emissões de gases de efeito estufa e gerir resíduos químicos com eficiência e segurança”, reforça Poletti.

Desenvolvido pela Promip, o conceito MIP Experience pressupõe ainda a concessão de um selo de certificação de qualidade da produção, que será lançado em escala nos próximos meses. “É uma garantia de que FLV à venda no varejo, ao consumidor, chegam às prateleiras através de processos seguros, sustentáveis, em relação ao manejo do solo, à irrigação, ao uso de fertilizantes, agroquímicos e defensivos de matriz biológica”, adianta Poletti.

Ainda de acordo com Marcelo Poletti, apoiam o programa MIP Experience – e marcaram presença no dia de campo de Itapetininga – as empresas Agrosafety, Ballagro, Biocontrole, BPI, BASF, Carrefour, Delta, FMC, Paripassu, Yara e VOA, além do grupo MNS.

A Promip possui hoje uma das mais modernas biofábricas do Brasil, com quase 60 mil ², na cidade paulista de Engenheiro Coelho, onde produz uma ampla linha de defensivos agrícolas biológicos. Tornou-se ainda a primeira empresa a receber investimento do Fundo de Inovação Paulista, cujos cotistas são o programa Desenvolve SP (Governo do Estado), a Fapesp, Finep e o Sebrae, além do Banco de Desenvolvimento da América Latina e o ‘Jive’.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!