Embalagens FarmFresh marcam presença na Fruit Attraction

Embalagens em EPS são expostas na feira da capital espanhola que reúne a cadeia de distribuição mundial de frutas e produtos frescos.

0
251
Foto Divulgação

A Termotécnica participa como expositora da Fruit Attraction 2022, em Madri, Espanha, de 04 a 06 de outubro, com as soluções de embalagens DaColheita – FarmFresh para o mercado internacional. Esta é a quarta edição da feira que a companhia participa no Pavilhão Brasil, coordenado pela Abrafrutas (Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados). “As nossas soluções de conservadoras proporcionam que as frutas brasileiras conquistem uma posição de mais qualidade nos mercados internacionais. Apresentamos o valor agregado que as conservadoras em EPS podem oferecer, como o aumento de shelf life, ampliando a qualidade e diminuindo o desperdício de alimentos, e a redução do valor do frete aéreo, devido a seu baixo peso o que, consequentemente, reduz também a pegada de carbono”, afirma o diretor superintendente da Termotécnica, Nivaldo Fernandes de Oliveira.

De acordo com a Abrafrutas, limão e lima, manga e uva estão, nos últimos anos, entre as frutas brasileiras exportadas com os maiores volumes e de maior valor. Estão, também, entre os produtos que mais têm se beneficiado das características de conservação e vantagens logísticas da linha de embalagem FarmFresh. Mas também já estão sendo utilizadas na exportação de pitaya, figo, mamão, goiaba, maracujá, lichia, atemoia, entre outras.

Desde que a companhia iniciou a participação nas principais feiras mundiais de frutas e produtos frescos como a de Madri e de Berlim, as soluções FarmFresh estão obtendo grande aceitação no mercado de agrobusiness internacional. Em quatro anos já são mais de 1 milhão de conservadoras FarmFresh utilizadas na exportação de mais de 4 mil toneladas de frutas premium brasileiras para países de toda a Europa, como França, Espanha, Inglaterra, Áustria, e também para o Oriente Médio, Rússia, China e Canadá. 

Por ter um transit time longo, de cerca de um mês entre a colheita no Brasil até estar disponível para o consumidor destes países compradores, as características das conservadoras em EPS FarmFresh trazem grandes benefícios em toda a cadeia. Com essa solução de embalagem e conservação, as frutas importadas do Brasil podem suportar a longa jornada de transporte chegando frescas e com seus valores nutricionais preservados nos mercados mais distantes. “As nossas soluções pós-colheita valorizam e são um grande ativo para os produtores das frutas brasileiras, pois garantem que elas sejam acondicionadas, transportadas, entregues e expostas aos seus clientes em diversos países com a mesma qualidade, frescor e cuidado do processo de cultivo e colheita”, reforça o diretor superintendente da Termotécnica.

As soluções pós-colheita da Termotécnica podem ampliar em até 30% o shelf-life das frutas mantendo suas propriedades nutricionais por mais tempo. Certificados por testes em laboratórios europeus (AgroTropical e Frutify), esses resultados conferem redução de perdas e desperdício de alimentos, o que torna a linha FarmFresh sustentável e adequada para acondicionar as frutas da colheita até o consumidor, reduzir a absorção de impactos no transporte e melhorar a exposição no varejo.

Com tecnologia e designs patenteados, permitem alto isolamento térmico, facilidade no empilhamento e transporte. Isso representa também dias a mais com a fruta saudável nas gôndolas com muitas vantagens para o varejista. Ainda sobre as questões de operação e custos logísticos, os benefícios da conservadora em EPS FarmFresh em relação a outros materiais são comprovados. Em comparação com as embalagens em papelão, por exemplo, as conservadoras em EPS são até 60% mais leves, reduzindo o peso em cerca de 30%, o que representa também economia do frete aéreo.

Reciclagem e redução da pegada ambiental na exportação de frutas

Um aspecto importante para atender ao mercado externo, principalmente na Europa, é a preocupação com a sustentabilidade. Questões como logística reversa das embalagens e diminuição do desperdício em toda a cadeia são cada vez mais importantes. “O mundo e os mercados estão cada vez mais exigentes quanto à pegada ambiental das empresas e estamos comprometidos com esta agenda apresentando soluções que estão em linha com essas demandas”, afirma o presidente da Termotécnica, Albano Schmidt. Por isso, desde que iniciou o trabalho junto aos exportadores de frutas, a Termotécnica faz parte da Global Packaging Alliance, uma parceria global para a reciclagem de embalagens. Um exemplo bem-sucedido deste processo de logística reversa e reciclagem está acontecendo na exportação de Limão Tahiti do Brasil para o Reino Unido. O modelo de economia circular já é adotado para as conservadoras FarmFresh onde as frutas passam pelo processo de embalamento e acondicionamento e seguem via frete marítimo para o Reino Unido. A Termotécnica fornece a relação de recicladores locais para o importador. Este, por sua vez, negocia a venda para um destes recicladores que coletam as embalagens pós-consumo na importadora e realizam a sua reciclagem.

Em termos de sustentabilidade, as caixas conservadoras FarmFresh contribuem em três frentes:

1) Na reciclagem pós-consumo, pois o EPS é um material que pode ser 100% reciclado e se transformar em matéria-prima para outras aplicações, como rodapés e molduras.

2) Aumento do shelf-life dos produtos frescos em até 30%, o que contribui para a redução de perdas e desperdícios na cadeia de distribuição e consumo.

3) Contribuição para a redução da pegada de carbono, com a diminuição da emissão de CO2 equivalente no transporte devido ao peso mais leve das soluções, o que reduz o consumo de combustível. Em estudo realizado pela Green Domus, comparando as emissões de GEE para o transporte de uma carga de manga entre Petrolina (PE) e Lisboa (POR), as embalagens e paletes de EPS FarmFresh representaram 5,44% menos emissões que as caixas de papelão.

Pensando na qualidade das frutas tipo exportação, do campo até a mesa do consumidor, as soluções FarmFresh têm sido um diferencial que agrega muito valor. Nivaldo de Oliveira reforça que “a embalagem é um veículo importante de posicionamento e de comunicação destes benefícios e agregação de valor. Toda a tecnologia de conservação e o design das nossas soluções em EPS FarmFresh propiciam aos nossos clientes comunicar aos mercados internacionais esses diferenciais de qualidade das frutas brasileiras”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!