14.6 C
Uberlândia
quinta-feira, maio 30, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesExportações de tabaco superam US$ 2,72 bilhões

Exportações de tabaco superam US$ 2,72 bilhões

Resultados confirmam a importância do tabaco para o agro brasileiro. Atualmente, 90% do tabaco produzido no Brasil é exportado.

Desde 1993, o Brasil permanece na liderança como maior exportador de tabaco do mundo. Os números divulgados pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC/ComexStat) apontam que, apesar de ter exportado um volume inferior em comparação a 2022, houve incremento nas divisas. Em todo Brasil, foram embarcadas 512.064 toneladas (-12,45% que em 2022, quando foram 584.861 toneladas). Já em dólares, foram exportados US$ 2,729 bilhões (+11,32% que no ano anterior, com US$ 2,452 bilhões). 

Iro Schünke, presidente SindiTabaco

Segundo o presidente do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), Iro Schünke, o resultado está dentro do esperado. “De acordo com pesquisa feita em 2023, tínhamos a previsão de um embarque menor no volume e um acréscimo no montante em dólares exportados, o que se confirmou”, avalia o presidente do SindiTabaco.  

Ao todo, 107 países compraram o produto, tendo a União Europeia em destaque com 42% do total embarcado, seguida de Extremo Oriente (31%), África/Oriente Médio (11%), América do Norte (8%) e América Latina (8%). Bélgica, China, Estados Unidos e Indonésia continuam no ranking de principais importadores. Emirados Árabes, Vietnã e Turquia aparecem na sequência dos maiores de 2023. 

Principais países importadores 

1º – Bélgica (US$ 605 milhões)
2º – China (US$ 428 milhões)
3º – Estados Unidos (US$ 179 milhões)
4º – Indonésia (US$ 156 milhões)
5º – Emirados Árabes (US$ 121 milhões)
6º – Vietnã (US$ 92 milhões)
7º – Turquia (US$ 91 milhões) 

DESTAQUE PARA O SUL – A Região Sul, onde se concentra 95% da produção brasileira, segue se destacando. Do volume embarcado em 2023, 85% saiu do Porto de Rio Grande (RS), 12,1% de Santa Catarina e 2,9% do Paraná. A participação do tabaco foi de 0,80% no Brasil, 4,51% na Região Sul e, no Rio Grande do Sul, estado que é o maior produtor, chegou a 11,19%. “Os números continuam demonstrando a grande importância do tabaco no cenário do agro sul-brasileiro, em especial para os gaúchos”, enfatiza Schünke.  

ARTIGOS RELACIONADOS

Produção de tabaco no Brasil: como o setor anda lado a lado com o meio ambiente?

Setor possui um dos maiores índices de cobertura florestal e autossuficiência energética do agronegócio brasileiro

Exportações de tabaco têm bom desempenho

O Brasil fechou 2020 com 1 bilhão 638 milhões de dólares e 514.287 toneladas de tabaco exportadas, segundo dados do Ministério da Economia.

Produtores de tabaco recebem certificação inédita de produção integrada

A BAT Brasil, ex-Souza Cruz, e seus produtores integrados acabam de conquistar um marco ...

Produtores apostam nos biológicos para cultivo seguro e sustentável do tabaco

Prática se estende para diferentes culturas desenvolvidas pelos mesmos agricultores

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!