27.7 C
São Paulo
quinta-feira, maio 19, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Os benefícios do trichoderma no tratamento de sementes

Os benefícios do trichoderma no tratamento de sementes

Trichoderma

Mais que benefícios no tratamento de sementes

 

Claudia Adriana Görgen

Engenheira agrônoma, doutoranda em Geociências na UNB

claudiadrianagorgen@gmail.com

Efeito enraizador, ativador e multiplicador de micro-organismos ocasionado - Foto Andrea Luiza Görgen
Efeito enraizador, ativador e multiplicador de micro-organismos ocasionado РFoto Andrea Luiza G̦rgen

Braquiária consorciada com milho safrinha. Fazenda Ouro Verde. Chapadão do Sul- MS - Crédito Andrea Luiza Görgen
Braquiária consorciada com milho safrinha. Fazenda Ouro Verde. Chapadão do Sul- MS – Crédito Andrea Luiza Görgen

Efeito de raízes de braquiária na descompactação do solo. Jataí- GO
Efeito de raízes de braquiária na descompactação do solo. Jataí- GO

Lito-estratigrafia do Sudoeste Goiano. Fonte CPRM (Serviço Geológico do Brasil
Lito-estratigrafia do Sudoeste Goiano. Fonte CPRM (Serviço Geológico do Brasil

Porquê aplicar produtos biológicos nas lavouras?   Simplesmente porque, com a utilização exagerada de adubos químicos prontamente solúveis, de herbicidas, inseticidas e fungicidas, e ainda, com a redução de matéria orgânica do solo, poderemos eliminar os microrganismos benéficos. O que sobrou? Restaram aqueles mais agressivos que, por sua vez evoluíram sua capacidade de sobrevivência. Simples assim!

Mais vida para o solo

A aplicação de produtos biológicos nada mais é do que devolver à terra o que tinha antes. Quer dizer, devolver a vida ao solo! Precisamos entender que, por exemplo, o cultivo de braquiária na entressafra na região Centro-Oeste do Brasil é um excelente “produto biológico”.

Além do benefício da descompactação do solo (com maior eficiência e rapidez que os métodos mecanizados), observa-se já no primeiro cultivo a multiplicação exponencial de diversos micro e macro-organismos naturalmente presentes, mas que estavam “dormindo” pela ausência de alimentos.

E, o melhor, no segundo ano de implantação ocorre uma redução drástica de nematoides maléficos e aumento expressivo de nematoides benéficos. Já dizia Darwin: “as criaturas mais organizadas e eficientes nos solos são os nematoides”.

Lembrem que a idade da Terra (registro geológico) pode ser medida pela presença de esporos e fósseis de microrganismos. Então, esses microrganismos considerados patogênicos, como Fusarium solani e Rhizoctonia solani, Sclerotinia sclerotiorum, Macrophomina phaseolina, Fusarium oxysporum, Fusarium rosseum, Botrytis cinerea, Sclerotium rolfsii, Phythium spp, Alternaria spp, Armillaria mellea, Rosellinia sp, entre outros, são excelentes agentes formadores de solo, atuando no intemperismo de rochas.

O Trichoderma

Cada microrganismo, dependendo da sua localização geográfica, desenvolveu características genéticas evolutivas o que determinou diferentes espécies. Muito bem, na prática, o perigo de adquirir produtos biológicos que não apresentam efeito agronômico é comum.

Em nossas pesquisas no Sudoeste Goiano concluímos que a aplicação de Trichoderma nos solos da Formação Cachoeirinha apresentou resultados positivos na produtividade e redução expressiva de mofo branco. Quando repetimos o teste em solo da formação denominada Cobertura Detrítica Indiferenciada (que compreende a maior parte dos solos de Montividiu (GO) e boa parte dos solos de Jataí (GO) e Rio Verde (GO)) os resultados não se mantiveram. Ou seja, não houve nenhum efeito positivo do produto – nem na redução de mofo branco nem na produtividade.

Como conclusão: o material de origem (geologia) dos solos precisa ser considerado na eficiência dos produtos biológicos.

E agora?

O jeito mais simples, barato e eficiente de aplicar produto biológico adequado aos solos da propriedade é ir até a Reserva Legal (RL) ou à Área de Preservação Permanente (APP) mais próxima, coletar 10 kg de solo na profundidade de 0-40 cm, depois misturar com 4 kg de esterco de animais silvestres e completar com água.

Utilize um recipiente com capacidade para 200 litros de material não metálico. Deixe fermentar por 60 dias em lugar seco e fresco. Mexa a cada dois dias. Aplique com pulverizador de barra na dose de 5 litros ha-1 (considere 5% v/v).

A época indicada para aplicação em qualquer parte do Brasil é no mês de outubro. Mas lembre-se de realizar o Sistema de Plantio Direto (SPD) da forma correta: rotação de culturas, presença de palhada uniforme superior a sete toneladas por hectare (mínimo para as zonas tropicais) e não revolvimento do solo.

Essa matéria completa você encontra na edição de outubro da revista Campo & Negócios Grãos. Clique aqui e adquira já a sua.

Inicio Revistas Grãos Os benefícios do trichoderma no tratamento de sementes