24.9 C
Uberlândia
sexta-feira, abril 12, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesPólen apícola: mais proteico que a carne vermelha

Pólen apícola: mais proteico que a carne vermelha

Divulgação

Entre os diferentes alimentos naturais produzidos pelas abelhas, o pólen é um dos menos conhecidos. No entanto, é um dos alimentos mais nutritivos encontrados na natureza. O pólen é formado por minúsculos grãos produzidos pelas flores das plantas. Ele é colhido pelas abelhas, selecionado por elas e transportado da flor para a colmeia. É a fonte de proteína, sais minerais, vitaminas e aminoácidos das abelhas. É coletado diariamente pelo apicultor nos “coletores de pólen” (uma caixinha cheia de buracos que derruba o pólen das patinhas para uma gaveta). “De todo pólen coletado 30% permanecem na colmeia para que a mesma permaneça viva, nutrida e em franca produção. Depois de coletado é desidratado e tornam-se alimentos de alto teor proteico”, explica o professor Armindo Vieira Júnior, fundador da Cia da Abelha.

De acordo com estudo publicado pela Faculdade de Tecnologia de Botucatu, o pólen tem 40% de proteína. “Suas proteínas são mais ricas que qualquer tipo de proteína animal. E há mais aminoácidos do que a carne, ovos, leite e seus derivados. É uma verdadeira bomba proteica. O alimento tem um sabor que varia muito da origem floral, mas geralmente é adocicado e lembra muito granola fina”, diz o apicultor.

Os benefícios cientificamente comprovados para o homem, atribuídos ao consumo do pólen, são a atuação como fortificante do organismo, estimulante e gerador de bem estar e vigor físico, além de corrigir a alimentação deficiente, conforme estudo Apresentado na Jornada Científica e Tecnológica da Fatec de Botucatu.

Segundo a nutricionista Marianne Fazzi, o pólen tem baixo teor calórico e na sua composição também estão presentes fibras, vitaminas (principalmente A e E), minerais (fósforo, potássio, cálcio, magnésio, ferro e muitos outros), além de compostos bioativos.  “Ele contém praticamente todos os nutrientes necessários a humanos, sendo que cerca de metade de seu teor de proteína está na forma de aminoácidos prontos para serem usados diretamente pelo organismo”, esclarece a nutricionista.

Adicionar o pólen às refeições é tão simples quanto parece – basta salpicar a quantidade recomendada sobre iogurtes, frutas, sopas, saladas, smoothies e sucos. “É importante utilizar sem aquecer, para que as propriedades nutricionais do pólen sejam mantidas. Para os que não desejam consumir dessa forma, também há a possibilidade de tomar em forma de cápsulas de suplementação”, finaliza Marianne.

Segundo o professor Armindo, o pólen apícola se diferencia do pólen encontrado nas flores pelas modificações por que passa ao ser capturado pelas abelhas, reunido e transformado nas pequenas esferas que serão levadas à colmeia. ”Cada grão de pólen apícola contém centenas de grãos de pólen floral”, finaliza.

ARTIGOS RELACIONADOS

Demanda chinesa por carne pode crescer até 2021

O PIB chinês registrou alta de 3,2% no segundo trimestre, em relação ao mesmo período de 2019, de acordo com dados do governo local.

Abelhas aprendem a resolver quebra-cabeças

A espécie Bombus terrestris como modelo para observar a transmissão de novos comportamentos entre indivíduos da espécie.

Como descristalizar o mel

Cristiano Menezes, pesquisador da Embrapa Meio Ambiente e do Comitê Científico da A.B.E.L.H.A., conta como descristalizar o mel de forma segura, sem prejudicar o alimento das abelhas.

Investir em boa genética hoje é ter mais carne e leite no futuro

A pecuária enfrenta desafios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!