18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Produção de alface americana em telado

Produção de alface americana em telado

Carlos Reisser Junior

Engenheiro agrícola, doutor e pesquisador da Embrapa Clima Temperado

carlos.reisser@embrapa.br

Foto 01

A proteção de ambientes com estufas plásticas e telados inicialmente era indicada para produção em regiões temperadas, visando elevar as temperaturas do ar e do solo para produzir algumas espécies fora de sua época normal.

Hoje esta técnica é indicada para quase todas as espécies e climas, desde que haja possibilidade de ganhos econômicos pelo produtor. Para isso se busca redução de riscos climáticos, aumento de produtividade, produção fora de época, proteção contra ventos e chuvas, mudança de fotoperíodo, redução de pragas e doenças, bem como redução do estresse climático causado por condições climáticas extremas.

Neste sentido, o objetivo inicial da produção em estufas de hortaliças de fruto, como tomate, pimentão e berinjela, foram os precursores, visto que a variação de preço existente favorecia economicamente o uso da técnica.

Muitos testes foram feitos com outras culturas pelas diversas instituições de pesquisa e pelos produtores, resultando em indicações de produção em estufas de outras espécies, como as folhosas. Estas eram produzidas entre dois cultivos e foram-se verificando as vantagens da proteção com estas espécies.

O ambiente protegido permitia que durante o verão se cultivasse variedades de inverno ou facilitava a condução das plantas. O sombreamento, a ventilação adequada, a proteção a chuvas excessivas, ventos, geadas e granizo, fazia que o produtor não perdesse sua produção durante estes fenômenos adversos, além de verificar que, com a elevação dos preços por desabastecimento, aumentava a rentabilidade da cultura. Outro fator favorável à cultura é sua qualidade adquirida com a proteção.

Compensa?

A pesquisa mostrou que a proteção exercida sobre as culturas é favorável às folhosas, pois o investimento de sua produção de matéria seca é canalizado para a captação de energia solar, aumentando relativamente o tamanho de sua área foliar e reduzindo a espessura da folha.

Isto se deve ao fato que o ambiente protegido favorece o crescimento graças à melhor condição hídrica da planta, relacionada à maior turgescência de suas células. Outra característica da turgescência é a sensação de crocância, que para alface é desejável.

A redução dos danos por insetos e do uso de químicos para o controle de pragas são outras características que elevam a qualidade dos produtos produzidos sob telados.

Por outro lado, o cuidado do produtor deve ser dobrado, visto que o desenvolvimento de algumas pragas e doenças é favorecido neste ambiente, determinando um monitoramento constante.

Outracaracterística desfavorável à produção nestes ambientes é a maior possibilidade de quebra das folhas devido a sua crocância, o que determina um trabalho pós-colheita mais cauteloso para manter a qualidade.

Agregado

Outra técnica que veio para facilitar e melhorar o sistema de produção em ambientes protegidos foi a produção fora do solo, que vem revolucionando este tipo de produção, pois aumenta ainda mais a qualidade da produção, principalmente se usadas variedades americanas que apresentam sabor e qualidade que agradam em muito o paladar do consumidor.

Essa matéria você encontra na edição de dezembro 2015  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

Inicio Revistas Hortifrúti Produção de alface americana em telado