23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasUva de Jundiahy conquista Indicação Geográfica

Uva de Jundiahy conquista Indicação Geográfica

Reconhecimento do INPI foi oficializado.

O reconhecimento aguardado desde 2009 foi oficializado nesta semana pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI): a Indicação Geográfica (IG) da uva Niagara rosada de Jundiahy, na categoria Indicação de Procedência. A escrita com as letras “h” e “y” se justifica pois, no passado, entre o final do século 19 e início do século 20, a uva era cultivada numa imensa área de terra que se chamava Jundiahy. Depois os municípios foram desmembrados — Jundiaí, Louveira, Itupeva, Jarinu e Itatiba.

Divulgação

“É um grande ganho para o agricultor de Jundiaí e reconhecimento da uva Niagara que nasce em nosso município no ano de 1934 e que já tem notoriedade reconhecida. Nossa cidade é nacionalmente conhecida como a ‘Terra da Uva’, não à toa porque é responsável por 30% da produção de uva no Estado de São Paulo”, destaca o prefeito Luiz Fernando Machado.

A Indicação Geográfica de Jundiahy é a 102ª brasileira registrada no INPI.

O Ministério da Agricultura e Pecuária também emitiu um documento chamado “instrumento oficial”, que atesta a notoriedade da região e a inserção daqueles produtores na delimitação geográfica que demandou a IG e que compreende as cidades da região.

“Apesar da gente ter produção dessa uva nacionalmente, a uva aqui da região de Jundiaí é reconhecida como uma qualidade com relação às outras. E isso é muito percebido na Ceasa, por exemplo, onde as pessoas procuram a uva de Jundiaí”, lembra o gestor de Agronegócio, Abastecimento e Turismo, Eduardo Alvarez.

O caderno de especificações da produção, criado durante o processo, será fundamental para que os produtores interessados em se beneficiar do reconhecimento cultivem a uva dentro dos padrões estabelecidos. “Essa grafia com ‘y’ foi o ponto de união dos municípios que produzem a uva atualmente. Eles se reconhecem como membros daquele território, por produzirem a uva niagara rosada, terem colonização parecida e na mesma época, cultivarem no mesmo solo. Eles têm uma sensação de pertencimento”, afirmou o auditor fiscal do Ministério da Agricultura e Pecuária, Francisco José Mitidieri.

Segundo a Associação Agrícola de Jundiaí, os cinco municípios contemplados reúnem entre 700 e 800 produtores de uva. “A ideia é atrair mais turistas à região e despertar o interesse pela niagara rosada de Jundiahy, que compreende todas essas cidades. É uma alegria muito grande receber essa notícia, que vai estimular muito todos os produtores rurais”, afirmou presidente da Associação, Rene José Tomasetto.

ARTIGOS RELACIONADOS

Técnica de dupla poda da videira consolida atividade

A adoção da técnica da dupla poda da videira fez com o Sudeste brasileiro conquistasse espaço ...

Por que vinhos orgânicos são mais caros?

Produtos orgânicos estão cada vez mais em voga. Ao ir a um supermercado, ...

Armazenamento de uvas em câmara fria

A viticultura brasileira apresenta características únicas em cada região onde é produzida, como por exemplo, ciclos de produção, época de colheita e tipo de produto.

Cálcio e a uva: a importância na produção e pós-colheita

Artigo da Campo & Negócios detalha a ação do cálcio nas uvas e dá dicas para os produtores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!