VI Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental faz compensação de carbono

O plantio das mudas nativas tem o objetivo de neutralizar o carbono emitido durante o evento, a partir do deslocamento do público para o evento, da energia gasta e dos resíduos produzidos.

0
177

O VI Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental (VI CBRA), que acontece de 03 a 05 de agosto nas modalidades on line e presencial (Fieb, Salvador/BA), adotou o selo CO2 Free. A ação foi possível por meio da parceria com a Novo Olhar Sustentabilidade que fez o inventário de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) do evento e o projeto de compensação dessas emissões. O evento é uma realização da Associação Baiana de Empresas de Base Florestal (ABAF), do Centro de Desenvolvimento do Agronegócio (CEDAGRO/ES) e da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

De acordo com a Novo Olhar Sustentabilidade, para neutralizar as emissões (8,09 tCO2) será necessário o plantio de 61 árvores nativas de Mata Atlântica. O plantio das mudas nativas tem o objetivo de neutralizar o carbono emitido durante o evento, a partir do deslocamento do público para o evento, da energia gasta e dos resíduos produzidos.

“Já contamos com a parceria da Bracell na doação dessas mudas e da Sema para o plantio no Parque de Pituaçu que é uma importante área de preservação na capital do estado e possui áreas indicadas para restauração da Mata Atlântica. Na verdade, vamos somar essas 61 mudas ao plantio das 200 árvores que a Bracell e a Sema já estão organizando para o segundo semestre deste ano”, explicou Wilson Andrade, diretor executivo da ABAF. Parceria Bracell e Sema A Bracell, uma das líderes globais na produção de celulose solúvel especial, realizará o plantio de duzentas mudas nativas no Parque de Pituaçu, em Salvador (BA), em ação realizada pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e o Instituto do Meio Ambiente e Recurso Hídricos (Inema).

O anúncio foi feito durante o lançamento do Inventário de Gases de Efeito Estufa do Estado da Bahia, pela Sema e o Inema. “Para neutralização desta emissão é necessário o plantio de 14 árvores. Fizemos além, com o apoio da Bracell, serão plantadas 200 árvores de espécies nativas de Mata Atlântica, compensando o total de emissões do evento e garantindo ainda um crédito de carbono de 26,6 toneladas de CO2”, explicou a secretária do Meio Ambiente do Estado da Bahia, Márcia Telles. “Ampliando o quantitativo de mudas plantadas potencializamos o impacto positivo dessa iniciativa na restauração da Mata Atlântica no Parque de Pituaçu, importante bioma da região”, pontua Joedson Silva, coordenador de Meio Ambiente e Certificações da Bracell Bahia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!