23.6 C
Uberlândia
quarta-feira, abril 17, 2024
- Publicidade -
InícioTecnologia13 milhões de brasileiros não tem internet no campo

13 milhões de brasileiros não tem internet no campo

Essa diferença entre a conectividade rural e urbana mina um imenso potencial social.

Um estudo realizado em 26 países da América Latina e Caribe revelou que cerca de 72 milhões de pessoas que vivem em áreas rurais não têm acesso à conectividade com padrões mínimos de qualidade. No Brasil, o número de pessoas sem conectividade adequada é de 13 milhões.

 O estudo intitulado “Conectividade Rural na América Latina e no Caribe: estado da situação, desafios e ações para a digitalização e o desenvolvimento sustentável” foi realizado por uma parceria entre o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), o Banco Mundial, a Bayer, o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), a Microsoft e a Syngenta, e apresenta dados coletados entre 2020 e 2022.

O estudo realizado sobre a conectividade rural na América Latina e no Caribe forneceu um panorama completo da situação e destacou a disparidade na conectividade entre áreas urbanas e rurais. De acordo com o levantamento, enquanto 79% da população urbana dos países analisados tem acesso a serviços de conectividade significativos, apenas 43,4% da população rural possui o mesmo acesso, resultando em uma diferença de 36 pontos percentuais.

“Essa diferença entre a conectividade rural e urbana mina um imenso potencial social, econômico e produtivo no âmbito estratégico no qual está em jogo a segurança alimentar e nutricional de boa parte do planeta. Os dados constatam que existe um atraso rural que requer ações decididas e soluções inovadoras”, disse o diretor-geral do IICA, Manuel Otero.

De acordo com Gabriel Delgado, coordenador da região Sul do IICA e representante no Brasil, embora a conectividade nas áreas rurais tenha melhorado, é alarmante que 72 milhões de pessoas na América Latina e no Caribe ainda não possuam acesso adequado à internet nessas áreas, com 13 milhões dessas pessoas vivendo em áreas rurais do Brasil. Delgado destaca que, assim como trens, rodovias e estradas foram importantes para o desenvolvimento em outros momentos da história, o acesso à internet é agora o divisor de águas entre o desenvolvimento e o atraso. 

ARTIGOS RELACIONADOS

Tomate Evimeria é aposta de produtores

Em algumas regiões do Brasil o Fusarium raça 3 é um problema corriqueiro nas lavouras ...

Crambe ganha espaço para produção no Brasil

Referente à produção do crambe no Brasil, podemos dizer que ainda temos uma produção tímida, apesar de encontrar áreas individuais consideradas grandes, como é o exemplo do oeste da Bahia, onde estão extensões de 500 hectares com plantio de crambe.

Uso de sensores nos pomares começa a se consolidar no Brasil

Que a tecnologia veio para ficar no agronegócio não há dúvidas. Para ajudar a acelerar essas ...

Startups com foco na agroindústria 4.0

A São Martinho, um dos maiores grupos sucroenergéticos do Brasil, está lançando um ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!