23.5 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosA realidade dos biológicos no Brasil

A realidade dos biológicos no Brasil

Os biológicos são capazes de estimular os processos naturais das plantas, mitigando os efeitos do estresse e aumentando a eficiência do uso de nutrientes.

Amália Borsari
Diretora Executiva de Biológicos da CropLife Brasil

Os produtos biológicos são insumos agrícolas desenvolvidos a partir de um ingrediente ativo que seja natural, considerado ativo biológico. Esses ativos, em sua maioria, são de baixa toxicidade e agem visando eliminar a praga-alvo sem agredir o meio ambiente, permitindo a manutenção de insetos benéficos na lavoura (inimigos naturais) e diminuindo a dependência de aplicações constantes de outros produtos.

Foto: Shutterstock

Benefícios dos biológicos

Dentre os benefícios agronômicos dos produtos biológicos, podemos destacar o gerenciamento das pragas nas lavouras, tanto no aspecto de proteção dos cultivos como no manejo da resistência dessas pragas e, consequentemente, melhoria no rendimento das culturas.

Os biológicos são capazes de estimular os processos naturais das plantas, mitigando os efeitos do estresse causado pela seca, aumentando a eficiência do uso de nutrientes e melhorando a qualidade das culturas.

No aspecto ambiental, o uso de produtos biológicos no manejo de pragas, na promoção do crescimento e na nutrição de plantas promove maior sustentabilidade no campo, favorecendo a regeneração da terra, agregando vida ao solo e promovendo maior biodiversidade.

Categorias

Ü Produtos microbiológicos: compostos por ingredientes ativos derivados de microrganismos, como bactérias, algas, fungos, protozoários e vírus.

Ü Produtos bioquímicos: formados por substâncias que ocorrem naturalmente, como extratos de plantas e produtos resultantes de processos de fermentação.

Ü Agentes macrobiológicos: são organismos vivos – como insetos predadores, ácaros e nematoides – que são utilizados para controle de pragas.

Ü Semioquímicos: são desenvolvidos a partir de substâncias químicas originadas de insetos e plantas.

A depender da função que desempenham, esses produtos biológicos são regulamentados de diferentes formas, podendo ser classificados como inoculantes, bioestimulantes, bionematicidas, bioinseticidas, biofungicidas e feromônios.

Direto ao alvo

Os progressos e desenvolvimentos na área de bioinsumos são projetados com o intuito de combater alvos específicos, como pragas e doenças, em todas as culturas agrícolas, independentemente da região do Brasil.

Assim sendo, os avanços na identificação de ingredientes ativos, na melhoria das técnicas de fermentação, na criação de formulações de alto desempenho e nos avanços em controle de qualidade com tecnologias metagenômicas são todas inovações significantes para os agricultores.

Impactos ambientais positivos

Entre os benefícios para os cultivos agrícolas e para a preservação do meio ambiente, principalmente é importante ressaltar a preservação do solo, uma vez que os biofertiliziantes, por exemplo, ampliam a presença de microrganismos no solo, tornando-o mais saudável.

Mesmo sendo derivados da natureza, a pesquisa, desenvolvimento, produção, comercialização e utilização desses produtos podem ter efeitos diretos ou indiretos, tanto na saúde humana quanto no meio ambiente. Por exemplo, a eficiência de uma técnica ou produto pode influenciar na sustentabilidade e viabilidade da agricultura.

A fim de garantir seus benefícios e evitar possíveis efeitos adversos, é essencial que tais produtos sejam submetidos a processos de avaliação e regulamentação rigorosos.

Agricultura biológica em larga escala

Os desafios associados à aplicação de produtos biológicos na agricultura em larga escala são diversos e dependem, em grande parte, do tipo de produto e da tecnologia empregada no desenvolvimento em questão.

Para os produtos baseados em insetos, por exemplo, a aplicação eficiente em grandes áreas pode exigir o uso de drones. Esta é uma solução moderna que, infelizmente, nem sempre está ao alcance de todos os produtores.

No caso de produtos à base de microrganismos, a formulação é um aspecto crítico que precisa ser considerado. Os microrganismos necessitam de proteção contra a radiação e é necessário garantir a aderência ao alvo.

Para complicações adicionais, muitas vezes o produtor precisa aplicar esses produtos biológicos junto com outros produtos, criando a necessidade de compatibilidade entre eles.

Para superar esses desafios, é crucial a presença de uma tecnologia avançada no desenvolvimento do produto, formulações adequadamente projetadas e equipamentos apropriados.

Além disso, é essencial o suporte técnico dos profissionais agrônomos. Essa combinação de avanço tecnológico, apoio e orientação especializados pode ser a chave para superar os obstáculos enfrentados na aplicação de produtos biológicos na agricultura em larga escala.

Revolução dos produtos biológicos

A revolução dos produtos biológicos tem desempenhado um papel significativo na segurança alimentar global, ao permitir a otimização do uso de tecnologias renováveis na agricultura moderna.

Essa otimização resulta em uma maior produção agrícola e, consequentemente, em uma maior oferta de alimentos, contribuindo para a segurança alimentar em face da crescente população global.

Além disso, os produtos biológicos possuem um menor impacto ambiental em comparação com as práticas agrícolas tradicionais. O uso de tecnologias renováveis na agricultura minimiza a emissão de gases de efeito estufa e a contaminação do solo e da água, ajudando a promover uma agricultura mais sustentável e capaz de produzir alimentos a longo prazo.

Finalmente, a utilização de produtos biológicos facilita a implementação de práticas de manejo integrado de pragas. Este enfoque ajuda a controlar as pragas de forma mais eficiente, contribuindo para a resiliência do sistema agrícola. Dessa forma, a revolução dos produtos biológicos está contribuindo de maneira fundamental para a segurança alimentar global.

Tendências

As tendências atuais no desenvolvimento e uso de produtos biológicos na agricultura no Brasil incluem: o desenvolvimento de bioherbicidas usando ativos naturais como alternativa aos herbicidas sintéticos; a criação de produtos à base de peptídeos vegetais ou microbianos para combater pragas, doenças e melhorar a saúde das plantas e do solo; o uso da biotecnologia – edição gênica no desenvolvimento de produtos; e o desenvolvimento de novas formulações mais eficazes, acessíveis e sustentáveis.

Investimentos contínuos em educação e pesquisa são fundamentais para a expansão do uso desses bioinsumos, refletindo em uma mudança em direção à agricultura mais sustentável e ecologicamente responsável.

Dependência de produtos químicos

O uso de produtos biológicos pode ser um aliado poderoso na redução da dependência de produtos químicos sintéticos na agricultura. Eles ajudam a manter o equilíbrio ecológico, ampliando a biodiversidade e fortalecendo a presença de inimigos naturais das pragas.

Este processo contribui para um controle mais eficiente da população de pragas, diminuindo a frequência de uso de agroquímicos.

No entanto, a eficácia dos produtos biológicos pode ser influenciada por variáveis ambientais e pelo grau de infestação da praga. Por isso, a estratégia mais eficaz consiste em combinar o uso de produtos biológicos e químicos com o conceito de Manejo Integrado de Pragas.

A indústria de inovação desempenha um papel fundamental nessa estratégia, pois é por meio da pesquisa e desenvolvimento contínuo que podemos contar com uma variedade cada vez maior de produtos biológicos eficientes para controlar diversas pragas.

Quando combinado com um monitoramento regular das pragas, este avanço promove um manejo agrícola mais sustentável e eficiente, permitindo uma redução significativa na dependência de produtos químicos.

ARTIGOS RELACIONADOS

Rally da Safra retorna ao Médio-Norte e Oeste do Mato Grosso

Na terceira semana de trabalho em campo do Rally da Safra, duas equipes técnicas retornam ao Médio-Norte e Oeste do Mato Grosso, percorrendo regiões diferentes, para verificar as condições das áreas de soja de ciclos médio e tardio.

Curso traz noções básicas sobre engenharia de avaliações aplicada às propriedades rurais no Brasil com base nas normas da ABNT

Bom desempenho do agronegócio amplia campo de atuação para engenheiros agrônomos e profissionais de áreas relacionadas

China faz mega compra de milho e etanol nos Estados Unidos

53,5 milhões de bushels de milho de uma só vez, a maior venda feita pelos Estados Unidos para a China! Isso eleva o preço do cereal a nível internacional. E da mesma forma a aquisição de etanol, o biocombustível que a China afirma que irá fazer em volumes nunca vistos no primeiro semestre de 2021.

Em 1 ano, energia solar no Brasil fica 31% mais barata

Levantamento comparou dados do último trimestre de 2022 e 2023; redução foi motivada pela queda do preço dos equipamentos solares, diz pesquisa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!