Agritech atrai 408 investidores e capta R$1,68mi na CapTable

0
229

A maior plataforma de investimentos em startups do Brasil, CapTable, finalizou mais uma rodada de investimentos neste ano. A startup que recebeu o aporte desta vez foi a Auster, agritech que oferece uma solução que indica aos produtores rurais qual é a quantidade ideal de fertilizante nitrogenado para cada área da lavoura. 

A demanda por maior eficiência na aplicação de fertilizantes não é de hoje, mas o trabalho desenvolvido pela startup é inédito no Brasil. É a primeira vez que a agricultura nacional conta com uma solução em prescrição de fertilizantes nitrogenados que não necessita de investimentos em hardware, interação com aplicativos ou capacitação de profissionais para executar a função.

O serviço oferecido pela startup pode ser utilizado pelos agricultores de médio e grande porte, pois estes já têm a estrutura e o maquinário necessários para fazerem uso da solução.

A agritech foi criada em 2016 em Santa Maria (RS), mas o negócio tinha um foco diferente do atual. Até que em 2019, após receber um investimento-anjo, a Auster adotou o modelo de negócios que é praticado até hoje. 

Desde então, a startup deixou de atuar apenas no Rio Grande do Sul. Hoje a Auster tem clientes nas regiões sudeste e centro-oeste do país. 

Plano de expansão

O plano de expansão da startup abrange fortalecer as vendas nos estados e regiões em que já atuam. Além disso, também quer emplacar o serviço em outras regiões do país, como o nordeste.

O CEO da Auster, Saulo Penna Neto, afirma que com o investimento recebido na CapTable, a startup dará início a esse plano de conquistas de novos territórios. “Com o aporte que conseguimos nesta rodada de captação, já podemos iniciar o nosso plano de expansão. Queremos dar início a nossa operação na Bahia e planejamos atingir mais de 11% do mercado endereçável alcançável atual até o ano de 2026”, afirma.

Os recursos captados nesta rodada serão divididos em seis áreas diferentes. O plano apresentado aos investidores aponta que 46% serão destinados ao departamento comercial e 15% ao Departamento de Aerolevantamento, com o objetivo de aumentar a capacidade de mapeamento para acompanhar o aumento das vendas. 

Também estão previstos 13% para o departamento de tecnologia, buscando a melhoria das soluções e crescimento da capacidade de atendimento em prescrições de insumo. Os 26% restantes serão divididos em marketing, desenvolvimento de novas soluções e despesas de outros departamentos.  

Crescimento do mercado

No primeiro trimestre deste ano, o preço dos fertilizantes no Brasil dobrou em relação a 2021, que já demonstrava um grande aumento com relação ao ano anterior. Isso fez com que os agricultores buscassem diferentes soluções para utilizarem esses insumos de forma mais acertada.

Em 2020 o setor do agronegócio foi responsável por 26,6% do PIB no Brasil,  além de gerar uma renda respeitável e empregar 1 a cada 3 trabalhadores no país.

Para Paulo Deitos, cofundador da CapTable, investir em uma agritech como a Auster vai muito além da expectativa de possibilidades de ganhos futuros, mas também incentivar a criação de soluções inovadoras para o desenvolvimento do agronegócio nacional. 

“Termos fechado uma rodada que investiu nesta solução é um termômetro do quanto há um interesse neste mercado que influencia fortemente na economia brasileira. Percebe-se que o plano de crescimento desenhado pela Auster foi desenhado de forma muito pragmática a ponto de atrair mais de 400 investidores que estão confiantes que podem colher bons resultados financeiros no futuro”, afirma Deitos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!