20.6 C
Uberlândia
sexta-feira, abril 19, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosAminoácidos: mais nutrição para a alface

Aminoácidos: mais nutrição para a alface

Aminoácidos, o segredo por trás da nutrição excepcional da alface.

Silvia Graciele Hülse de Souza
silvia.hulse@gmail.com

Franciely S. Ponce
francielyponce@gmail.com

Thiago Alberto Ortiz
thiago.ortiz@prof.unipar.br
Engenheiros agrônomos, doutores em Agronomia e professores – UNIPAR (campus Umuarama-PR)

A alface é uma importante hortaliça folhosa e sua produção segura, de boa qualidade e com maior valor nutricional é de grande importância. No entanto, o uso excessivo de fertilizantes químicos tem levado a sérios desafios ambientais e à redução da qualidade dos alimentos.

Foto: Shutterstock

Especificamente vegetais folhosos, como a alface, podem acumular nitrato em níveis prejudiciais com a aplicação excessiva de fertilizantes nitrogenados. Nesse sentido, os aminoácidos podem ser uma fonte benéfica de nitrogênio para essas plantas, além de apresentar efeitos estimulantes no crescimento das raízes e da parte aérea. 

Quem são eles

Os aminoácidos desempenham um papel fundamental na absorção, no transporte e na assimilação de nutrientes nas plantas. Como precursores e constituintes das proteínas, esses compostos são essenciais para o crescimento celular e para uma variedade de processos metabólicos cruciais para o desenvolvimento das plantas.

Em particular, na cultura da alface, onde a qualidade das folhas é de extrema importância, a presença e o uso eficiente de aminoácidos são essenciais para garantir uma absorção otimizada de nutrientes.

Além disso, os aminoácidos também desempenham um papel crucial na regulação do transporte de nutrientes e na promoção da assimilação desses nutrientes pelas plantas, o que contribui diretamente para a qualidade, o vigor e a produtividade da cultura da alface.

Poder quelatizante

Recentemente, vários aminoácidos, principalmente a glicina, têm sido incorporados na formulação de fertilizantes nutritivos na forma de quelato ou de um complexo simples.

O poder quelatizante dos aminoácidos refere-se à capacidade dessas moléculas de formarem complexos estáveis com íons metálicos, como ferro, cálcio, magnésio, zinco, entre outros.

Esses complexos quelatos são mais solúveis e estáveis em solução do que os íons metálicos livres, o que os torna mais disponíveis para as plantas, a fim de facilitar a absorção e a translocação de nutrientes nas mesmas, melhorando a eficiência do uso dos fertilizantes aplicados.

Entretanto, a quelação de cátions com aminoácidos pode ter um impacto na neutralidade elétrica do solo e na disponibilidade de outros nutrientes. Quando os aminoácidos quelatam cátions metálicos no solo, eles formam complexos estáveis que podem influenciar a carga elétrica do solo.

Isso pode afetar a disponibilidade de outros nutrientes no solo, uma vez que a capacidade de troca catiônica (CTC) do solo pode ser afetada pela presença desses complexos quelatados.

Além disso, a formação de complexos quelatados pode influenciar a mobilidade e a disponibilidade de outros nutrientes no solo, uma vez que a competição por sítios de ligação e a estabilidade desses complexos pode afetar a absorção e a liberação de nutrientes pelas plantas.

Portanto, a quelação de cátions com aminoácidos pode ter efeitos indiretos na neutralidade elétrica do solo e na disponibilidade de outros nutrientes.

Direto ao ponto

Os fertilizantes à base de aminoácidos oferecem uma série de vantagens específicas para a cultura da alface, promovendo seu desenvolvimento e resistência às adversidades ambientais.

Como componentes essenciais na formação de proteínas, os aminoácidos desempenham um papel fundamental na resposta da alface ao estresse ambiental, assegurando a continuidade de seus processos metabólicos, mesmo sob condições desfavoráveis.

Além disso, ao aumentar a produção de clorofila, os aminoácidos otimizam a capacidade da alface de realizar a fotossíntese de forma eficiente, contribuindo para seu crescimento saudável.

Sua função como agente quelante facilita a absorção de micronutrientes essenciais, enquanto sua influência na regulação hormonal e no funcionamento dos estômatos promove uma absorção mais eficaz de macro e microelementos.

Por fim, ao promover um equilíbrio microbiológico saudável no solo, os aminoácidos melhoram a mineralização dos materiais orgânicos e a disponibilidade de nutrientes para as plantas, contribuindo para a saúde geral do solo e, consequentemente, para a produtividade das culturas.

Estratégia eficaz

Os produtores podem incorporar aminoácidos em seus programas de manejo para a cultura da alface por meio de estratégias como aplicação foliar, por hidroponia, no solo e a integração com fertilizantes convencionais, programando a aplicação adequada com o monitoramento contínuo da cultura.

A aplicação foliar permite rápida absorção pelas folhas, enquanto a aplicação no solo ou via hidropônica melhora a disponibilidade de nutrientes para as raízes. Integrar aminoácidos aos fertilizantes convencionais é outra opção, e é essencial desenvolver um calendário de aplicação que atenda às necessidades específicas da alface em diferentes estágios de crescimento.

Monitorar a resposta das plantas e ajustar os programas conforme necessário garantirá o uso eficaz dos aminoácidos, promovendo um crescimento saudável, resistência a estresses ambientais, além da melhora na qualidade da colheita.

Interferências

A eficácia da aplicação de aminoácidos pode ser influenciada por tipos de solo ou clima, além dos fatores ambientais e edáficos. Por exemplo, em solos calcários, onde a disponibilidade de certos nutrientes pode ser limitada, a utilização de aminoquelatos nas folhas, no solo ou na água de irrigação, pode satisfazer as necessidades nutricionais das plantas.

Isso pode ser especialmente relevante para alfaces cultivadas em áreas com solos calcários, onde a aplicação foliar de nutrientes quelatados sintéticos pode ser a única abordagem eficaz para atender à demanda por nutrientes essenciais, como o ferro.

Além disso, as condições climáticas adversas, como calor intenso e baixa umidade, podem aumentar a necessidade das plantas por nutrientes e influenciar a eficácia da aplicação de aminoácidos, especialmente quando administrados com aplicação foliar.

Portanto, a escolha do método de aplicação, juntamente com a formulação específica do aminoácido e a adaptação às condições locais do solo e clima, são considerações importantes para maximizar a eficácia da nutrição das alfaces com aminoácidos.

Pesquisas

Resultados de pesquisas recentes relacionadas à aplicação de aminoácidos em alfaces, tanto em ambiente controlado quanto em condições de campo, demonstraram uma melhoria no crescimento das plantas, aumento da produção de biomassa, da tolerância ao estresse abiótico (como seca, salinidade e temperatura elevada), na absorção de nutrientes essenciais, como nitrogênio, fósforo e potássio, e melhoria na qualidade nutricional das folhas de alface.

Além da melhoria na absorção de nutrientes, outros efeitos positivos observados nas alfaces com a aplicação de aminoácidos incluem aumento da resistência a estresses bióticos, como doenças e ataques de insetos, além da melhoria na qualidade sensorial das folhas, como cor, textura e sabor, aumento na atividade antioxidante, o que pode prolongar a vida útil pós-colheita, e aumento na síntese de compostos bioativos, como vitaminas e fitoquímicos, que são benéficos para a saúde humana.

ARTIGOS RELACIONADOS

Aminoácidos via foliar ou no tratamento de sementes?

Nilva Terezinha Teixeira Engenheira agrônoma, doutora em Solos e Nutrição de Plantas e professora de Nutrição de Plantas, Bioquímica e Produção Orgânica do Centro...

Biolchim leva soluções tecnológicas para público especializado

Este será o quarto ano de participação da Biolchim no Congresso Andav. Para Lucien de Paula Corrêa, diretor geral da empresa, este evento é...

Aminoácidos recuperam o tomateiro

O tomate é amplamente produzido em várias regiões do mundo, com uma grande diversificação com relação ao uso para consumo na forma industrializada ou tomate de mesa.

Inédito: Brasil sediará Conferência Internacional de Consumo de Brócolis

Evento reunirá profissionais de Pesquisa, Nutrição, Saúde, Gastronomia, Varejo e Mídia para debater os benefícios nutracêuticos e o potencial de consumo da hortaliça no...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!