20.6 C
Uberlândia
sexta-feira, abril 19, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesAnomalias climáticas marcam o outono no Brasil

Anomalias climáticas marcam o outono no Brasil

Anomalias climáticas estão deixando sua marca neste outono brasileiro e no Centro-oeste a situação é menos assustadora do que parece.

A análise de anomalias climáticas sazonais da Meteum para outono e inverno de 2023 no Brasil, cobrindo períodos de 3 meses, revela alguns achados interessantes. As previsões sazonais geralmente são mais precisas e confiáveis do que as previsões mensais, embora as anomalias sejam geralmente menos pronunciadas no nível sazonal do que no mensal.

As anomalias foram calculadas com base em reanálise ERA-5 em relação às normas dos dados climáticos dos últimos 30 anos (1993-2022), onde “norma” refere-se a temperatura e precipitação médias para uma determinada estação durante este período.

Temperatura: flutuações suaves em todo o País

O Brasil possui um clima estável, resultando em anomalias de temperatura menos marcantes do que alguns vizinhos. Segundo as projeções, as temperaturas no País durante as estações de outono e inverno serão cerca de 0,5 a 0,6°C mais altas do que a média dos últimos 30 anos. As regiões mais afetadas serão Rio Grande do Sul, Espírito Santo e a região da capital federal.

O efeito de ilha de calor urbana não é tão grave nas principais cidades brasileiras. Por exemplo, o Rio de Janeiro está situado na costa e seu clima é mais marítimo, ajudando a moderar extremos de temperatura e permitindo que as brisas do mar esfriem a cidade. Portanto, a temperatura não está aumentando tão drasticamente como em algumas outras megalópoles (como a Cidade do México).

Curiosamente, nos estados de Roraima, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará e Pernambuco, a temporada de outono deve trazer temperaturas um pouco mais frias. No entanto, essa diminuição é mínima, apenas de 0,1 a 0,2°C.

Aumento na precipitação no Centro-Oeste do Brasil: menos assustador do que parece

As regiões centrais do Brasil enfrentarão significativos desvios na precipitação durante a estação geralmente seca do inverno, com um aumento considerável de chuvas em julho e agosto. Embora isso possa levantar preocupações para agricultores, os temores de enchentes e deslizamentos de terra podem ser amenizados.

A norma climática para a precipitação nessas áreas é muito baixa. Portanto, mesmo um desvio drástico de +100% não faria com que a precipitação fosse catastrófica (por exemplo, 20 mm durante o verão em vez de 10 mm). Para fins de comparação, quando ocorreram as enchentes no litoral paulista em fevereiro, surpreendentes 600 mm de chuva caíram em apenas um dia.

As anomalias climáticas sazonais no Brasil para 2023 destacam os efeitos das mudanças climáticas globais, urbanização e fatores geográficos locais nos padrões de temperatura e precipitação.

Enquanto a Cidade do México e o estado do México experimentam anomalias de temperatura notáveis devido ao efeito da ilha de calor urbano, o Brasil apresenta variações mais suaves. Por outro lado, as anomalias de precipitação em ambos os países mostram variações regionais, com aumento de chuvas em algumas áreas e condições mais secas em outras.

É crucial considerar o contexto e as implicações dessas anomalias para populações, agricultura e esforços de gerenciamento de desastres. Compreender os fatores subjacentes por trás dessas anomalias climáticas permite melhores estratégias de planejamento, adaptação e mitigação para enfrentar os desafios apresentados por um clima em mudança.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!