22.6 C
Uberlândia
segunda-feira, maio 20, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosBrix e alta produtividade são exigências do mercado

Brix e alta produtividade são exigências do mercado

Agora, o ºbrix e a alta produtividade são o foco dos produtores, demarcando uma das tendências para o mercado da horticultura.

Franciely da Silva Ponce
Engenheira agrônoma e doutora em Agronomia/Horticultura- FCA/UNESP
francielyponce@gmail.com

Os consumidores querem frutos com melhor sabor
Foto: Shutterstock

A busca por variedades de tomate diferenciadas e de alto valor agregado pode trazer resultados ainda mais satisfatórios aos horticultores, tanto em campo quanto na hora da comercialização.

O °brix é uma medida referente à doçura de frutos, um parâmetro muito utilizado para estimar a qualidade de produtos como melão, melancia, dentre outros. Por anos, os estudos de tomate de mesa foram focados em parâmetros como vida útil pós-colheita, resistência às doenças e firmeza.

Contudo, o mercado consumidor tem buscado por frutos com melhor sabor, teor de acidez e °brix equilibrados, mesmo com relação aos frutos comercializados a granel.

No ponto certo

Para garantir características organolépticas de excelência, os frutos do tomateiro devem estar no ponto de maturação VI (vermelho intenso), contudo, em algumas regiões eles são colhidos ainda verdes, para garantir que cheguem íntegros ao consumidor.

Este tipo de manejo reduz a qualidade dos frutos ofertados, fazendo com que sejam comercializados frutos verdes, com baixo teor de açúcar e elevada acidez.

Outro fator que contribui para que os frutos comercializados tenham baixo °Brix diz respeito ao tipo de tomate e variedade cultivada, levando em consideração também aspectos como hábito de crescimento, que influencia, diretamente a qualidade final do produto.

Importante saber

Até pouco tempo, as cultivares de tomateiro utilizadas para consumo in natura eram exclusivamente de hábito indeterminado, o que significa que a planta continua se desenvolvendo vegetativamente, contendo ao mesmo tempo flores, frutos em formação e frutos em maturação.

Este fato dificulta a realização do corte de irrigação, uma tática muito utilizada no cultivo de tomate indústria, para garantir °Brix elevado.

Importância do ºbrix para o tomateiro

O °brix se refere ao teor de sólidos solúveis contido em uma amostra, o que confere o sabor adocicado, ou seja, concentração de açúcares.

O mercado consumidor de tomates tem se tornado mais exigente nos últimos anos, principalmente com a ocupação de um importante nicho de mercado – o de tomates grape. São frutos pequenos, selecionados, com alto teor de °brix e comercializados em bandejas de mais ou menos 180 gramas. Com o advento dessas novas opções, o consumidor tem buscado frutos com maior qualidade.

O °brix dos frutos pode ser aferido utilizando um equipamento muito acessível chamado refratômetro, disponível em versões portáteis, com preços que variam de R$ 100,00 a R$ 2.000,00, sendo este último voltado ao uso laboratorial (Figura 1).

Figura 1. Refratômetro manual portátil Escala 0 a 32% Brix Com Iluminação de LED- Megabrix.

Apesar de ser um aspecto muito apreciado pelo consumidor, o °brix dos frutos apresenta elevado retorno econômico quando se trata de tomates selecionados. No entanto, com relação à comercialização de tomates a granel, o diferencial está na melhor aceitação do produto pelo mercado consumidor, uma vez que o preço deste tipo de produto é dependente da oferta.

Qualidade + alta produtividade

Atualmente, algumas pesquisas têm sido direcionadas para a seleção de cultivares de tomate de hábito de crescimento determinado que atendam o mercado consumidor in natura. Isso porque os frutos deste tipo de tomate apresentam melhor coloração, boa resistência ao transporte, elevado tempo de prateleira, elevado °brix e acidez equilibrada.

Contudo, a mudança de um sistema de cultivo para outro ainda encontra resistência com relação aos produtores, principalmente devido à redução do ciclo produtivo do tomateiro, o que não quer dizer baixa produtividade, mas sim a concentração da produção em um período de três a quatro semanas.

Outro gargalo é a escolha de cultivares adaptadas ao local de cultivo, sendo necessário pesquisas voltadas para esse aspecto.

Destaques no mercado

As cultivares que têm se destacado são aquelas que apresentam frutos de coloração vermelho intenso e uniforme, com peso médio de frutos de 120 gramas. Além disso, há a necessidade de boa duração pós-colheita, além de sabor agradável, com °brix e acidez equilibradas e elevada produtividade.

O plantio de tomateiros de hábito determinado tem proporcionado frutos com teor de °brix médio de 5,35 e produtividade de até 186 t/ha, valores que podem variar conforme o material genético, manejo utilizado ou mesmo a aplicação do corte de irrigação.  

Práticas recomendadas

Para garantir boas características organolépticas dos frutos de tomate, a escolha do material genético é importantíssima, sendo responsável também pela cor, formato e boa parte da produtividade.

Contudo, este material deve ser adaptado ao local de cultivo. As cultivares mais utilizadas para atender o mercado in natura apresentam hábito de crescimento indeterminado, contudo, já é possível optar por cultivares de hábito determinado. 

Algumas cultivares de tomate são muito sensíveis a elevadas temperaturas durante a maturação, favorecendo a produção de betacaroteno, o que resulta em frutos alaranjados e/ou amarelados.

Esta característica também deve ser levada em consideração no momento da escolha do material genético, para garantir uma maturação uniforme e também sabor mais adocicado.

A adubação equilibrada e realizada no momento correto também auxilia no melhor sabor dos frutos, aliado à boa luminosidade. O corte de irrigação pontual após os frutos estarem totalmente formados e “cheios” garantirá uma concentração maior de açúcares, proporcionando elevado teor de °brix e maturação uniforme. 

Contudo, este tipo de manejo só é possível quando se trata de cultivares de hábito determinado, já que os frutos têm maturação concentrada em um dado período.

Viabilidade financeira

A tomaticultura é um ramo altamente rentável, contudo, é uma cultura com elevado investimento, podendo passar de R$ 100.000,00/ha. Isso devido aos custos da cultura, em função do risco com doenças, necessidade de mão de obra e surtos de pragas importantes, como a Tuta absoluta (Meyrick) (Lepidoptera: Gelechiidae) e Bemisia tabaci (Hemiptera: Aleyrodidae) nos últimos anos.

Sendo assim, investir em materiais com boa qualidade e produtividade influenciará na rentabilidade, uma vez que isso aumenta o lucro em função da produção, mas também devido à maior aceitação do produto pelo mercado consumidor.

Oportunidades

Levando em consideração que há uma grande flutuação na oferta de tomate ao longo dos anos, se faz necessário a implementação de técnicas que busquem garantir a oferta e a qualidade do produto.

Porém, o aumento na qualidade desses frutos pode abrir portas para o mercado nacional e internacional. Um bom exemplo são os tomates grape, que têm ganhado maior notoriedade, atendendo a um nicho de mercado muito exigente.

O produto apresenta elevado valor agregado, atende também ao público infantil, gourmet e deve apresentar um crescimento elevado nos próximos anos.

Tendências

A tendência do mercado de tomates tende a se intensificar com relação à busca de materiais com frutos de elevado padrão de qualidade e características organolépticas de cor e sabor elevadas, em que o °brix é uma delas.

Mesmo o tomate sendo a hortaliça mais consumida no Brasil, há uma crescente busca por produtos com mais sabor e doçura, sendo interessante que o produto de tomate a granel busque por materiais e técnicas que garantam essas características.

ARTIGOS RELACIONADOS

Esteiras ganham mercado agro no Brasil

Sistema de rodagem compacta bem menos o solo, o que possibilita produtividade maior das lavouras; Pivot comercializa maquinário da Soucy em Goiás e Minas

Copercampos distribui R$ 20 milhões em Bonificação de Sementes

Copercampos repassa nesta terça-feira, 07 de dezembro, aos 345 associados multiplicadores, ...

Melhoramento genético promove qualidade da carne do produtor ao consumidor

Com o mercado da carne aquecido, a produção na ponta também busca garantir a qualidade do produto que chega ao consumidor final.

Minas chega a 21,4 milhões de sacas, 38,1% a menos que em 2020

Com a colheita prestes a ser concluída em Minas Gerais, a expectativa de redução ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!