21.2 C
Uberlândia
sexta-feira, julho 19, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioAnimaisCaixa de abelhas em isopor surpreende pesquisadores e apicultores

Caixa de abelhas em isopor surpreende pesquisadores e apicultores

Produto pode triplicar a produtividade e auxilia os apicultores na gestão do manejo

 

Crédito Termotécnica
Crédito Termotécnica

MaisMel é uma nova opção de caixa de abelhas, disponível para o mercado de apicultura. Produzida pela Termotécnica em EPS (isopor®), apresenta uma série de diferenciais em comparação à caixa tradicional, feita de madeira. Além do design e do isolamento térmico, pensados para atender as necessidades e os hábitos das abelhas, seu peso e ergonomia facilitam a disposição, manutenção e transporte.

A MaisMel mantém uma melhor estabilidade térmica dentro da caixa, isso gera conforto e reduz o stress das abelhas, que não precisam se movimentar tanto ou consumir parte do mel estocado para repor energia ou amenizar as diferenças de temperatura na colmeia que é, normalmente, em torno de 33° a 36°C. Assim, elas ficam mais saudáveis e ampliam a produção do mel, pois potencializam sua atividade.

Crédito Termotécnica
Crédito Termotécnica

Franciele Silveira D’avila, que atua no setor de Pesquisa e Desenvolvimento da Termotécnica, conta que a estabilidade da temperatura presente na MaisMel é positiva sob diversos aspectos, inclusive no equilíbrio do enxame no que diz respeito à manutenção das crias e reprodução. “As abelhas se movimentam menos para aquecer o ninho e as crias, possibilitando melhor desenvolvimento do enxame, a maior dedicação à estocagem do mel e, consequentemente, aumentando sua produtividade“, ressalta. Ela destaca também que o novo produto está de acordo com a ABNT NBR 15713.

 

Essa matéria você encontra na edição de março 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Algas melhoram o teor de ºBrix do limão

Nilva Terezinha Teixeira Engenheira agrônoma, doutora em Solos e Nutrição de Plantas e professora de Nutrição de Plantas, Bioquímica e Produção Orgânica do Centro...

Abacaxi Gomo-de-mel, qual o seu potencial de mercado?

Autor Givago Coutinho Doutor em Fruticultura e professor efetivo do Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado) givago_agro@hotmail.com O abacaxizeiro, planta monocotiledônea, pertence ao gênero...

Seringueira como alternativa eficiente para fixação de carbono atmosférico

José Geraldo Mageste Engenheiro florestal e professor da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) jgmageste@ufu.br Ernane Miranda Lemes Engenheiro agrônomo, Ph.D em Fitopatologia ernanelemes@yahoo.com.br Larícia Miranda Martins lariciammartins@hotmail.com Bruno Borges bruno_borges1988@hotmail.com Graduandos...

Seringueira se mostra um bom negócio

Andrey Vetorelli Borges andrey.vetorelli@cati.sp.gov.br Fernando Miqueletti FioravanteStuchi Neto Lucas Fernando Simão Engenheirosagrônomos da Cati, EDR São José do Rio Preto Por meio dos seringais é possível melhorar a qualidade ambiental...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!