28.6 C
Uberlândia
domingo, maio 19, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesChuvas - abastecimento interno de arroz

Chuvas – abastecimento interno de arroz

Divulgação

A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) divulgou uma nota explicativa sobre os desafios enfrentados pelos produtores de arroz na safra 2023/2024. Segundo a entidade, os produtores gaúchos, responsáveis ​​por mais de 70% da produção brasileira de arroz, enfrentaram dificuldades significativas durante o desenvolvimento da safra, mas reiteraram o compromisso de garantir a segurança alimentar do povo brasileiro.

Segundo a entidade, conforme destacado pelas notícias divulgadas, a queda da produtividade das atividades do Estado, na safra 2023/2024, ao que tudo indica, será ainda maior que as projeções efetuadas no início e ao longo deste período. “A afirmação confirma o fato de que as primeiras atividades colhidas no Estado vêm, corroborando as expectativas dessa entidade, apresentando produtividade de até mil quilos a menos por hectare em relação à última safra, situação que revela indicativos de confirmação de produção já nas projeções iniciais realizada por diversos agentes do setor, públicos e privados”, destaca o comunicado.

A entidade ainda se manifesta lembrando que os trabalhos que serão colhidas nos meses de abril e, possivelmente, em maio, revelam tendência de produtividade ainda menor, tendo em vista que cerca de 30% da safra do Estado foi plantada fora do período ideal, situação que reverterá, inquestionavelmente, na queda, ainda maior, dos números finais da safra 2023/2024. “Desse modo, a par dos enormes desafios enfrentados pelos produtores e da referida garantia da segurança alimentar, vale ressaltar que os fatos acima comprovam os fundamentos elementares de mercado, no sentido de que existem robustos indicativos de que os valores de venda dos cereais pelos produtores , ao longo da safra 2023/2024, deverão se efetivar em patamares aptos a cobrir o elevado custo de produção da cultura, mantendo patamares das últimas safras, situação fundamental para a economia do Estado, na medida em que mantém os produtores na atividade”, observe uma nota.

O comunicado da Federarroz lembra ainda que, tendo em vista que os números de produção, consulta e passagem de estoque revelam a garantia da segurança alimentar dos consumidores brasileiros, indica que os produtores devem estar atentos às oportunidades de negócios referentes à exportação que seguem surgindo, Uma vez que é pertinente a manutenção de mercados consumidores internacionais abertamente durante os últimos anos, fato que foi necessário para a organização do setor e que não pode deixar de ser abastecido pela produção gaúcha. “A Federarroz, assim, demonstra, mais uma vez, que segue imbuída na sua missão de adotar medidas adequadas para viabilizar a produção de arroz no Estado, de modo a oferecer ao povo brasileiro acesso à alimentação de qualidade, saudável e produzida com respeito ao meio ambiente, sendo uma das culturas que mais emprega no país”, conclui o comunicado da entidade.

ARTIGOS RELACIONADOS

Inverno mais quente contribui com o cultivo do cacau no país

Climatempo explica porque regiões como Bahia e Pará, que mantêm temperaturas mais altas o ano inteiro, favorecem a produção Comemorando bons resultados na safra do...

Caracterização e comprovação da eficiência dos agroquímicos

Paulo R. C. Castro Engenheiro agrônomo e professor titular da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz“ da Universidade de São Paulo prcastro@usp.br   Na atualidade verificamos, principalmente...

Safra de verão: esta é a hora para a tomada de decisão sobre os insumos agrícolas

“Agosto e Setembro são meses importantes para a tomada de decisão sobre a compra dos insumos agrícolas para a próxima safra de verão. Os...

Começa o plantio de batata

O Brasil produz batatas o ano todo, mas algumas regiões seguem um calendário, cumprido à risca, para obter maiores produtividades   No Brasil, a área plantada...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!