27.6 C
Uberlândia
sexta-feira, julho 19, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasChuvas afetam plantações de cana-de-açúcar no interior do estado de São Paulo

Chuvas afetam plantações de cana-de-açúcar no interior do estado de São Paulo

Segundo especialista, a produção teve queda de aproximadamente 15% em relação ao ano anterior

cana_chuvaAs lavouras de cana-de-açúcar de algumas cidades do interior de São Paulo estão sofrendo com os resultados do excesso de chuvas dos últimos meses. Desde o fim do ano passado, a região passou por um período com muitas precipitações, inclusive durante o ciclo de estiagem.

Cidades como Avaré, Lençóis Paulista, Araçatuba e, principalmente, Piracicaba tiveram perdas em sua produção. Segundo José Rodolfo Penatti, produtor e gerente do departamento técnico da Associação dos Fornecedores de Cana do município, no ano passado choveu bastante durante o período da colheita. “Quando tem muita água no campo, acontece com maior frequência o pisoteio de máquinas, o que acaba atrapalhando a soqueira (emaranhado de raízes que ficam na terra após o corte da cana). Nós estimamos um prejuízo de 15% em relação ao ano passado“, conta Penatti.

Mesmo com a queda na produção, o especialista explica que ainda não há tanto prejuízo para os produtores. Isso porque, de acordo com ele, o valor da cana continua positivo. “Podemos dizer que o preço está em um patamar mais elevado e parece que vai continuar assim. Hoje, a tonelada da cana sai, em média, R$ 90“, afirma.

Para evitar novas perdas na produção, Penatti ressalta alguns cuidados que os agricultores precisam seguir. “É necessário fazer uma boa análise do solo, usar defensivos e ter uma adubação de qualidade. Isso pode contribuir nas plantações, mesmo com a influência de fatores climáticos“, alerta. Segundo o agricultor, a cultura da cana se beneficia com o revezamento do sol e da chuva. “O clima com chuvas dentro da normalidade e temperaturas altas, com bastante sol e sem nuvens, também ajuda na produção“, finaliza.

De acordo com o meteorologista da Climatempo, César Soares, a chuva se espalha pelo país e o clima deve ser bem típico de verão, inclusive no interior paulista, que irá registrar nos próximos dias sol, calor e pancadas de chuva à tarde com risco de temporais. Para a segunda quinzena de dezembro, não há grandes mudanças no padrão do tempo. “A tendência é de sol, calor e pancadas de chuva, típicas da nova estação“, afirma Soares.

Sobre o Grupo Climatempo

O Grupo Climatempo é a principal empresa privada de meteorologia do país. Fornece, atualmente, conteúdo para mais de 50 retransmissoras nacionais de televisão, para rádios de todo o Brasil e para os principais portais. Com cerca de dois mil clientes oferece conteúdo meteorológico estratégico para o setor de agricultura, moda e varejo, energia elétrica, construção civil, seguradoras e indústrias farmacêutica e de alimentos.

O Portal Climatempo transformou-se no veículo líder em visitação do país. É referência na divulgação de conteúdo que estimula a consulta diária de previsão do tempo. Classificado nos principais institutos de pesquisa entre os 30 sites mais visitados do país em língua portuguesa, é visitado por mais de 1, 5 milhão de usuários por dia, chegando a quase 3 milhões nas vésperas de feriados e durante fenômenos extremos de tempo e clima, com um crescimento anual na marca de 30%. O Grupo é presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 27 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país.

Mais informações: Assessoria de Imprensa Climatempo -Linhas Comunicação  (11) 3465-5888

ARTIGOS RELACIONADOS

Maturação da cana-de-açúcar

Claudio Fernando De Gáspari Engenheiro agrônomo, especialista em manejo de cana-de-açúcar e gerente da Green Has do Brasil Ltda. comercial@greenhb.com.br   A cana-de-açúcar é uma cultura de fundamental...

Híbridos triplos: Antracnose do sorgo sob controle

Autores Pedro César de Oliveira Ribeiro pedroc.ribeiro14@gmail.com Ronaldo Machado Junior ronaldo.juniior@ufv.br Engenheiros agrônomos e doutorandos em Genética e Melhoramento – Universidade Federal...

Inoculação aumenta produtividade e reduz custos da soja

  Naiana de Mello Engenheira agrônoma, MSc. - Unidade Água Santa " COASA naiana@coasars.com.br   A cultura da soja é extremamente requerente em nitrogênio (N). Seus grãos são...

O minipepino ainda é pouco explorado

Autor André Rocha Duarte Engenheiro agrônomo e Mestrado em Fitopatologia - Universidade Federal de Viçosa (UFV) agronomia@finom.edu.br O minipepino (Melothria pendula L.) é uma planta,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!