22.6 C
Uberlândia
domingo, junho 23, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasCigarrinha das raízes da cana deve ser controlada já na ‘primeira geração’

Cigarrinha das raízes da cana deve ser controlada já na ‘primeira geração’

Divulgação

À frente de iniciativas para controle eficaz da cigarrinha das raízes da cana-de-açúcar (Marhanarva fimbriolata), a Albaugh, fabricante do inseticida Porcel®, adotou uma estratégia de manejo da praga que foi desenvolvida com sucesso pelo professor-doutor Newton Macedo. Renomado consultor, ele atuou nas instituições UFSCar e Esalq/USP, entre outras. Para Macedo, o produtor mitiga riscos da ação da cigarrinha se esta for controlada já na ‘primeira geração’, entre as três gerações do inseto possíveis a cada safra.

Cada geração dura em média sessenta dias, totalizando 180 dias. Nos seis meses posteriores, a M. fimbriolata permanece no solo na forma de ovos, como se fossem ‘sementes’ em diapausa. Na primavera seguinte, com as chuvas, os ‘ovos sobreviventes’ já concluíram a diapausa (média 210 dias), e estão ‘prontos’ para eclodirem as ninfas da primeira geração”, explica o pesquisador.

De acordo com Macedo, tais ninfas alavancam, no período de dezembro a março, a segunda e a terceira gerações da cigarrinha, fechando o ciclo da praga. “Como 77% do acúmulo de biomassa da cana se dá de outubro até março, a presença do inseto é prejudicial mesmo na primeira geração. Então esse é o momento adequado para barrar sua evolução.”

O professor Macedo ressalta também que o controle da cigarrinha das raízes na primeira geração entrega mais ganhos e benefícios ao produtor, sobretudo comparativamente ao que ele chama de “manejo por vingança”, ou seja, quando o inseto adulto se disseminou no canavial. “Este cenário resulta em mais custos com inseticidas frente à maior dificuldade de controle da praga.”

Especialistas afirmam que a cigarrinha-das-raízes reduz de 15% a 80% a produtividade da cultura, e em torno de 30% a qualidade da matéria-prima.

Seletividade a inimigos naturais

Baseada nas pesquisas do professor Macedo, a Albaugh passou a recomendar a aplicação do inseticida Porcel®, na região Centro-Sul do Brasil, logo no início do período chuvoso da primavera. Esta decisão, informa a empresa, blinda o produtor do avanço da praga e traciona o desempenho do produto, além de evitar que a planta conviva com a praga em um período considerado crucial ao pleno desenvolvimento da cultura.

“Controlar a praga na primeira geração não obriga ao produtor de cana estar superdimensionado quanto a equipamentos, para cobrir todas as áreas no ‘timing’” ideal, diz Macedo. Em contrapartida, lembra ele, se houver necessidade de atingir à praga na segunda ou na terceira geração, será praticamente inevitável o registro de perdas na qualidade e na quantidade da cana-de-açúcar.

Sobre o inseticida da Albaugh empregado no manejo da ‘cigarrinha de primeira geração’, o professor Macedo enfatiza a característica da alta seletividade. “Estamos convencidos de que o inseticida é seguro a ponto de não atingir inimigos naturais de pragas e polinizadores. Vale lembrar, por exemplo, que a presença de inimigos naturais não permite que 85% da quantidade de ovos de mariposas da broca-da-cana, igualmente danosa, convertam-se em lagartas.”

ARTIGOS RELACIONADOS

Como vencer a resistência da traça-do-tomateiro

Para vencer a resistência da traça-do-tomateiro, é importante utilizar inseticidas adequados e adotar práticas culturais que fortaleçam as plantas, como rotação de culturas, manejo de irrigação e adubação equilibrada.

Efeito fisioativador – Adubos complexados com algas

Fabio Olivieri de Nobile Doutor e professor de Fertilidade do Solo e Adubação de Culturas - Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (UNIFEB) fabio.nobile@unifeb.edu.br A falta...

IAC apresenta três novas variedades de cana

O Instituto Agronômico (IAC) apresentou três novas variedades de cana-de-açúcar ao setor ...

Projeto de uso customizado da água na agricultura

Unesp orienta produtores rurais a fazer a irrigação Unesp desenvolve projeto de uso customizado da água na agricultura. Trabalho visa orientar os produtores rurais em...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!