27.1 C
Uberlândia
domingo, fevereiro 25, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesControle preventivo do complexo de percevejos

Controle preventivo do complexo de percevejos

Produzido pela Nitro em parceria com a Vivus, joint venture criada para produção do inseticida macrobiológico, o Theros combate o ovo de uma das principais pragas que afetam a produção de soja

Produtores de soja de todo Brasil já contam, a partir de agora, com um biodefensivo capaz de combater os ovos do complexo de percevejo. A Nitro – multinacional brasileira fabricante de insumos para o agronegócio – iniciou a comercialização em larga escala do Theros (Telenomus podisi), um produto da Vivus, joint venture criada pela empresa e o biólogo e pesquisador Heraldo Negri.

Créditos: Divulgação

O Theros realiza o controle preventivo de percevejos pois controla a infestação ainda na fase de ovos, minimizando os danos que os insetos causam a cultura da soja. As vespas do Theros parasitam os ovos de percevejo, fazendo com que cada um de origem a um novo parasitoide, assim, não nascem mais percevejos. O resultado disso é o aumento exponencial da população de Theros e do parasitismo, o que leva a redução de 1 a 3 aplicações de inseticidas químicos, além de ser uma ferramenta para manejo de populações resistentes. Esse manejo é validado por mais de 2.000 trabalhos técnico-científicos, todavia a produção em larga escala era inviável e só se tornou possível devido a robusta tecnologia de produção desenvolvida pela Vivus, em parceria com a Nitro, em prol de reduzir as perdas causadas pela principal praga da soja.

O manejo preventivo já é realidade na safra 2023/24 entre produtores e parceiros que buscam uma minimizar perdas de produtividade e estão na vanguarda do manejo dos percevejos. No centro-oeste, por exemplo, as últimas safras foram marcadas pela alta pressão de percevejos. Neste ano, produtores como a Triunfo, Terras Gerais e Priori Sementes, além de distribuidores, tomaram a decisão de aderir ao manejo preventivo. Já nas regiões sul e sudeste, também impactadas pelos percevejos, a vanguarda está com a Lagoa Bonita Sementes e Aplitec Agro. Além de reduzir as perdas, os produtores buscam uma solução para controlar os custos com as aplicações de inseticidas químicos, visto que o valor total gasto foi 36% maior na safra 2021/22 comparado a safra 2020/21 (Spark, 2022).

Créditos: Divulgação

De acordo com Pedro Torsone, Diretor Comercial da Nitro, o lançamento está em linha com o objetivo da companhia de apoiar o agricultor a aumentar a produtividade de suas lavouras. “Queremos atingir cerca de 5 milhões de hectares em vendas nos próximos anos”, explica o executivo.

O mercado de insumos biológicos é crescente em todo o mundo. Segundo levantamento da Fortune Business Insights, publicado pela Forbes, estima-se que o mercado global de biodefensivos movimente US$6,51 bilhões (cerca de R$33,6 bilhões) anualmente. A expectativa é que o número chegue a US$18,15 bilhões (R$ 93,7 bilhões) em 2029.


ARTIGOS RELACIONADOS

Altas temperaturas aumentam incidência de percevejos

As altas temperaturas não apenas marcam o verão, mas também intensificam a presença dos percevejos, demandando estratégias eficientes para proteger as lavouras.

Ferramentas biológicas em manejo de insetos-praga

Na agricultura do futuro, as ferramentas biológicas são a chave para um manejo eficaz de insetos-praga, promovendo equilíbrio ecológico sem comprometer a produtividade.

Nova classe de defensivos biodirigidos avança no controle de percevejos

Tecnologia disruptiva para soja e milho é enquadrada como não geneticamente modificada pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio)

Percevejos fitófagos: danos à cultura da soja

As espécies consideradas mais nocivas à soja em um artigo da Campo & Negócios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!