18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Mercado DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO: Seminário debate a Segurança dos Alimentos Hortigranjeiros

DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO: Seminário debate a Segurança dos Alimentos Hortigranjeiros

seminarioceasa1510

 No Dia Mundial da Alimentação, 16 de outubro, aconteceu o Seminário “Alimentos Hortigranjeiros de Qualidade do Campo à Mesa“ na CeasaMinas. O seminário teve como objetivo promover discussões sobre segurança de alimentos hortigranjeiros, do plantio à mesa do consumidor.

 A composição da mesa principal contou com a presença de importantes autoridades do setor agropecuário mineiro: o Secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, João Cruz Reis Filho; o presidente da CeasaMinas, Gustavo Fonseca; o deputado estadual e ex-presidente da CeasaMinas, João Alberto Paixão Lages; o Reitor da Unifemm, Antônio Fernandino da Costa Filho; o presidente da COOPHEMG, José Antônio Dias Silveira, o presidente da APHCEMG, Ladislau Jerônimo de Melo e o diretor do Banco de Caixas UAI, Ricardo Amorim, um dos patrocinadores do evento.

foto_01_ João Cruz Reis Filho_Secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais

Quem deu início às discussões foi o secretário da Agricultura, João Cruz Reis Filho, através da palestra “Políticas de abastecimento para assegurar a qualidade dos alimentos“. Entre as pautas abordadas no Seminário, estiveram também discussões sobre políticas agrícolas para redução de perdas e melhoria da qualidade das frutas e hortaliças, consumo consciente, o papel das centrais de abastecimento e o atendimento a novos padrões de consumo de frutas e hortaliças.

Na ocasião, o evento premiou horticultores mineiros que se destacaram como exemplos na produção de qualidade e redução de desperdício de FLV em 2015, em duas categorias: pequeno e grande produtor. Na categoria Pequeno Produtor os vencedores foram: Alfredo Vasconcelos (Frutas) e Paulo Sérgio Rossa (Hortaliças), de Jaboticatubas. Já na categoria Grande Produtor, venceram os horticultores: Carlos Antônio Mendes Morais (Frutas), de Barbacena e Carlos Hanke (Hortaliças), de Onça do Pitangui.

foto_02_horticultores mineiros que se destacaram como exemplos na produção de qualidade e redução de desperdício-2015

Para a próxima edição do Seminário, estima-se que seja realizado o concurso Horticultor Destaque 2016, visando premiar horticultores e varejistas que se destacaram em inovação para redução de perdas de FVL. O professor Célio Floriani, da Unifemm, ressaltou que há também a proposta para incluir alunos e professores no concurso, com a meta de atingir mais de um milhão de alunos do ensino fundamental e médio, e trinta mil professores da rede pública dos 34 municípios da região metropolitana de Belo Horizonte.

“Frutas e hortaliças são produtos que devem ser valorizados nos aspectos nutricionais econômicos, sociais e culturais, sendo uma oportunidade para o trabalho interdisciplinar e a promoção da autonomia do aluno na construção de seu conhecimento“, pondera Floriani. “O foco principal neste concurso será o de ampliar o consumo adequado de FLV“, conclui.

Entre as medidas discutidas e sugeridas destacaram-se o estímulo ao cooperativismo e associativismo. Autoridades, empresários e produtores rurais do setor agropecuário de Minas Gerais assumiram compromisso para promover, entre outras medidas: melhoria do sistema de pesos e medidas; melhoria das práticas em pós-colheita; adoção de novas tecnologias; melhoria da cadeia de frio e ampliação da capacidade de classificação de embalagem.

Na esfera governamental, é necessário fortalecer a Defesa Sanitária Vegetal e ampliar o programa de monitoramento de resíduos de agrotóxicos. Todas essas ações em conjunto visam o aumento da qualidade e vida da prateleia, redução de perdas, aumento da conformidade e redução de risco. E consequentemente, maior competitividade e ampliação de mercado.

Na parte da tarde o seminário contou com a presença do deputado federal Newton Cardoso Jr., que fez questão de destacar a importância do agronegócio mineiro. “Se ainda não podemos competir com os grandes entrepostos da Europa e do Japão, em questão de qualidade e tecnologia, isso é somente uma questão de tempo. Sabemos que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro e criativo, por isso temos que unir forças, o público e o privado precisam caminhar juntos, assim com certeza chegaremos lá“, enfatiza. “Venho ainda dizer a vocês, que quando estive em viagem ao Japão com a Ministra de Agricultura Kátia Abreu, justamente em busca de novas tecnologias para o agronegócio no Brasil, ela pediu que a representasse neste importante evento. E enviou a todos vocês um forte abraço e o compromisso de caminharmos juntos“, finalizou.

O Seminário também contou com a exposição de produtos mineiros vindos das fazendas experimentais da Epamig: vinho (Caldas), azeite (Maria da Fé), café (Machado). Os vinhos mineiros da Casa Geraldo, elaborados com uvas cultivadas na cidade de Andradas. Os espumantes e vinhos Rio Sol representaram a importância do rio São Francisco. A Cachaça Cavalo Arriado, os pequenos produtores. Houve degustação de queijos produzidos pela Cooperativa do Serro, pão de queijo Tia Tânia Gourmet, doce de leite Alessa e tomates Trebeschi. 

Foto_03_convidados do evento

O presidente da CeasaMinas, Gustavo Fonseca fez o encerramento oficial do seminário e destacou a iniciativa e o empenho de todas as instituições envolvidas no processo. “É muito gratificante participar de um seminário de tamanha envergadura, que conseguiu definitivamente envolver no mesmo cenário do agronegócio representantes do poder público e da iniciativa privada. A presença dos produtores aqui representados pela APHCEMG e COOPHEMG só veio engrandecer ainda mais o processo. A semente foi lançada e com certeza colheremos bons frutos“, finalizou.

O evento foi uma iniciativa da Comissão Agenda Conjunta de entidades ligadas ao setor agropecuário mineiro, que reúne representantes da: APHCEMG, ACCeasa, CeasaMinas, COOPHEMG, Seapa, Emater/MG, IMA, e Unifemm/Uniceasa. O diretor financeiro da CeasaMinas, Gustavo Almeida, finalizou o seminário fortalecendo o compromisso com as medidas a serem adotadas, e a implementação do Selo de Conformidade Ceasa, que deve ainda ser discutido com a Comissão. 

Inicio Mercado DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO: Seminário debate a Segurança dos Alimentos Hortigranjeiros