28.7 C
Uberlândia
sábado, fevereiro 24, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasDiferentes tipos de hidrogênio: quais são?

Diferentes tipos de hidrogênio: quais são?

Créditos Pixabay

É ponto pacífico que o hidrogênio tem se mostrado como uma das principais soluções para a adoção de uma matriz energética de baixo carbono em diversas indústrias, uma vez que conta com diversas aplicações, como matéria-prima na siderurgia, nos fertilizantes e no refino de petróleo; como combustível, para veículos de passageiros; para frete ferroviário e para navios graneleiros; como fonte de energia para aquecimento e uso em turbinas; entre outros.

Além disso, o insumo coloca o Brasil em evidência no cenário internacional já que o país tem abundância na geração de energia eólica e solar, e, por isso, é um dos líderes mundiais na produção de hidrogênio verde. A Unigel está construindo a primeira fábrica de hidrogênio verde do País.

O que poucos sabem é que existem diferentes fontes de hidrogênio e que, para cada fonte, o hidrogênio é conhecido por uma cor diferente.

Pensando nisso, Luiz Felipe Fustaino, Diretor Executivo da Unigel, uma das maiores empresas químicas da América Latina e maior fabricante de fertilizantes nitrogenados do Brasil, explica o que é cada tipo de hidrogênio de baixo carbono e quais suas diferenças.

São esses:

Hidrogênio cinza é o mais comum, feito a partir do gás natural. No momento de separação das moléculas, o hidrogênio é capturado e o gás carbônico é lançado na atmosfera. Em geral, são emitidos 10kg de gás carbônico para cada 1kg de H2 produzido. Quando esse gás carbônico é capturado e armazenado (normalmente reinjetado no solo), o hidrogênio é chamado de azul, com emissão entre 1 e 3 kg de CO2 para cada 1kg de H2;

Hidrogênio musgo, que é feito a partir de biomassa ou biocombustíveis, com substituição do metano (CH4) de origem fóssil por biometano ou por etanol (C2H5OH), com menor emissão de CO2 quando comparado ao hidrogênio cinza.

Hidrogênio verde é gerado a partir da eletrólise da água. Nesse processo, o hidrogênio e o oxigênio são separados por meio do uso de fonte de energia renovável, seja eólica ou solar. Trata-se de um hidrogênio carbono zero, do início ao fim.

ARTIGOS RELACIONADOS

Energia limpa: bom para a indústria, bom para o planeta

No Dia Mundial da Energia, saiba mais sobre a geração de energia limpa e os seus impactos no setor produtivo

Por que é urgente adotar fontes de energia limpa?

A adoção de fontes de energia limpa é urgente para preservar o meio ambiente e garantir um futuro sustentável para as próximas gerações.

Investimento em usina solar economiza 1,6 milhão por ano

Grupo avícola do Espírito Santo investe em usinas solares e irá economizar 1,6 milhão por ano na conta de energia

Descarbonização da Amazônia com energia renovável

Utilização de biocombustíveis a partir de óleo de palma é alternativa para descarbonizar região, com 212 localidades fora do sistema nacional de energia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!