24.6 C
Uberlândia
sábado, abril 13, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosEnergia solar: sustentabilidade e evolução

Energia solar: sustentabilidade e evolução

Desde 2012, setor trouxe ao Brasil cerca de R$ 125,3 bilhões em novos investimentos e evitou a emissão de 33,4 milhões de toneladas de CO2 na geração de eletricidade.

O Brasil ultrapassou uma nova marca histórica, 25 gigawatts (GW) de potência instalada da fonte solar fotovoltaica, somando as usinas de grande porte e os sistemas de geração própria de energia elétrica em telhados, fachadas e pequenos terrenos, o equivalente a 11,6% da matriz elétrica do País.

Segundo mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), em um ano a energia solar cresceu aproximadamente 76%, saltando de 14,2 GW para 25 GW.

Desde julho do ano passado, a fonte solar tem crescido, em média, 1 GW por mês (julho: 16,4 GW, agosto: 17,5 GW, setembro: 18,6 GW, outubro: 21,1 GW, novembro: 22 GW, dezembro: 23 GW, janeiro de 2023: 24 GW e fevereiro deste ano: 25 GW).

Segundo a entidade, desde 2012 a fonte solar já trouxe ao Brasil cerca de R$ 125,3 bilhões em novos investimentos, mais de R$ 39,4 bilhões em arrecadação aos cofres públicos e gerou mais de 750,2 mil empregos acumulados. Com isso, também evitou a emissão de 33,4 milhões de toneladas de CO₂ na geração de eletricidade.

Na visão de Ronaldo Koloszuk, presidente do Conselho de Administração da Absolar, o crescimento acelerado da energia solar é tendência mundial. “O Brasil possui um dos melhores recursos solares do planeta, abrindo uma enorme possibilidade para a produção do hidrogênio verde (H₂V) mais barato do mundo”, diz.

Foto: Shutterstock

Nova matriz elétrica

Segundo estudo da consultoria Mckinsey, o Brasil poderá ter uma nova matriz elétrica inteira até 2040 destinada à produção do H₂V. Para tanto, o País deverá receber cerca de US$ 200 bilhões em investimentos no período, como geração de eletricidade, linhas de transmissão, unidades fabris do combustível e estruturas associadas, incluindo terminais portuários, dutos, armazenagem.

No segmento de geração própria de energia, são 17,2 GW de potência instalada da fonte solar. Isso equivale à cerca de R$ 88,4 bilhões em investimentos, R$ 27,4 bilhões em arrecadação e mais de 517,2 mil empregos acumulados desde 2012, espalhados pelas cinco regiões do Brasil.

A tecnologia solar é utilizada atualmente em 99,9% de todas as conexões de geração própria no País, liderando com folga o segmento. “O crescimento da fonte solar fortalece a sustentabilidade e a competitividade dos setores produtivos, além de beneficiar todos os consumidores brasileiros, fatores cada vez mais importantes para a economia nacional e para o cumprimento dos compromissos ambientais assumidos pelo País”, conclui Rodrigo Sauaia, CEO da Absolar.

ARTIGOS RELACIONADOS

Por que Minas Gerais é o maior produtor de energia solar do Brasil?

Segundo a SolarVolt Energia, o estado ganha protagonismo nesse quesito por conta da alta incidência solar em quase todo seu território e por alguns benefícios fiscais oferecidos na região

Dobrar a produção do agro com sustentabilidade é o tema da CNMA

Evento já tem data confirmada e será nos dias 25 e 26 de outubro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP).

Energia fotovoltaica

Em um mercado cada vez mais competitivo, a busca por soluções que ajudem a aumentar ...

Financiamento para o setor agropecuário é uma prioridade, diz CNA

Especialista sugere alternativas aos produtores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!