23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasEvento na capital da cebola discute produção da cultura

Evento na capital da cebola discute produção da cultura

Promovido pela ICL, o II Onion Day terá a liderança da professora-doutora Simone Mello, da Esalq/USP, com amplo conhecimento em nutrição da cultura

Uma das plantas mais cultivadas no mundo, a cebola é consumida por quase todos os povos do planeta e contribui na rentabilidade e viabilização de pequenas propriedades rurais, tendo elevada importância socioeconômica. Um dos maiores produtores mundiais, o Brasil tem Santa Catarina como líder na produção nacional, com 33%, e a microrregião de Ituporanga a de maior produção no estado. Dentre as preocupações dos produtores naquela que é considerada a capital nacional da cebola é de manter a produtividade em anos de estresses climáticos, com excesso e falta de chuva, calor e luminosidade, entre outros.

Tais desafios, além de dificultar a absorção e assimilação dos nutrientes, também prejudicam o crescimento da cultura, interferindo diretamente na rentabilidade da lavoura. Por essa razão, o objetivo do II Onion Day (Dia da Cebola), que acontece em 16 de agosto, em Ituporanga, será demonstrar como uma adubação nutricionalmente equilibrada e eficiente auxilia no incremento da produtividade e também rentabilidade do negócio.

O engenheiro agrônomo Carlos Alberto Silva Jr., da ICL, que está à frente da realização do evento, que terá como palestrante a professora-doutora Simone Mello, da Esalq/USP, com amplo conhecimento em nutrição da cebola, explica que o nitrogênio é um nutriente extremamente importante para a cultura e de difícil manejo devido as suas grandes perdas por lixiviação de volatilização. Por isso, a importância de se utilizar fontes de nitrogênio que apresentam liberação gradual, por conseguir não só aumentar a eficiência da adubação como também otimizar as operações, já que fornecerá na adubação de implantação o nutriente requerido durante todo o ciclo.

Carlos Alberto Silva Jr., engenheiro agrônomo da ICL

“Uma vez absorvido, o nitrogênio necessita ser assimilado, isto é, ser convertido em moléculas orgânicas, como aminoácidos, e posteriormente proteína, para assim conseguir proporcionar maior crescimento e desenvolvimento da cultura”, diz. O processo de assimilação do nitrogênio requer outros nutrientes importantes como o molibidênio (Mo), o que coloca em evidência o conceito do equilíbrio nutricional, isto é, fornecer a quantidade certa de cada nutriente essencial.

De acordo com o também consultor de desenvolvimento de mercado, Phusion, Polyblen e PotashpluS, algumas das tecnologias da empresa, vêm colaborando com melhores resultados na cultura da cebola.

Phusion é um fertilizante que, além de apresentar todos os nutrientes no mesmo grânulo, possui ainda alta concentração de fósforo (P) com tecnologia para reduzir sua fixação no solo, micronutrientes de liberação gradual e ácidos húmicos e fúlvicos para estimular o enraizamento. Polyblen é um fertilizante granular de liberação gradual que contém nutrientes essenciais para as plantas, além de micronutrientes em diversas formulações adequadas para cada cultura. A liberação gradual permite que os nutrientes sejam liberados ao longo do tempo, o que ajuda a fornecer às plantas uma nutrição equilibrada por um período mais longo, reduzindo a necessidade de reaplicação frequente do fertilizante. Isso pode ser particularmente útil em culturas em que se fazem várias adubações de cobertura. PotashpluS é um fertilizante de solo que possui o Polysulphate em sua composição, oferecendo uma combinação ideal de quatro nutrientes em uma única aplicação: potássio, enxofre, cálcio e magnésio. Lançamento recente da ICL, veio na proposta de substituir a adubação de cobertura com cloreto de potássio, pois fornece quatro nutrientes no mesmo grânulo e na forma de sulfato de magnésio, sulfato de potássio, cloreto de potássio e sulfato de cálcio. Isso auxilia no processo de construção da fertilidade do perfil do solo, além de reduzir o poder salino do fertilizante, problema bastante corriqueiro em adubações que se utiliza cloreto de potássio.

Silva Jr. afirma ainda que, além da nutrição via solo, a nutrição foliar é um excelente aliado para aumentar a eficiência das adubações feitas via solo, pois consegue fazer o ajuste fino e suplementar a nutrição da planta, potencializando a absorção e assimilação dos nutrientes fornecidos pelas adubações via solo e auxiliando na mitigação de estresses climáticos.

“Para manter a excelência e a liderança no setor, os produtores concentram esforços utilizando as melhores práticas produtivas e tecnologias avançadas e nós temos levado a eles as nossas tecnologias, que têm trazido um aumento de produtividade de 15,35%, ou seja, cerca de 6,5 toneladas a mais por hectare”, revela Silva.
 

Serviço

Evento: II Onion Day

Data: 16 de agosto de 2023

Local: CT do Teonas

Município: Ituporanga (SC)

Horário: 19h

Promoção: ICL e Agropecuária do Zecão

ARTIGOS RELACIONADOS

Encontro Nacional da Batata acontece em outubro

O ENB 2017 está marcado para os dias 25 e 26 de outubro, em Holambra, e vai reunir toda a cadeia da batata para...

Quali Vida garante mais qualidade para HF em conservas

Quali Vida é uma empresa especializada no ramo de conservas de vegetais e agora lança conservas de doces em calda e geleias. “A Quali...

Fosfito na batata

A batata (Solanum tuberosum L.) é a olerícola de maior importância comercial para o Brasil...

Silício na proteção de doenças da cebola

Descubra como este nutriente pode impulsionar a resistência, a produtividade e a qualidade dos bulbos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!