28 C
Uberlândia
terça-feira, junho 25, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosInfluência dos aminoácidos na nutrição das plantas

Influência dos aminoácidos na nutrição das plantas

Giancarlo Couto da Costa

Engenheiro agrônomo, pós-graduado em Gestão do Agronegócio, produtor rural e consultor

giancarlocouto@yahoo.com.br

 

Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

A busca por novas alternativas que visem o aumento de produtividade da soja tem sido alvo constante de pesquisadores e produtores. Dentre as técnicas para aumentar a produtividade da soja, a adubação foliar vem sendo muito difundida pelas empresas de fertilizantes.

Estudos fisiológicos sobre a absorção de nutrientes via foliar têm sido realizados, principalmente no que se refere às barreiras de penetração, espaços de caminhamento, mecanismos e fatores que afetam a absorção (BOARETTO; ROSOLEM, 1989).

Embora não se tenha muitos dados sobre absorção de aminoácidos via foliar, Castro (2009) relata a importância destes na absorção e transporte dos nutrientes minerais através da membrana celular, visto que as formulações organominerais, nas quais os nutrientes estão ligados a compostos orgânicos, tais como aminoácidos e proteínas de origem vegetal, representam a última geração de fertilizantes foliares no mercado.

Funções

Várias funções têm sido atribuídas aos aminoácidos, tais como: componentes das proteínas, precursores de hormônios vegetais endógenos, quelantes de nutrientes e agroquímicos, maior resistência ao estresse hídrico, à alta temperatura e ao ataque de patógenos e pragas.

Além disso, os aminoácidos favorecem a nutrição da planta, por meio de uma redução do gasto de energia para a síntese de proteínas.

Absorção de nutrientes

Os aminoácidos têm grande permeabilidade na cutícula da folha, e dessa forma aumenta a eficiência da absorção foliar. Segundo Ashmeadet al.(1986), quando o mineral é anexado aos aminoácidospor meio do processo de quelatização, há uma maior penetração na membrana cuticular e uma velocidade maior do que o previsto por difusão simples, sugerindo que aminoácidos ligantes têm propriedades promotoras de permeabilidade.

Existem grandes vantagens em utilizar um aminoácido que apresenta efeito quelatizante com o nutriente mineral, em vez de cátions livres. A sua absorção no tecido vegetal é mais rápida do que os montantes equivalentes de cátions não complexados em água devido ao efeito de aumento da permeabilidade dos aminoácidos sobre a cutícula em uma aplicação foliar, em que a carga iônica do metal é neutralizada pelos aminoácidos de uma maneira semelhante aos quelatos sintéticos.

Isso evita que o metal seja submetido às forças de atração e repulsão presentes na cutícula da folha (HSU, 1986). Taiz e Zeiger (2004) relatam que os aminoácidos podem ser transportados através de membrana plasmática da célula por meio de transportadores tipo simporte, penetrando na célula paralelamente à entrada de H+.

 

Os aminoácidos aumentam a eficiência da absorção foliar - Crédito Ana Maria Diniz
Os aminoácidos aumentam a eficiência da absorção foliar – Crédito Ana Maria Diniz

Vantagens

A vantagem dos fertilizantes foliares oriundos do uso de aminoácidos é que a absorção e transporte dos nutrientes minerais por meio da membrana celular são mais rápidos e facilitados. Este efeito é devido à ação quelante (substância com a capacidade de fixar íons metálicos, formando um complexo) do aminoácido e, como os aminoácidos têm grande permeabilidade na cutícula, dessa forma aumentam a eficiência da absorção dos nutrientes provenientes da fertilização foliar.

Como o processo de absorção é mais rápido, evita-se que o nutriente fique por muito tempo na cutícula e epiderme da folha, o que evita perdas do produto aplicado por lavagem pela chuva e as carências nutricionais podem ser corrigidas com maior velocidade.

 

Benefícios

Os fertilizantes foliares contêm, principalmente, os nutrientes catiônicos Ca, Mg, K, Fe, Cu, Zn e Mn e as culturas onde são aplicados são as mais variadas possíveis. Efeitos positivos da aplicação de aminoácidos com nutrientes já foram constatados em: cana-de-açúcar, algodoeiro, feijão, uva, mangueira, alface, milho, soja, etc.

Esses efeitos positivos são devido à aplicação do nutriente em si, e também à diminuição do estresse da planta causado por fatores relacionados a clima, pragas, etc.

Desta forma, fica evidente a importância da utilização de fertilizantes foliares nas culturas, por manter a planta sadia e amenizar o efeito da carência nutricional de algum nutriente e, também, à importância dos aminoácidos para a complexação, pois o mesmo auxilia na velocidade com que o nutriente é absorvido pelas folhas, melhora o aproveitamento do fertilizante e a participação direta dos aminoácidos no metabolismo da planta, amenizando possíveis estresses.

 

Fertilizantes + aminoácidos

Fertilizantes foliares enriquecidos com aminoácidos costumam ter um custo um pouco mais elevado que os quelatizados sintéticos, mas não significa que terá um custo/ha maior. Como a absorção destes produtos com aminoácidos é bem mais rápida, poderá tornar o processo mais eficiente, e assim resultar em ganho de produtividade.

Vale ressaltar que a eficiência destes fertilizantes foliares está condicionada à correta tecnologia de aplicação.

Essa matéria você encontra na edição de junho 2017 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

JR Agroplásticos – Embalagens para todas as necessidades

  A JR Agroplásticos nasceu com o propósito de agregar tecnologia e mobilidade ao agronegócio. Localizada na cidade de Rio Claro (SP), a empresa conta...

Cobertura com capim braquiária aumenta a produção de soja e milho?

Autores Felipe Rogerio Nedilha Médico veterinário e mestrando em Produção Vegetal - Unicentro Laís Cristina Bonato Malmann Nedilha Engenheira agrônoma e doutoranda em Produção...

Gotejo dobra a produtividade do tomate

  Rubens Duarte Coelho PhD.em Engenharia Hidráulica e professor da ESALQ - USP rdcoelho@usp.br O sistema de irrigação por gotejamento pode dobrar a produtividade das frutas, legumes...

Espécies de açaí e locais de adaptação da planta

Aurélio Herraiz Engenheiro agrônomo e mestrando no MPGAP-INPA aurelio.herraiz@ifam.edu.br Gleiciano Vales Mendes Mestre em Engenharia de Produção e graduado em Administração pela UFAM   O açaí, seja ele a...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!