23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesLuxação em equinos: incidência preocupa criadores

Luxação em equinos: incidência preocupa criadores

Os problemas de locomoção dos equinos é algo que precisa de atenção.

Créditos: Pixabay

Os problemas locomotores representam importante parcela das consultas clínicas envolvendo equinos. Conforme o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CRMV), pelo menos 31% dos cavalos sofrem algum tipo de luxação durante a vida, tornando-se necessária a atenção dos criadores. “Traumas nas articulações estão entre as principais causas de luxações. Um exemplo é quando a patela – o osso à frente do joelho – desliza em uma depressão do fêmur. A luxação patelar é quase sempre de origem congênita, mas também pode ser traumática”, explica o médico-veterinário Fernando Santos, gerente de vendas da linha de grandes animais da Syntec do Brasil.

Fernando ressalta a importância da avaliação clínica periódica para identificar os principais sintomas, que caracterizam o quadro. “É preciso certificar-se se o cavalo apresenta dificuldade para se movimentar, apresenta algum inchaço nas articulações, expressa dor ao caminhar ou aparente dormência ao redor da luxação”. O veterinário da Syntec esclarece que “Os exames complementares são essenciais para o diagnóstico, como o raio x, pois esse permite diagnóstico imediato”. 

Para auxiliar os criadores de equinos, a Syntec do Brasil desenvolveu Maxitec Injetável, um anti-inflamatório não esteroide à base de Meloxicam 3%. Classificado como inibidor seletivo da Ciclo-oxigenase, que bloqueia a biossíntese das prostaglandinas e, consequentemente, a liberação dos mediadores responsáveis pelos processos inflamatórios.

“Maxitec possui propriedades antipirética e analgésica, sendo indicado para o tratamento da inflamação aguda, febre e dor associadas às injúrias musculoesqueléticas, teciduais ou viscerais”, explica o veterinário.

Os proprietários também podem contar com Luxol para ajudar no tratamento das luxações. É uma Pomada de uso tópico, que oferece ação conjunta dos três ativos (Salicilato de Metila, Essência de Terebentina e Cânfora), garantindo efeitos analgésico, anti-inflamatório e descongestionante. A medicação é indicada para o tratamento de claudicações agudas ou crônicas consequentes de entorses, ou contusões, reumatismos agudo ou crônico e de todos os processos inflamatórios articulares, musculares e tendinosos. “Luxol possui em sua composição componentes ativos que oferecem atividade rubefaciente, promovendo analgesia, atividade anti-inflamatória e relaxamento muscular”, finaliza Fernando Santos.

ARTIGOS RELACIONADOS

Queratina é vital para saúde dos cascos de equinos

A alimentação balanceada é de extrema importância para o bom funcionamento físico de qualquer ser vivo, pois, além de proporcionar saúde para atividades do...

Uma história de desafios, com Suellen Jacobsen

Suellen Jacobsen é a idealizadora e fundadora da Foal Leather, marca focada na mulher do agro. Nesse episódio, Suellen fala sobre os desafios de ser uma mulher do agro e da sua paixão por cavalos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!