23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosManejo nutricional do abacate

Manejo nutricional do abacate

O manejo nutricional adequado é essencial para o crescimento saudável do abacateiro e a qualidade dos frutos.

Evaldo Tadeu de Melo
Doutor em Fruticultura, técnico do IF Sul de Minas Campus Inconfidentes e sócio proprietário da Guatambu Viveiro de mudas frutíferas
evaldotadeumelo@hotmail.com

A cultura do abacate apresentou um incremento na produção e na área plantada de 100% nos últimos 10 anos no Brasil.

Importância da nutrição da planta

Foto: Shutterstock

O abacateiro é uma planta perene e de grande porte. Seu manejo nutricional deve ser realizado pensando no longo prazo, pois as atividades realizadas em um ano irão refletir não só na safra atual, mas também nos anos posteriores.

As raízes são as “bocas” principais da planta, responsáveis por extrair os nutrientes do solo e nutrir toda a planta e frutos. As folhas também são capazes de absorver nutrientes, entretanto, em pequenos volumes.

Nossos solos tropicais são majoritariamente ácidos e pobres nutricionalmente, sendo necessárias as práticas de correção e fertilização para obter safras economicamente viáveis.

Comece pela análise de solo

Todo manejo nutricional começa com a análise de solo, pois é ela quem mostrará como está o solo. Esta é uma etapa de extrema importância, pois uma coleta mal feita não representará fielmente o solo.

Para culturas perenes, como o abacateiro, recomenda-se coletar em duas profundidades, 0 a 20 e 20 a 40 cm de profundidade, com várias subamostras em cada gleba homogênea, para serem encaminhadas ao laboratório.

Próxima etapa

Com o resultado da análise em mãos, pode-se planejar as correções do solo antes do plantio. Calagem e gessagem devem ser feitas com antecedência ao plantio, para que haja tempo suficiente dos corretivos reagirem e corrigirem o solo.

O calcário, além de corrigir o pH do solo, fornece cálcio e magnésio, enquanto o gesso agrícola irá fornecer cálcio e enxofre para as camadas subsuperficiais do solo.

Adubação de plantio

A adubação de plantio será em função da análise de solo. O principal nutriente fornecido nesta fase é o fósforo, extremamente deficiente em nossos solos, aplicado em grandes quantidades de forma localizada no berço de plantio, visando diminuir a fixação dele pelo solo. As principais fontes de fósforo são o MAP, super fosfato simples e os termofosfatos.  

A aplicação de matéria orgânica no plantio também é muito bem-vinda. Além de fornecer nutrientes, ela melhora a retenção de umidade e a microbiota do solo. As principais fontes são estercos curtidos e compostos orgânicos de diversas fontes.

Outros nutrientes também aplicados no plantio para elevar os níveis destes no solo são potássio, boro e zinco.

Adubações de cobertura

Até o terceiro ano após o plantio, serão realizadas adubações de cobertura com foco na formação da planta, principalmente com nitrogênio e potássio, que são os nutrientes exigidos em maiores quantidades pelo abacateiro.

As adubações de cobertura são realizadas via solo, parceladas, preferencialmente na primavera e verão, quando há umidade proveniente das chuvas, e também maior temperatura e dias mais longos, estimulando o crescimento da planta.

Os micronutrientes boro, zinco, manganês, ferro e cobre, se necessários, podem ser complementados anualmente via solo ou em pulverizações foliares. Lembrando que muitos defensivos agrícolas possuem micronutrientes em sua formulação, e quando estes são utilizados, podem suprir e até exceder a quantia necessária de tal nutriente, como cobre, manganês e zinco.

Floração

A partir do momento que a planta entra em produção, além de atender as necessidades de crescimento, é preciso atender a necessidade de formação e enchimento dos frutos.

No momento da floração, o boro é muito exigido para uma boa germinação do grão de pólen no ovário da flor, sendo comumente aplicado via foliar na pré-florada, juntamente com o cálcio, que atua na constituição da parede celular. Geralmente são feitas três aplicações visando um melhor pegamento das flores.

Os nutrientes mais exportados pelos frutos na ocasião da colheita são potássio, em primeiro lugar, e nitrogênio em segundo, sendo ambos fornecidos via solo em adubações parceladas ao longo do desenvolvimento dos frutos.

Acompanhe de perto

Por ser uma cultura que permanece muitos anos produzindo e exporta grandes quantidades de nutrientes pelos frutos colhidos, recomenda-se análise de solo anualmente para acompanhamento dos níveis dos nutrientes no solo, a fim de repor todos que forem necessários.

A adubação, além de proporcionar um desenvolvimento satisfatório da cultura, tem a função de formar frutos saudáveis e resistentes no pós-colheita, possibilitando transporte a mercados distantes da produção e um bom tempo de prateleira até ser consumido, sem perder qualidade.

O cálcio é extremamente importante, visto sua participação na constituição das paredes celulares.

Além da análise de solo, a análise de tecidos foliares auxilia na identificação de  deficiências nutricionais e na correção antes que venha a apresentar sintomas visuais. Quando há deficiência de algum nutriente em fase avançada, é possível ver a olho nu, entretanto, nesta fase os danos já foram causados.

Com a análise foliar, conseguimos detectar deficiências em fase inicial e corrigi-las antes que venham a se manifestar visualmente.

Produtores mais tecnificados podem dispor de tecnologias como irrigação e fertirrigação, propiciando a adubação de forma mais parcelada e eficiente, aplicando cada nutriente na fase exata que a planta mais demanda.

ARTIGOS RELACIONADOS

Manejo de produção da couve-manteiga

Fácil de manejar, a couve-manteiga pode ser um delicioso acompanhamento em diversas refeições. Leia nosso artigo com as informações sobre manejo e produção.

Produtor(a) de abóbora? Olha só isso!

Confira um vídeo especial em que o especialista Rafael Zamboni apresenta informações valiosas sobre o cultivo dessa variedade diretamente do nosso campo experimental.

Pós-colheita da soja

Quem trabalha no campo sabe que, mal termina a colheita de uma safra, já está na hora de iniciar ...

Silício na proteção de doenças

Apesar de o silício não ser considerado elemento essencial para as plantas, existem ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!