26.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 23, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasMercado de energias renováveis segue atrativo

Mercado de energias renováveis segue atrativo

Em 2023 já foram realizadas 24 transações de M&A envolvendo empresas de geração de energia limpa; bom desempenho do setor e regulamentação interna dos ativos ambientais devem impulsionar atração de financiamentos sustentáveis ao país.

Foto Freepik

O potencial brasileiro para a geração de energia limpa e a regulamentação dos ativos ambientais no mercado interno devem atrair mais investimentos verdes ao Brasil e impulsionar atividades de fusões e aquisições (M&A) no setor de energias renováveis, que já vem crescendo nos últimos anos. Em 2022, o volume de M&A envolvendo empresas do segmento cresceu 58%, chegando a 49 operações. Para 2023, a tendência é seguir neste ritmo, uma vez que foram concluídas 24 transações até meados de agosto, segundo um levantamento da Redirection International, consultoria especializada em assessoria de M&A e desenvolvimento corporativo.

“A busca por soluções mais sustentáveis para resolver as questões climáticas está acelerando a transição para uma economia verde em todo o mundo e, aqui no Brasil, as corporações estão dando mais atenção à agenda ESG, incorporando as boas práticas de sustentabilidade ambiental, responsabilidade social e de governança às suas atividades”, destaca o economista e sócio da Redirection International, Adam Patterson.

Ele alerta que, do ponto de vista das fusões e aquisições, as indústrias e as empresas que apresentam as melhores métricas ESG, em geral, atraem mais a atenção dos investidores. “A corrida global por produtos mais sustentáveis e energia de baixo carbono abre um universo de possibilidades para as empresas e, como sempre, as transações de M&A são um caminho interessante para explorar, tanto para aquisições de ESG, quanto como forma adicional de se pensar as fusões e aquisições, como alvos, avaliação, due diligence e integração, por exemplo”, afirma Patterson.

E não é somente no mundo corporativo que a agenda ambiental tem ganhado mais espaço no Brasil. O poder público também corre contra o tempo para criar mecanismos de regulação interna dos ativos ambientais. Uma das iniciativas, em discussão no Congresso Nacional, é a regulamentação do mercado de crédito de carbono, que estabelece limites para a emissão de gases pelas empresas e cria novas regras para compra e venda dos créditos. Além disso, o Comitê Soberano de Finanças Sustentáveis, criado pelo governo federal em maio deste ano, deve fazer ainda em setembro a primeira emissão de títulos públicos verdes no mercado internacional.

De acordo com uma projeção da Global Market Insights, a economia sustentável deve crescer 22,4% nos próximos dez anos e chegar a US$ 30,9 trilhões em 2032. “É um mercado que está em plena expansão e deve crescer muito nos próximos anos. Governos de todo o mundo, incluindo o Brasil, estão criando regulamentações e políticas próprias para incentivar as práticas sustentáveis e isso é muito positivo para desenvolver um ambiente de negócios favorável para as atividades de M&A, trazendo mais segurança jurídica aos investidores”, destaca Patterson.

Protagonismo brasileiro

Além do segmento de energias renováveis, outros setores ligados à economia verde que devem continuar ativos para as atividades de M&A no Brasil são da agricultura, de saneamento básico e gestão de resíduos, de serviços financeiros, de tecnologia da cadeia de abastecimento, da saúde e da educação. “O Brasil apresenta um potencial enorme de atração de investimentos externos para projetos sustentáveis, devido principalmente à grande biodiversidade e à matriz energética limpa e renovável. Segundo um levantamento de 2021 do Programa de Investimentos Verdes no Brasil (BGFP), a demanda para obras de infraestrutura neste segmento é de R$ 3,6 trilhões para os próximos 20 anos”, destaca Adam Patterson.

Outros fatores que colocam o Brasil no radar dos investidores internacionais são os recursos naturais, a abundância da agricultura e silvicultura, as oportunidades do mercado de carbono, o crescimento da bioeconomia e economia circular, a adoção de uma política de uso sustentável da terra na Amazônia, a criação de programas de investimentos e fundos verdes para projetos de sustentabilidade e o compromisso do país com as questões climáticas internacionais.

Para debater o protagonismo do país na transição para uma economia verde, o associado da Redirection International no Reino Unido, Simon Davies, realiza no próximo dia 26 um evento em parceria com a Câmara Brasileira de Comércio na Grã-Bretanha. “Estamos atuando em várias frentes para ampliar a visibilidade do mercado brasileiro e apresentar aos investidores internacionais as oportunidades de financiamentos sustentáveis. Ao mesmo tempo em que participamos de eventos no exterior, atuamos de forma bastante próxima à indústria nacional em feiras e congressos aqui no Brasil, para identificar as possibilidades de M&A com empresas estrangeiras”, destaca o diretor da Redirection International, João Caetano Magalhães.

ARTIGOS RELACIONADOS

Sustentabilidade é pauta de painel na Abertura Oficial da Colheita do Arroz

Os desafios sustentáveis para as lavouras estarão em pauta na 32ª edição da...

Tecnologia auxilia no controle de formigas

As formigas cortadeiras são consideradas as principais pragas de florestas cultivadas no Brasil ...

O Brasil é líder mundial em tecnologias de controle biológico?

Com aplicação desse tipo de manejo em mais de 23 milhões de hectares, o Brasil está na liderança mundial no uso do controle biológico nas lavouras...

Combinação de microrganismos pode aumentar a produtividade do feijão

A microbiologia do solo vem ganhando destaque entre as tecnologias no campo. Nos últimos anos, produtos à base de microrganismos e sistemas de manejo que visam incrementar a biologia do solo têm resultado em qualidade produtiva surpreendente. Embora a pesquisa agrícola já conheça o potencial dos agentes biológicos, o campo está descobrindo e aprovando esta ferramenta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!