13.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 29, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasNortox chega aos 70 anos e continua surpreendendo

Nortox chega aos 70 anos e continua surpreendendo

Empresa foi fundada no Norte do PR em 1954 por Osmar Amaral

Divulgação

Em 1954, o Brasil tinha, segundo o IBGE, 57 milhões de habitantes, dos quais 2,8 milhões viviam no Paraná. O café era uma das grandes fontes de riqueza. Só no Paraná, eram mais de 560 mil hectares e uma produção de mais de 340 mil toneladas. Foi nesse cenário que um jovem empreendedor chamado Osmar Amaral fundou a Nortox, no dia 14 de abril, no município de Apucarana. A empresa nasceu com apenas um produto no catálogo, destinado a combater a broca que ameaçava os cafezais.

Ao completar 70 anos, a Nortox, hoje com a sua sede no distrito de Aricanduva, município de Arapongas/PR, é o maior fabricante nacional de agroquímicos e também a única empresa brasileira do agro atuando em três plataformas de negócios (defensivos, micro fertilizantes granulados e sementes híbridas de milho e sorgo). “A Nortox tem uma trajetória que se caracteriza por andar sempre ao lado do agricultor, com um time de campo altamente qualificado e uma estrutura na retaguarda que garante produtos e serviços de altíssima qualidade”, afirma o Diretor Administrativo Roberto Amaral.

O DNA da empresa continua sendo o agroquímico e cada setor vem contribuindo para que ela esteja na vanguarda, garantindo soluções competitivas e seguras para o agricultor. “A grande contribuição da área comercial nos últimos anos foi a de formar um portfólio de produtos exclusivos, como o fungicida Scudeiro e o herbicida Arkeiro, lançados recentemente e muito bem recebidos pelo mercado”, afirma João Marcos Ferrari, Diretor Comercial. Os dois produtos tiveram eficácia comprovada em mais de 20 instituições de pesquisa do Brasil, nas consultorias e nos ensaios cooperativos. “A Nortox não vende ativo. Ela vende solução para o agricultor. Dentro desse princípio, nós testamos todas as possíveis combinações para chegar ao melhor produto”, acrescenta Ferrari

A inovação também está no DNA da Nortox. A empresa inovou, por exemplo, quando ainda na década de 70 iniciou e dominou a síntese de Trifluralina no Brasil. E também na década de 80 quando quebrou a patente de síntese e produziu o herbicida Glifosato no país, reduzindo custo e concorrendo de forma direta para viabilizar o plantio direto. As inovações não pararam. Ao lançar a Akcelo, por exemplo, a Nortox foi uma das primeiras do segmento a apostar numa plataforma que permite ao usuário cadastrado acessar o portfólio completo da empresa, tudo 100% online e 24 horas por dia.

SUSTENTABILIDADE

Em matéria de sustentabilidade, a Nortox também é referência no seu segmento. Somente em 2023, a empresa deixou de utilizar cerca de 1.300 toneladas de óleo BPF (derivado de petróleo) para utilizar cerca de 11.500 metros cúbicos de madeira de reflorestamento, suprindo assim a necessidade atual de produção de vapor. Além desta substituição ser mais viável economicamente, ela tem o benefício de ser uma fonte renovável e sustentável. Essa utilização de madeira pela Nortox, substituindo o óleo BPF, foi possível através da produção de madeira de reflorestamento assegurada pela sua investida, a Cedro Vermelho Agroflorestal Ltda, que detém cerca de 427 ha de áreas sob gestão destinadas ao cultivo de eucaliptos e cedro australiano.

A Nortox também patrocina projetos socioambientais como o Olho D’Água, uma parceria com as cooperativas Cocari (de Mandaguari/PR) e Coopercitrus (Bebedouro/SP) que já restaurou mais de 1.200 nascentes. O projeto recebeu o selo do Instituto Chico Mendes e foi premiado pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Também patrocina o Projeto Escola de Velas (Florianópolis/SC), o Projeto Crescer (Arapongas/PR), a Orquestra de Jovens de Nova Mutum (MT) e a Equipe de Futsal de Apucarana (PR), beneficiando mais de 1.500 crianças e jovens com educação, esporte e cultura.

“Nortox. Ontem, hoje e sempre na agricultura do amanhã”. Esse é o tema da campanha de comunicação da empresa para este ano. “É o momento de refletirmos sobre os caminhos que nos trouxeram até aqui e também sobre os novos desafios e o papel que a Nortox ocupa hoje no mercado”, afirma Lucas Morais, Coordenador de Marketing – Comunicação.

Seu Osmar partiu no dia 08 de outubro de 2020, aos 95 anos. Convidado certa vez a fazer um balanço sobre a sua trajetória à frente da Nortox, ele assim resumiu: “O sentimento é um só: o do dever cumprido”. Seu legado é até hoje a grande inspiração para a Equipe Nortox seguir firme na busca permanente da superação.

ARTIGOS RELACIONADOS

Dia Internacional da Mulher: cresce número de mulheres em cargos de lideranças no café

Entre 20% e 30% das fazendas de café no mundo são geridas por mulheres

Fenicafé é oficialmente aberta nesta segunda em Araguari

Personalidades políticas, lideranças e cafeicultores participaram da abertura oficial realizada no parque de exposições Ministro Rondon Pacheco

Café: entenda quais são os danos potenciais do clima no Vietnã à safra 24/25

A Hedgepoint Global Markets aborda, em relatório semanal, a situação atual do clima no Vietnã, observando os possíveis impactos para o desenvolvimento da safra...

Projeto que avalia o desempenho de novas cultivares de café para MG tem primeiros resultados

Unidades demonstrativas foram implantadas em todas as regiões cafeeiras do Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!