17.6 C
Uberlândia
quinta-feira, julho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasPesquisa aponta novo inseticida entre as ferramentas mais eficazes frente à cigarrinha-do-milho

Pesquisa aponta novo inseticida entre as ferramentas mais eficazes frente à cigarrinha-do-milho

Divulgação

Engenheira agrônoma, doutora em Produção Vegetal pela Universidade Federal de Goiás, a pesquisadora Jurema Rattes, proprietária da Agro Rattes Consultoria e Pesquisa, conduziu, durante três safras, estudos sobre a eficácia de novos inseticidas no controle da cigarrinha Dalbulus maidis no milho. Inseto resiliente, de manejo complexo, com alta capacidade reprodutiva e para reinfestações, a ‘cigarrinha-do-milho’ surge com mais força a cada ciclo, nas diferentes regiões produtoras do cereal.

Segundo a pesquisadora, a cigarrinha é vetora de três doenças importantes e agressivas, duas destas causadas por ‘molicutes’ (Fitoplasma e Espiroplasma), que são responsáveis pelos enfezamentos vermelho e amarelo, e também pela virose do raiado fino. Tais anomalias têm potencial para acarretar perdas da ordem de 70% da produção de uma lavoura de milho. “Elas obstruem vasos condutores de seivas elaboradas na cultura”, resume Jurema.

“Trata-se de uma praga com grande capacidade reprodutiva, que levada pelo vento se espalha a longas distâncias e por isso dificulta seu controle”, reforça Jurema. “A cigarrinha deve ser monitorada e controlada com atenção desde a emergência até o estágio V4 (quarta folha) da planta. Este momento é crítico na contenção da infecção de plantas pelos ‘molicutes’. Recomendamos que a população seja monitorada e controlada até a fase do pré-pendoamento.”

Inseticidas

Os estudos conduzidos pela doutora Jurema Rattes foram realizados na Estação Experimental da Agro Rattes, em Santo Antonio da Barra, na região do sudoeste goiano. A identificação de inseticidas eficazes ao controle da praga foi um dos pontos centrais das análises técnicas. Entre as soluções avaliadas estava o produto Krypto®, lançado há pouco no Brasil pela Albaugh. Segundo a Agro Rattes, pelo desempenho alcançado, o inseticida surpreendeu aos pesquisadores.

Jurema Rattes/Divulgação

“Krypto® trouxe resultados muito interessantes. A solução está certamente entre as melhores hoje disponíveis para manejo da cigarrinha-do-milho”, afirma Jurema Rattes. O produto, acrescenta ela, também ‘aceita’ bem aos bioinseticidas. “O controle dessa praga não pode ser feito por meio de um único modo de ação. Krypto®, que combina dois modos de ação, demonstra ser uma alternativa viável nos programas de rotação e manejo de resistência.”

Conforme a pesquisadora, outro diferencial associado à solução está relacionado ao amplo espectro de controle de pragas. Os estudos da Agro Rattes, salienta ela, revelaram efeitos satisfatórios do inseticida sobre a lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda) e o percevejo-barriga-verde (Diceraeus melacanthus), por exemplo.

Indicadores de desempenho

Entre os indicadores de desempenho mais relevantes obtidos nos campos demonstrativos – nos conduzidos pela Agro Rattes e também em outros, da Albaugh -, a companhia assinala que Krypto® obteve alto padrão de eficácia no controle da cigarrinha-do-milho. “O produto se mostrou ‘muito superior’ comparado aos tratamentos-padrão”, enfatiza a Albaugh.

Krypto® é descrito pela Albaugh como “um produto de choque a jato, com dois modos de ação”. A companhia destaca ainda o encaixe adequado do inseticida ao MIP ou manejo integrado de pragas, bem como sua flexibilidade quanto ao momento de utilização e, também, a ausência de mau-cheiro na lavoura após aplicado, “diferentemente do tradicional acefato”, diz a empresa.

ARTIGOS RELACIONADOS

Custos de produção em alta preocupam arrozeiros

Os custos de produção para a lavoura de arroz previstos para a safra 2021/2022 têm ...

Produção de milho no centro-oeste bate recorde

O milho é o grão de maior produção no mundo. De acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA, USDA, o mundo deve produzir na safra 2021/22 em torno de 1,21 bilhões de toneladas do cereal.

Mercado de defensivos para milho tem alta de 8%

A consultoria Spark Inteligência Estratégica divulgou seu estudo anual BIP Milho – Business Inteligence Panel. O estudo avaliou o comportamento do mercado de defensivos agrícolas para a cultura na safra de verão 2019/20.

10 dicas para evitar que as cigarrinhas se tornem um prejuízo milionário ao milho

Clima contribui para uma incidência até 280% maior nestes primeiros meses de 2024, se comparado ao mesmo período do ano passado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!