22.6 C
Uberlândia
quinta-feira, abril 18, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasSantander oferece crédito privilegiado na Expocafé

Santander oferece crédito privilegiado na Expocafé

Banco mantém isenção da taxa flat, oferece limites pré-aprovados e desconto de 20% na taxa de administração de consórcio estruturado de pesados

O Santander participa da Expocafé 2023 para apresentar suas melhores ofertas agrícolas e direcionadas para a cadeia produtiva do café com condições especiais nas linhas de financiamento para investimento, como o Multiagro, e de custeio, como a CPR Financeira (Cédula de Produto Rural). Outras novidades são o consórcio estruturado de pesados e seguro agrícola. A Expocafé será realizada até 19 de maio, no Campo Experimental da EPAMIG (Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais), em Três Pontas (MG).

Segundo Emerson Souza, head de Agronegócios do Santander Brasil, foi feito um mapeamento prévio sobre as reais necessidades dos produtores de café e, assim, poder oferecer linhas mais adequadas e limites de crédito já aprovados. “Nossa intenção é mostrar aos clientes nossas melhores condições para fecharmos negócios na feira e, de largada, isentar a cobrança da taxa flat, condição que incide sobre o valor total da compra. Também estaremos preparados para atender produtores de outras culturas da região, que também é rica em grãos e pecuária”, completa o executivo.

O Multiagro é um produto que vem ganhando destaque nesse cenário de planejamento dos próximos ciclos produtivos. É direcionado ao produtor PF ou PJ que quer fazer investimentos e modernizar sua produção com equipamentos nacionais e importados. Há a possibilidade de optar por taxas pré ou pós-fixada e pagar em até sete anos. A cobrança do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) é de 0,38%.

Emerson Souza
Créditos: Divulgação

A CPR Financeira é uma solução indicada para produtores rurais, cooperativas e agroindústrias que precisam antecipar recursos para aplicar na sua atividade de acordo com a entrega da sua produção rural ou estocada. O cliente também pode optar por taxas pré ou pós-fixada. “Como projetamos o início de uma queda dos juros no segundo semestre deste ano, as taxas pós-fixadas podem ser mais vantajosas. Além disso, o crédito pode contribuir com o fluxo de caixa do produtor, uma vez que os preços do café estão em queda”, completa Souza.

Já o consórcio estruturado – voltado para aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas, veículos e energia renovável – terá desconto de 20% na taxa de administração para todo o período do contrato. A equipe especializada do Banco simula operações estruturadas acima de R$ 500 mil e, com base em um estudo, sugere lances que ajudam na contemplação da carta de crédito, com 90% de assertividade num prazo adequado ao cliente.

 O Santander vai apresentar seu portfólio de seguros para o produtor rural, que contempla Vida Produtor Rural (Seguro Prestamista que garante o pagamento do saldo devedor de empréstimo agrícola), Seguro Máquinas e Equipamentos, Seguro Agrícola, entre outros.

Cintia Diniz, head da Rede Minas do Santander Brasil, explica que o Banco tem investido em linhas de crédito com taxas competitivas para o produtor rural expandir o seu negócio. “O agronegócio representa 22,6% do PIB de Minas Gerais, por isso queremos oferecer um portfólio completo de soluções financeiras e de gestão para contribuir para o crescimento do empreendedor do campo”.

Atuação do Santander no Agronegócio

Para acompanhar o movimento de interiorização do Santander, os especialistas do segmento Agro ficam responsáveis por atender produtores de uma microrregião. Hoje, o banco possui mais de 300 profissionais pelo Brasil dedicados a oferecer produtos e soluções voltadas para o negócio do produtor (PJ) e para o produtor (PF), como investimentos, cartão de crédito, pagamentos, entre outros produtos financeiros, como parte de uma estratégia “full banking”.

A carteira de crédito do Santander ampliada ao agronegócio (que considera recursos obrigatórios e livres, BNDES, Funcafé e os títulos CPR, CDCA e CRA) chegou a R$ 37,5 bilhões em 2022. Além de empréstimos e financiamentos, o Banco faz hedge de commodities, um instrumento de proteção às oscilações de preço de comodities agrícolas, como açúcar bruto, boi gordo, café arábica e soja em grãos.

O modelo de atendimento é completo e atua em três frentes: Varejo, que inclui o produtor pessoa física e médios e grandes negócios; atacado, que abrange grandes empresas do setor; e Private.

ARTIGOS RELACIONADOS

Agrofloresta: implantação do sistema de cultivo

Os sistemas agroflorestais estão ajudando famílias do Pará a diversificar a produção e ...

Eficiência produtiva no arroz irrigado

A importância do agronegócio na economia brasileira foi um dos temas abordados no ...

Mulching traz economia ao plantio de café

O mulching está sendo usado com sucesso no plantio de café arábica. Resultados de pesquisas comprovam redução de 38% nos custos com manejo da lavoura.

Fintech dobra a oferta dos recursos

Agropermuta consolida expansão no Brasil e com ajuda da Fiagro disponibilizará aos agricultores na safra 2023/24 até R$ 100 milhões para financiamento

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!