26.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 23, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesSegurança alimentar no Brasil nos últimos 50 anos e a influência da...

Segurança alimentar no Brasil nos últimos 50 anos e a influência da EMBRAPA

Leia a coluna Pensando Estrategicamente, por Antônio Carlos de Oliveira.

Pensando Estrategicamente
por Antônio Carlos de Oliveira.

Texto publicado originalmente no Diário de Uberlândia

Antônio Carlos de Oliveira/Reprodução

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) é uma instituição pública de pesquisa, desenvolvimento e inovação na área agrícola, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A Embrapa foi criada em 26 de abril de 1973 com a missão de viabilizar soluções de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a sustentabilidade da agricultura, em benefício da sociedade brasileira.

A Embrapa possui, hoje, 43 Centros de Pesquisa, que estão distribuídos em todas as regiões do Brasil, abrangendo diferentes biomas e culturas. As Unidades Administrativas que compõem a sua Sede, em Brasília, e está presente em outros países, mantendo parcerias nacionais e internacionais com instituições de pesquisa e universidades. A Empresa que investiu principalmente no treinamento de recursos humanos possui hoje uma das maiores instituições de pesquisa do mundo tropical. Tem 8.152 empregados, dos quais 2.244 são pesquisadores, 10,31% com mestrado e 88,91% com doutorado. O orçamento global da Embrapa para 2023 é de R$3.639.755.433.

Vamos refletir: A Embrapa atua em diversos segmentos da agropecuária, como agricultura, pecuária, aquicultura, agroindústria e recursos naturais. Seus pesquisadores desenvolvem tecnologias, técnicas e metodologias que buscam aumentar a produtividade, a qualidade e a sustentabilidade da produção agropecuária no país.

Além da pesquisa, a Embrapa também realiza extensão rural, transferindo o conhecimento gerado para os produtores rurais por meio de cursos, treinamentos, assistência técnica, publicações, eventos e outras formas de comunicação.

A importância da Embrapa está na sua contribuição para o desenvolvimento da agropecuária brasileira, proporcionando avanços tecnológicos que impactam positivamente a produção, a competitividade e a sustentabilidade do setor agropecuário do país. Por exemplo, a empresa tem trabalhado no melhoramento genético de culturas e na introdução de novas variedades de plantas, confiante para o aumento da produtividade e resistência das lavouras.

Também tem se preocupado com a sustentabilidade e segurança dos alimentos produzidos no Brasil. Nesse sentido, a empresa tem investido em pesquisas que visam reduzir o uso de agrotóxicos e adotar práticas agrícolas mais verdes, como a orgânica e o manejo integrado de pragas, aumentando a eficiência na produção.

Um dos principais desafios enfrentados pela Embrapa é a segurança alimentar que visa garantir a suficiência na produção de alimentos para a população. Isso significa que todos os brasileiros devem ter alimentos de qualidade, livres de contaminação e adulteração, além de terem acesso regular a uma variedade de alimentos que sejam nutritivos e que atendam às suas necessidades dietéticas individuais.

A segurança alimentar é um direito básico de todas as pessoas e é fundamental tanto para a saúde individual quanto para o desenvolvimento social e econômico do país. O Brasil possui um Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN) para promover e coordenar ações e políticas nesse sentido.

Para garantir a segurança alimentar da população, é necessário um conjunto de políticas e medidas que busquem o fortalecimento da agricultura familiar, a promoção da produção sustentável de alimentos, a regulação da qualidade dos alimentos

Além disso, a segurança alimentar também inclui a disponibilidade física de alimentos, ou seja, que as pessoas tenham acesso a alimentos em quantidade suficiente para saciar sua fome e nutrir seus corpos espirituais. Para isso, a Embrapa tem buscado soluções para as questões de logística e infraestrutura, visando garantir a distribuição e o abastecimento de alimentos em todo o país. Além disso, a empresa tem trabalhado na promoção da agricultura familiar e na valorização dos produtores locais, fomentando a produção de alimentos regionais.

Pensando estrategicamente: Quando foi fundada a Embrapa, o presidente da República era Ernesto Geisel que recomendou ao Ministro da Agricultura, Alysson Paulinelli e ao seu diretor-presidente, José Irineu Cabral: “Não mudem a rota: o caminho é este que foi traçado”.

Durante sua gestão, Paulinelli buscou promover o desenvolvimento do setor agrícola brasileiro através da ciência e inovação. Foi sob a liderança de Paulinelli que a Embrapa foi criada. Ele foi responsável por reunir uma equipe de cientistas influentes e incentivar a cooperação com instituições de pesquisa internacionais, o que permitiu à Embrapa acessar conhecimentos e tecnologias de ponta.

Além disso, Paulinelli foi um defensor incansável da extensão rural. Ele implementou programas de assistência técnica que facilitaram a transferência de conhecimento da Embrapa para o setor agropecuário.

Graças ao protagonismo de Alisson Paulinelli, a Embrapa se estabeleceu como uma das principais instituições de pesquisa do Brasil. Seu trabalho e visão estratégica foram fundamentais para o sucesso da Embrapa em apoio à agricultura brasileira e torná-la referência mundial em pesquisa agropecuária.

Com essas iniciativas, a Embrapa contribuiu para o aumento da produtividade agrícola do Brasil. O país saiu da condição de importador de alimentos para um dos principais exportadores do mundo. Atualmente, o Brasil é um dos maiores exportadores globais de produtos agrícolas, como soja, carne bovina, aves, milho, café, laranja, açúcar entre outros. Isso impulsionou a economia brasileira e posicionou o país como um dos principais players do mercado agropecuário internacional.

Nesse sentido, deve-se ressaltar que a Embrapa vem desempenhando um papel fundamental nessa transição, fornecendo as bases científicas e tecnológicas para o desenvolvimento da agricultura brasileira e impulsionando o país a se tornar um importante ator no mercado global de alimentos, garantido o acesso da população aos alimentos e buscado soluções inteligentes para o setor do agronegócio.

ARTIGOS RELACIONADOS

Ubyfol: Aumento de produtividade

O setor sucroalcoleiro no Brasil vem passando por alguns desafios e exigindo dos produtores ...

Brasil investe em tecnologia no monitoramento ambiental na Amazônia

Os satélites Carcará I e Carcará II, lançados no final de maio, são os mais novos aliados do bioma brasileiro.

Quais os impactos da degradação ambiental no Brasil?

Marco Moraes, pesquisador especialista em mudanças climáticas, explica como as ações humanas transformaram a Terra em um lugar imprevisível e perigoso.

Desafios na produção de sementes

Em conversas nas nossas redes sociais, percebemos que várias pessoas têm dúvidas e curiosidades sobre a produção de sementes de hortaliças. Pensando em esclarecer...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!