23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasSetor de energia solar movimentou cerca de 125 bilhões de investimentos

Setor de energia solar movimentou cerca de 125 bilhões de investimentos

O Brasil entrou pela 1ª vez no ranking mundial de geração de energia solar fotovoltaica, ficando na 8ª posição.

Crédito Unsplash

O setor de energia solar vem ganhando cada vez mais visibilidade, uma vez que o uso dos painéis solares são ecologicamente corretos (não poluem) e preservam a nossa saúde e do próximo. O ano de 2022 foi muito importante para esse segmento devido ao aumento na procura pelos painéis para instalação em empresas e residências.

O interesse das famílias brasileiras por esse serviço não é à toa. Uma pesquisa realizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aponta que a tarifa de energia elétrica dos brasileiros deve aumentar, em média, 5,6% em 2023. 

Por isso, a procura por outras fontes de energia vem sendo grande, como por exemplo, a energia solar, por otimizar os custos no final do mês e possibilitar uma melhora na qualidade de vida. O sol é a nossa maior fonte de energia e a exposição aos raios solares aumenta a produção de endorfina pelo cérebro, substância essa que é considerada antidepressiva natural, que promove sensação de alegria!
 

Muitas pessoas não conhecem os diferentes tipos de produção de energia, então vamos às explicações:
 

O mais comum é a energia elétrica, bem presente na maioria das residências dos brasileiros. Um ponto que vem sendo bastante comentado é a prejudicialidade que ela provoca, visto que a produção está associada a impactos negativos como poluição ao meio ambiente. Outra fonte de energia que ganhou espaço é a eólica, proveniente da força dos ventos; e por ser renovável, não emite gases poluentes como outros tipos de energia.

“A energia solar traz uma valorização aos imóveis; o principal motivo é que os proprietários que instalam placas solares economizam na conta de energia. Outra vantagem é que elas contribuem para o meio ambiente, por produzir energia limpa, sustentável, além de reduzir os impactos ambientais”, afirma cliente da Solutudo e empresário Gelso Barbosa da marca Crc ecoenergy
 

O Brasil entrou pela 1ª vez no ranking mundial de geração de energia solar fotovoltaica, ficando na 8ª posição em 2022. E as expectativas para esse ano é que o investimento cresça ainda mais, cerca de R$ 50 bilhões, gerando mais 300 mil empregos diretos e indiretos.

“Estamos nos posicionando em prol dos nossos clientes utilizarem a energia solar porque está mais que comprovado que esse tipo de geração de eletricidade não agride o meio ambiente e não elimina gases poluentes que podem causar doenças respiratórias. As placas podem ser facilmente instaladas em casas e empresas. O crescimento desse setor também foi sentido na Solutudo, fomos impactados com um aumento de 900% dos clientes de energia solar em dois anos. Hoje temos mais de 700 parceiros de energia solar espalhados por todo o Brasil que buscam posicionamento orgânico no Google, isso representa 15% de todos os nossos clientes”, afirma o CEO e co fundador da Solutudo, Rafael Somera afirma o CEO da Solutudo, Rafael Somera
  As expectativas para esse ano sobre o setor são boas, devido à perspectiva de mais de 40% de crescimento, de acordo com pesquisas da Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

ARTIGOS RELACIONADOS

D’Planta anuncia grande investimento para os próximos cinco anos

O novo Plano Estratégico (PE) do grupo Brasjet para o período de 2023 a 2027, aprovado pela sua CEO Cléo Hirano, pretende consolidar a empresa como referência no mercado agrícola.

FMC lança campanha para valorizar a cadeia produtiva da cana-de-açúcar

A FMC, empresa de ciência para agricultura e líder no segmento de cana-de-açúcar, acaba de lançar uma nova campanha que visa valorizar o setor sucroenergético, mostrando que a cana está presente no nosso dia a dia gerando diversas fontes de energia sustentável.

Por que o agronegócio é um pilar fundamental

Especialista em investimentos para o segmento agro comenta aspectos importantes do desempenho do setor.

Tarpon investe na agrivalle e entra no segmento de bioinsumos

Investimento inicial de R$ 160 milhões é o maior do Brasil no setor; aporte será destinado ao aumento de capacidade produtiva, reforço do time, ampliação do acesso ao mercado e foco em projetos de inovação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!