27.6 C
Uberlândia
sábado, abril 20, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasStartup cria “Universidade do Agro” para promover o empreendedorismo no campo

Startup cria “Universidade do Agro” para promover o empreendedorismo no campo

Modelo de negócio favorece a autonomia financeira, através da inovação, tecnologia e difusão do conhecimento

Texto: AgroUrbano Comunicação

Produce/Divulgação

É apostando num modelo inovador dentro do mercado de trabalho no agronegócio brasileiro, que uma startup pretende revolucionar a forma como são comercializados insumos e outros produtos agrícolas no campo. Criada há três anos, em Chapecó, a Produce desenvolveu um modelo de negócio específico para o agro, baseado na economia compartilhada, também conhecida como vendas colaborativas. A proposta é recrutar e formar a maior força de vendas do Brasil atuando no campo, onde os produtos (sementes, insumos, defensivos agrícolas etc.) sejam comercializados diretamente do fornecedor ao produtor rural, encurtando a cadeia.

Para atingir esse objetivo os fundadores da startup criaram a Uniproduce, uma espécie de “Universidade do Agro”, que conta com diferentes especialistas para ensinar e transmitir conhecimentos aos seus milhares de consultores, sobre as melhores práticas nas lavouras, inovações e tecnologias para orientar o produtor. “Queremos qualificar quem já é do agro e preparar aqueles que vem de outras áreas. Nosso objetivo é transmitir conhecimento para formar verdadeiros consultores, por isso, na Uniproduce, nossos especialistas ensinam desde matemática financeira, até conhecimentos gerais sobre doenças ou as melhores variedades de sementes de milho, por exemplo”, explica Guilherme Trotta, diretor executivo e cofundador da Produce.

Atualmente, já são mais de 4.000 consultores cadastrados, os chamados “producers”, que fazem a venda direta. O estado que concentra o maior contingente desses profissionais é no Paraná, são cerca de 1.500. A possibilidade de desenvolver uma fonte de renda extra tem atraído, cada vez mais, interessados, tanto que a meta da startup é atingir cerca de 15 mil consultores em todo país até o final ano.

Foi o que aconteceu com o estudante do último ano da Faculdade de Agronomia de Maringá, Raphael Uehara, de 23 anos, morador de Jandaí do Sul (PR). “Sempre trabalhei no agro e quando surgiu a oportunidade de trabalhar com o milho e desenvolvimento de mercado, eu abracei a ideia e comecei como consultor para ter uma renda extra e ajudar nos meus estudos”, conta ele. No entanto, Raphael mergulhou a fundo no projeto e, após seu ingresso na startup em 2020, o que era renda extra se transformou em renda principal. Hoje, ele já conta com o seu próprio time de consultores e se tornou num dos mais jovens líderes de equipe. “Tenho uma equipe de 24 consultores (maioria formada por zootecnista, engenheiros agrônomos que tem até mestrado, um dos meus melhores vendedores trabalhava no ramo de pet shop”, ressalta Raphael.

A Uniproduce também foi determinante para o desenvolvimento comercial e técnico do jovem empreendedor. “O mínimo que precisamos para atender o produtor é o conhecimento e a Uniproduce auxilia na capacitação. Principalmente para os novos consultores que não tem muita experiência no agro. Uma vez por semana temos um encontro. Além disso, faço uma capacitação com a minha equipe onde falamos de gênica, manejo, pragas, doenças e estrutura de planta etc.”.

Programa Seja Líder

Neste ano, a startup realizou cerca de 1.400 vendas, o equivalente a R$ 100 milhões. Para impulsionar ainda mais seu modelo de negócio e estimular a formação de novas lideranças entre seus consultores, foi criado o Programa Seja Líder. Segundo o cofundador da Produce, Guilherme Trotta, o objetivo promover o empreendedorismo no campo, através do treinamento e técnicas gerenciais.

“Essa campanha tem como foco aquelas pessoas que desejam empreender no agro e ter sua independência financeira. Para participar, o interessado deve baixar o aplicativo da Produce e se cadastrar – de forma gratuita – como consultor. Após isso, é preciso formar sua equipe, indicando mais 9 pessoas, sendo que pelo menos duas pessoas deverão ser ativos, ou seja, atuar diretamente com as vendas”.

O executivo da startup explica que qualquer pessoa pode ser um líder Produce, trabalhando de forma autônoma e com comissões das vendas fechadas pelos consultores. “A Produce oferece todo o suporte e treinamento necessário para que a equipe comece a atuar e ter a fonte de renda oriunda da plataforma. Como um Líder Produce, os ganhos podem chegar a 35% sobre os ganhos da equipe”, revela Trotta.

Interessados em empreender no campo e se tornar um líder é só baixar o aplicativo Produce no celular e se cadastrar. Para dúvidas acesse o site www.produce.agr.br

ARTIGOS RELACIONADOS

Startup oferece calculadora de emissões de CO2

Ferramenta possibilita cálculo de diferentes meios de transporte como o carro, ônibus, avião, bicicleta e até moto

Inscreva a sua startup na Plataforma AgroStart da BASF

Se você quer empreender no agro já deve ter ouvido falar do AgroStart.

Startup de tecnologia para agronegócio faz balanço de 2020

Em um ano atípico, onde a pandemia do Covid-19 assolou diversos setores do mercado mundial, existem as empresas que conseguiram atingir resultados bastante significativos.

Startup do Agro é premiada no Fórum Econômico Mundial

A startup venceu o Global Freshwater Challenge.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!