Startup produz implemento inédito que reduz em até 40% os custos de tratos da cana soca

0
20
Divulgação

A Agricef, startup de máquinas, implementos e serviços agrícolas, desenvolveu um implemento inédito para os tratos culturais da cana soca que reduz os custos operacionais em até 40%. O Kronos, como é conhecido, promove a aplicação dos insumos na medida e tempo corretos, além de diminuir a quantidade de equipamentos e mão de obra da operação. 

Segundo Efraim Albrecht, diretor de operações da Agricef, empresa parceira do Pulse, hub de inovação da Raízen, a solução foi desenvolvida a partir de uma demanda da companhia. “Os principais desafios indicados foram: garantir que a cana soca fosse tratada conforme as recomendações agronômicas, fazer com que as aplicações de inseticida, herbicida e fertilizante tivessem alto rendimento e baixo custo operacional; redução do desperdício de insumos; maior controle e padronização nas operações visando a terceirização e atendimento às recomendações de segurança, saúde e meio ambiente (SSMA), além de contribuir com as iniciativas de ESG da empresa”, explica.

O planejamento e fabricação do equipamento, assim como a validação de suas funcionalidades, foi feito em parceria entre as duas empresas. Dessa maneira, o Kronos surgiu como o único implemento do mercado que integra cinco operações de tratamento da cana soca, sendo responsável pela: aplicação de fertilizante, de inseticida em profundidade e superficial, de herbicida e preparo de solo. Todas essas ações podem ser executadas simultaneamente em apenas uma passada. “Além do ganho na eficiência operacional há também mecanismos que dosam as taxas e quantidades aplicadas, conforme a recomendação para cada talhão”, explica Albrecht.

A Raízen já tem 31 parques de bioenergia em operação e o implemento está sendo produzido comercialmente para ser utilizado em todos. 

De acordo com Thiago Mercadante Neves, gerente de logística agroindustrial da Raízen, o Kronos é um equipamento embarcado com avançadas tecnologias na qualidade de aplicação, que proporciona uma grande melhoria na eficiência das operações. “Antes do equipamento, realizávamos quatro operações de forma separada, sendo elas: a adubação, a descompactação do solo, a aplicação de inseticidas  por meio do corte  da soqueira e a aplicação de herbicidas. Cada operação em uma passada, o que exigia uma quantidade maior de tratores na lavoura e consequentemente  um custo maior com combustíveis. Em grande parte, essas aplicações eram realizadas sem tecnologia embarcada para controle de vazão, o que também não ajudava na gestão eficiente dos insumos. Nos últimos anos tivemos importantes investimentos no Kronos e ainda temos previstas algumas expansões, caminhando sempre em sinergia com a vinhaça localizada e com nosso planejamento estratégico.”

Além do implemento, a Agricef oferece aos clientes uma solução completa de tratos culturais da cana soca, com acompanhamento em campo e geração de dados da operação. “Vamos monitorar as operações e junto com o cliente tomar as ações necessárias para a melhoria contínua. Mais do que um implemento em campo, nosso objetivo é materializar a tecnologia por meio de um processo”, explica Roberto Biasotto, marketing Agricef.