30.2 C
Uberlândia
domingo, fevereiro 25, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasTer pastagem é questão de gestão da pecuária

Ter pastagem é questão de gestão da pecuária

Cerca de 95% da carne bovina no Brasil é produzida em regime de pastagens. Essa particularidade proporciona menor custo de produção e ainda confere um diferencial qualitativo à carne. Na alimentação do rebanho bovino grandes avanços ocorreram a partir do melhoramento das pastagens existentes. A adoção de capins desenvolvidos para o Centro-Oeste brasileiro, por exemplo, alavancou a capacidade de suporte e também o desempenho animale hoje respondem por mais de 70% do mercado de sementes forrageiras. Para a Região Sul houve um trabalho de seleção genética em busca de cultivares ideais para pastagens de inverno e de verão.

Com o crescimento do usa da técnica de integração lavoura pecuária, ficou cada vez mais importante aprender mais sobre as variedades existentes, suas qualidades e resultados e, principalmente a gestão do uso da pastagem para que ela se torne a mais perene e produtiva possível. Adequar a lotação, a categoria animal ao objetivo perseguido e à realidade de cada campo é um conhecimento necessário para o pecuarista que quer trabalhar dentro desta tecnologia.

“Em nossas Lives sobre este tema percebemos que mesmo sendo uma técnica ensinada e divulgada há muitos anos, ainda surgem muitas dúvidas, principalmente em relação ao planejamento forrageiro e à gestão”, afirma o agrônomo e diretor executivo da GEOPLAN-Soluções para o Agronegócio, Cristiano Gotuzzo. Conforme diz, observando o perfil das perguntas ele percebeu que valeria a pena organizar e disponibilizar um curso sobre Planejamento Forrageiro para Bovinos de Corte.

Com temas sobre sistema de produção animal X produção forrageira, potencial do uso do campo nativo, potencial do uso de pastagens de inverno, potencial do uso de pastagens de verão, planejamento do uso das áreas, o curso será totalmente on-line, com início previsto para o dia 30 de junho e término em 09 de julho. “Infelizmente não teremos a parte prática, por conta do momento que estamos vivendo, mas, os inscritos terão total habilidade de trabalhar com pastagens ao final do curso”, afirma Gotuzzo.

ARTIGOS RELACIONADOS

Pouco conhecida, síndrome do intestino hemorrágico prejudica vacas leiteiras

79,3% das vacas acometidas pela enfermidade são retiradas do rebanho por morte ou descarte

Controle de verminoses aumenta produtividade

Controlar as verminoses é investir no bem-estar animal, na produtividade do rebanho e no sucesso da fazenda.

24º Itaipu Rural Show terá expositores motivados e muitas novidades

O Itaipu Rural Show será realizado em Pinhalzinho, Oeste Catarinense, de 15 a 18 de fevereiro.

Terminação Intensiva a Pasto (TIP) oferece bons resultados

Pesquisas promovidas com tecnologias da Connan mostram ganho de peso e carcaça em pastagens secas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!