25.9 C
Uberlândia
sábado, fevereiro 24, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiValagro confirma resultados positivos de seus produtos

Valagro confirma resultados positivos de seus produtos

A Feira da Bananicultura e Agronegócio (Feibanana) aconteceu no período de 29 a 31 de março, em Registro (SP), onde reuniu toda a cadeia da bananicultura para mostrar novas soluções em manejo

Crédito Valagro
Crédito Valagro

A Valagro, empresa italiana presente no Brasil há mais de 20 anos, é focada no Vale do Ribeira na produção de bananas, especificamente na bioestimulação de plantas, focando o maior enraizamento delas, maior resistência ao ataque de nematoides, a ventos, tombamentos, efeitos climáticos adversos, como clima, seca e baixas temperaturas.

“Nosso trabalho visa, principalmente, barrar os estresses abióticos que a planta vem sofrendo. No ano passado, por exemplo, sofremos com chuvas de granizo, geadas, entre outros. Mas, as áreas que estavam tratadas com os produtos Valagro não sofreram tanto dano, mostrando resultados positivos para os produtores“, relata Paulo Roberto Ferreira da Rosa Júnior, engenheiro agrônomo e RTV da Valagro.

Passada a fase de oscilações climáticas, os bananais estão produtivos, confirmando a rápida recuperação das plantas em relação às áreas testemunhas.

Experimento

A Valagro instituiu um experimento na Fazenda Eudorado, de Vagner Magário, localizada em Sete Passos. “Logo após a chuva de granizo, fomos procurar este produtor, que se mostrou muito satisfeito com os resultados em seu bananal. Então, pedimos uma área para realizar o experimento, e ele nos cedeu um alqueire, deixando ao lado desta área outro alqueire para comparar com o tratamento padrão. Ali colocamos nosso enraizador com ácido húmico, chamado Viva, e também o desbloqueador Actiwave, um derivado da vitamina K1, que garante a nutrição correta e equilibrada, aumentando a capacidade da planta de absorver os elementos nutritivos presentes no solo“, relata Paulo Roberto.

Foi aplicado na área, também, o Kendal Nem, um indutor de resistência a nematoides. Foram feitas duas aplicações no decorrer daquele ano, e em 2016 foi feita a primeira colheita da área que recebeu o tratamento, enquanto a testemunha ainda não apresentava nem a emissão de plantas novas.

“Então, foi feita uma segunda aplicação, visando a Feibanana 2017, com a autorização do produtor, e a reação rápida das plantas surpreendeu até mesmo ele. Tanto é que a área já está no segundo corte (em 24 meses foram cortados três cachos), enquanto a área testemunha ainda está cortando o primeiro cacho“, compara Paulo Roberto, feliz com os resultados em aceleração e redução do ciclo das plantas.

O que se viu foi a planta mãe em fase de colheita, a filha da altura dela e a neta da altura do joelho, ou seja, um ciclo bem adiantado. O reflexo é que os produtores conseguem atender o mercado quando os outros não têm a fruta ainda, resultando em alta produtividade.

Quem tiver interesse em saber mais sobre a Valagro, acesse o site da empresa www.valagro.com onde estão os contatos de todos os RTV do Brasil. No Vale do Ribeira o representante é a Pomar. O portfólio da Valagro se estende a várias outras culturas, como cana-de-açúcar, café, HF, entre muitos outros.

Equipe Valagro - Crédito Ana Maria Diniz
Equipe Valagro – Crédito Ana Maria Diniz

O evento

Para Bruno Alves Domingues, gerente de cultivos e de marketing HF da Valagro, participar de eventos como a Feibanana é sempre muito proveitoso, especialmente pela vitrine de produtos passada ao produtor. “Nosso estilo de vendas é por meio de revendas agrícolas, e com a nossa participação na feira o produtor pode tirar suas dúvidas e entender melhor a atuação da Valagro no mercado diretamente conosco. Para isso, estiveram presentes nossos diretores técnicos e de venda“, explica.

A intenção, também, é estreitar a comunicação com o público-alvo, que é o consumidor final, algo que a Valagro preza. “Nós investimos muito em pesquisa e posso elencar a Valagro como uma das empresas que mais prioriza isso. Nossos produtos são elaborados para serem aplicados em fases específicas da planta (enraizamento, crescimento vegetativo, etc.), visando maior ganho de calibre“, detalha Bruno Domingues.

Ele destaca os produtos patenteados da empresa, como o Actionwave, à base da alga Ascophyllumnodosum, sem concorrentes no mercado, que faz com que a planta aumente sua absorção de nutrientes. Assim, a planta renova seu sistema radicular, ao mesmo tempo que tem maior absorção de nutrientes, o que resulta em aumento de performance e produtividade.

Kendal Nem é outro destaque, que ativa o enraizamento da planta e ainda combate os nematoides. “Ele não visa baixar a população de nematoides, mas sim fazer com que a estrutura e as paredes celulares da raiz fiquem mais espessas e, consequentemente, impedindo a entrada dos nematoides e seus possíveis prejuízos“, pontua o gerente de cultivos da Valagro.

Já o Viva contém: polissacarídeos, proteínas, polipeptídios, aminoácidos, ácidos húmicos, os precursores dos hormônios e complexos vitamínicos. Este produto atua principalmente na rizosfera (devido ao efeito dos ácidos e polissacarídeos), melhorando o ambiente de desenvolvimento da raiz e o sistema radicular da planta. Além disso, as plantas tratadas apresentam o aumento da produção de frutos e boa uniformidade no amadurecimento e no tamanho das frutas.

Essa matéria você encontra na edição de maio 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Tratamento de semente com fitohormônios – Que vantagens há?

Fitohormônios vegetais são substâncias naturais ou sintéticas que, quando aplicadas em plantas, geram mudanças metabólicas nas suas células e alteram processos vitais e estruturais....

Técnicas que evitam pragas no cafeeiro

Júlio Cesar Freitas Santos Engenheiro agrônomo e pesquisador fitotecnista da Embrapa Café julio.cesar@embrapa.br   A broca-do-café, Hypothenemushampei (Ferrari, 1867) (Coleoptera: Scolytidae), é uma das pragas que causa danos...

Fertilizantes de quarta geração: O futuro da nutrição

O aumento da população mundial exige que a produção de alimentos seja cada vez maior e cabe ao setor agrícola se responsabilizar pela segurança alimentar do planeta. A alternativa para suprir essa crescente demanda é o aumento da produtividade dentro de uma mesma área, não apenas visar a expansão de territórios agrícolas.

Algas marinhas – Uniformidade e aumento de sólidos solúveis totais

  Paulo Cesar de Melo Doutor em Agronomia e professor da Universidade Federal de Lavras pcmelo@dag.ufla.br   Tanto na região de origem quanto em outros locais de clima temperado...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!