28.6 C
Uberlândia
quarta-feira, abril 24, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesA transformação sustentável

A transformação sustentável

Fazer a transformação sustentável é o caminho para um Brasil mais consciente.

Por Eduardo Weisberg é presidente da ABIS e vice-presidente do Conselho Gestor do Instituto Giro

Novos decretos, nas esferas Municipais, Estaduais e Federal, vem movimentando o setor de logística reversa e reciclagem. Há vinte anos, já trabalhávamos e prevíamos um futuro próximo com maior responsabilidade socioambiental. De lá para cá as exigências só aumentaram e o interesse na discussão, com ações efetivas, também. O planeta dá sinal de que o momento de mudança é o agora, por isso precisamos de união. Empresas, entidades gestoras, associações, parceiros e toda a cadeia produtiva estão envolvidas na mesma jornada: a construção de um país melhor e mais sustentável.

Hoje vejo que os avanços serão mais céleres, pois há uma maior conscientização das pessoas quanto à necessidade de tratarmos os nossos resíduos, principalmente nas gerações mais jovens e nas empresas conscientes, inovadoras e antenadas com as necessidades do presente e do futuro.

Temos uma geração que quer o novo, fazer diferente, melhor. Precisamos aproveitar o interesse e adesão ao leque de propostas para essas ações importantes de melhoria ambiental e reciclagem. É aqui que o nosso compromisso e esforços contínuos se tornam elementos-chave para mantermos o trabalho em constante evolução.

Contudo, um dos maiores desafios é expandir a missão e levar o conhecimento para pessoas em todo o território nacional. Precisamos fazer com que elas participem das discussões com informações confiáveis, transparentes e seguras para parte do público que ainda desconhece as iniciativas relativas à sustentabilidade.

Para tal, fornecer informação aos que estão distantes das tecnologias e inovações no setor. E aqui, não basta apenas levar informação. A nossa responsabilidade também é de educar a sociedade. E é no dia a dia que o público se aproxima do setor de logística reversa. Como? Atualmente, o setor conta com mais de 11.000 empresas no Brasil e 92% delas são micro e pequenas. Por tanto precisamos conscientizar a todas da necessidade de aderirem à logística reversa de embalagens.

Junto a entidades gestoras, como o Instituto Giro, observamos um sistema prático, seguro, de menor custo e capaz de atender as necessidades, visando estarmos todos em conformidade com os requisitos legais municipais, estaduais e federais. Além da lei Federal, a maioria das Unidades Federativas já estão trabalhando nas suas próprias leis, em termos de compromissos e conscientes do papel delas que é fundamental para o sucesso e o crescimento dos percentuais de reciclagem no país.

Os associados das Entidades, por meio dos Certificados de Crédito de Reciclagem, têm a oportunidade de comprovar que estão cumprindo as exigências legais e reciclando, pelo menos, 22% da massa de suas embalagens colocadas no mercado. Mas muitas empresas ainda não estão informadas sobre a logística reversa e os respectivos certificados. Essa conscientização também passa pelas nossas mãos. Não apenas para um país melhor para nós, mas também, e principalmente, para as futuras gerações.
 

Pensemos nas nossas famílias, amigos, vizinhos e em como nosso bairro, cidade e estado podem se unir em benefício coletivo. Acreditamos que com o nosso esforço e de outras entidades de classe mostraremos um horizonte mais claro, com esperança e perspectivas de crescimento. Para isso, temos o dever de cobrar e acompanhar as mudanças, para garantir que elas ocorram.
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Bahia certifica como sustentável mais de 75% da produção de algodão nesta safra 2017/2018

A Bahia tem 75,69% % da sua produção de algodão certificada como sustentável pelo Programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR) da Associação Baiana dos Produtores...

Nova tecnologia é a única solução aprovada pelo IBD para agricultura orgânica

  A Momentive acaba de lançar mais uma solução inovadora no mercado agrícola brasileiro: o Silwet* ECO, primeiro e único adjuvante aprovado pelo IBD, órgão...

Brasil pode certificar a origem dos produtos agropecuários

Andav assinou acordo de cooperação com o estado de Tocantins, durante a realização do Congresso Andav 2023, que trouxe informações sobre inclusão, diversidade e tecnologia.

Agricultores que usam Monsoy vencem prêmio de produtividade de soja em duas categorias

O desafio nacional, realizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), teve mais de 5.000 inscritos este ano, um aumento de 12% em relação ao...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!