18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Aminoácidos reduzem doenças em tomateiros

Aminoácidos reduzem doenças em tomateiros

Jarbas dos Reis Silva

Graduando em Agronomia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

jarbasreissilva@gmail.com

Roberta Camargos de Oliveira

Engenheira agrônoma e doutora em Agronomia – UFU

robertacamargoss@gmail.com

Fernando Simoni Bacilieri

Mestre e doutorando em Agronomia – UFU

ferbacilieri@zipmail.com.br

 

Crédito Ana Maria Diniz
Crédito Ana Maria Diniz

Os aminoácidos são as unidades formadoras das proteínas e estão presentes nos vegetais, organismos animais e seres humanos. Existem 20 aminoácidos diferentes e as combinações entre eles conferem propriedades e funções que determinam processos metabólicos importantes para os seres vivos.

Na presença de algum agente estressante (bióticos e abióticos), as proteínas desempenham papel importante nos organismos vivos, pois ativam ou inativam mecanismos de defesa em resposta para superar uma condição desfavorável.

As plantas são capazes de sintetizar todos os aminoácidos e a partir da síntese proteica são construídas as enzimas e hormônios, além de outras substâncias essenciais. Dessa forma, entende-se que em condições adequadas as plantas já produzem normalmente os constituintes necessários para o seu desenvolvimento. No entanto, a suplementação exógena de aminoácido atribui menor gasto energético e o aproveitamento dos benefícios que os aminoácidos podem agregar.

Com aplicação de aminoácidos, o tomate fica mais resistente - Crédito Ana Maria Diniz
Com aplicação de aminoácidos, o tomate fica mais resistente – Crédito Ana Maria Diniz

Por que usar os aminoácidos

Maior resistência ao déficit hídrico e às altas temperaturas pode ser observada com o uso de aminoácidos, além de propiciar maior tolerância a pragas. Estes fatores são de grande relevância para culturas que possuem alta pressão de patógenos e pragas, pela grande suscetibilidade a estes agentes, como é a realidade na produção de tomate.

Os problemas fitossanitários são críticos no tomateiro. Portanto, mecanismos que propiciem maior proteção e auxiliem na defesa natural das plantas proporcionam benefícios ambientais e sociais, uma vez que permitem o menor uso de defensivos, expondo menos os trabalhadores do campo e o ambiente a agentes potencialmente nocivos, quando não utilizados de forma adequada, seguindo todos os critérios e recomendações de uso.

Tomate x aminoácidos

Os aminoácidos usualmente estão ligados ao incremento da produção, podendo ainda haver melhorias na qualidade do produto. A melhoria das características organolépticas, como o teor de sólidos solúveis, gera maior aceitabilidade pelo mercado consumidor.

Ainda, é bom lembrar que os produtos que contêm os aminoácidos são constituídos de material orgânico, restos e extratos vegetais que entram no sistema produtivo de forma positiva, ao invés de acumular no ambiente como rejeitos de sistemas convencionais fechados.

Observa-se, então, uma integração entre os sistemas, em que tudo se transforma e é utilizado de forma benéfica, fortalecendo todos os elos da produção em uma convivência mais harmoniosa com o meio ambiente, caráter este cada vez mais crescente e determinante na agricultura.

É crescente a utilização de aminoácidos, e com isso novos produtos e novas combinações e possibilidades são disponibilizadas no mercado. A associação dos aminoácidos em formulações com outros constituintes possibilita ação sinérgica entre os grupos de condicionadores de produtividade, entre eles, em sua maioria, nutrientes e, mais recentemente, óleos essenciais com ação repelente ou de controle de patógenos e pragas.

 É importante seguir as recomendações específicas dos produtos na hora de aplicá-los - Crédito Luize Hess
É importante seguir as recomendações específicas dos produtos na hora de aplicá-los – Crédito Luize Hess

Destaca-se a importância de seguir as recomendações específicas dos produtos, uma vez que resultados potencializados podem estar relacionados com determinada época de aplicação, essencialmente quando associados com algum nutriente que seja exigido em períodos de desenvolvimento específico de cada cultura.

A fenilalanina é responsável por sintetizar compostos bioativos, o que aumenta a resistência da planta ao ataque de pragas e doenças. O acúmulo de prolina na planta é visto quando há déficit hídrico, como reação de defesa contra a desnaturação das células.

Já o glutamato tem função aromatizante e intensificadora do sabor. Além disso, o glutamato reduz a incidência de Alternaria alternata em tomate, induzindo a resistência das plantas, uma vez que os genes e enzimas responsáveis pela defesa são obtidos no ciclo do glutamato. Além disso, o glutamato, em quantidades corretas, inibe o desenvolvimento dos fungos de Alternaria.

O fornecimento dos aminoácidos cisteína e metionina ajuda no fornecimento de enxofre para o tomateiro, e este, por sua vez, auxilia na síntese de novos aminoácidos e proteínas, além de ser importante para o processo de fotossíntese e tolerância da planta a baixas temperaturas.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de outubro 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Hortifrúti Aminoácidos reduzem doenças em tomateiros