21.6 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosAplicação de fosfito em cebola

Aplicação de fosfito em cebola

Saiba de detalhes que não podem passar despercebidos.

Wesley Devair Bittencourt Machini
Engenheiro agrônomo – AgroBR Consultoria Agrícola
wdevair@hotmail.com

O fósforo é considerado o nutriente mais limitante para a alta produtividade agrícola nos solos brasileiros. Isso porque, em grande totalidade, os solos não possuem quantidades adequadas, sendo considerados pobres em fósforo, que é extremamente importante para o desenvolvimento inicial das plantas, uma vez que está ligado diretamente ao equilíbrio energético e desenvolvimento radicular.

Os fosfitos surgem no mercado como uma grande inovação, pois possuem em sua composição o fósforo (P), um elemento essencial para o desenvolvimento e crescimento das plantas.

Foto: Shutterstock

O fosfito, quando aplicado nas plantas, é absorvido rapidamente através de suas estruturas radiculares. Ele possui uma grande mobilidade na fisiologia da planta, atingindo rapidamente os locais que apresentam sintomas de deficiência deste nutriente.

A escolha do tipo de fosfito deve ser indicada pelo responsável técnico que acompanha a lavoura, uma vez que esse produto visa atender necessidades nutricionais da cultura. O fosfito busca, em primeiro lugar, solucionar alguma deficiência relacionada à presença de fósforo.

Mas, é sempre bom lembrar que esse fósforo pode ser incrementado com outros elementos, como o cálcio, potássio, magnésio, boro, cobre, entre outros, a fim de solucionar um problema, juntamente com um produto de rápida absorção e efeito, que pode chegar a ser 30x mais rápido que uma aplicação convencional via solo.

Na hora e local certos

A aplicação pode ocorrer de duas formas – após análise foliar da planta, buscando a manutenção correta da nutrição, ou de forma corretiva, quando for perceptível a deficiência de fósforo na planta.

A aplicação de fosfito deve ser seguida de acordo com a recomendação do fabricante ou do técnico/agrônomo responsável pelo cuidado da área, uma vez que todo produto deve ser aplicado de forma correta, com acompanhamento responsável.

Combinação de produtos

A produção de cebola demanda uma correção nutricional adequada, principalmente em solos de baixa fertilidade natural. É necessário realizar a amostragem de solo de forma correta e encaminhar amostras para serem analisadas por laboratórios especializados afim de se obter os melhores resultados, principalmente no cenário atual, em que os custos com insumos agrícolas estão cada dia mais impactantes.

É necessário realizar as primeiras correções nutricionais no solo para atender as quantidades mínimas exigidas pela cultura. Os fosfitos trabalham associados de forma sinergética com outros insumos aplicados durante todo o ciclo da cultura.

Isso porque estes produtos atuam, principalmente, como corretores de deficiências nutricionais em elementos que são necessários, devido à sua alta capacidade de absorção, quando aplicados via foliar, auxiliando na recomposição nutricional da lavoura.

Todos os produtos aplicados durante o ciclo devem seguir as necessidades da lavoura, sejam defensivos agrícolas, para proteger a lavoura do ataque de pragas, doenças ou plantas invasoras, bem como a aplicação de adubos nas diversas fases durante o ciclo de produção.

Cuidados

Todo produto deve ser aplicado de forma consciente e com acompanhamento técnico, para evitar erros, bem como a possibilidade de algum surto ou efeito colateral à saúde das plantas ou contaminação do meio ambiente.

A escolha de um fosfito de qualidade deve ser realizada da mesma maneira que qualquer outro insumo agrícola. Deve-se procurar produtos de empresas conhecidas, que possuam alguma sede ou representação no País.

Além disso, o produto deve ser adquirido de forma legal, perante as leis nacionais, pois estes passam por testes que garantam sua eficiência e são certificados por alguma instituição nacional. Ao escolher um produto apenas pelo preço, pode ser que este não apresente qualidade ou viabilidade agronômica.

Nas cebolas

Os fosfitos são absorvidos rapidamente pelo sistema radicular e pelas folhas. Assim, apresentam ação sistêmica e podem atuar fortemente reduzindo o crescimento micelial, a formação de esporângios e diminuir a liberação de zoósporos.

Uma das possíveis explicações é que o fosfito consegue atuar diretamente sobre os fungos, pelo bloqueio de síntese de ATP, e também indiretamente, pela indução de resistência à planta, uma vez que uma planta bem nutrida é mais forte no campo e possui uma capacidade de regeneração muito ampla, quando comparada a outra, que apresenta deficiências nutricionais.

Ao proporcionar uma grande qualidade nutricional à lavoura, ela expressa como resultado o aumento da qualidade dos bulbos, o peso da matéria seca e garante maior resistência dos bulbos.

Alguns fabricantes recomendam aplicações semanais ou quinzenais. Com isso, os produtos associados aos fosfitos podem ajudar a reduzir custos com a aplicação, uma vez que existem diversas formulações para atender a cada necessidade durante o ciclo da lavoura.

Erros e acertos

Os maiores erros ocorrem quando todo e qualquer produto é aplicado sem a supervisão de um profissional que possua a capacidade de contornar as adversidades climáticas para escolher o melhor momento da aplicação, a quantidade de produto utilizada na calda, entre outros detalhes que podem prejudicar a aplicação.

Os produtos e a quantidade a ser aplicada devem ser escolhidos depois do resultado da análise de solo ou foliar, realizada por um profissional qualificado. Porém, quando não houver essa possibilidade, deve-se utilizar a recomendação indicada pelo fabricante do produto, que pode variar de acordo com o seu processo de fabricação e o teor nutricional do produto.

Investimento

O frasco de 1,0 L de produto pode chegar a custar em torno R$ 60,00 a R$ 120,00.. Este é um investimento baixo com grande eficiência, pois ao nutrir a lavoura, o produtor estará realizando o controle preventivo contra diversos patógenos. Porém, ele deve ter a convicção que a utilização do foliar tem o intuito de nutrir a planta que sofreu algum estresse e necessita de uma rápida recuperação.

ARTIGOS RELACIONADOS

Fosfito + fungicida = Defesa e proteção para o pêssego

  Bernardo Ueno Pesquisador da Embrapa Clima Temperado bernardo.ueno@embrapa.br   O fosfito é um agente elicitor, responsável pela defesa das plantas. No caso do pêssego, a recomendação...

Fosfitos: Como as plantas se comportam na sua presença?

AutoresCarolina Maniero Gava Engenheira agrônoma e supervisora de desenvolvimento e marketing da Intercuf Indústria e Comércio LTDA cmaniero@intercuf.com.br Hélio Casale Engenheiro agrônomo e...

Preços de frutas e verduras caem nas principais centrais de abastecimento do país

Os hortifrútis mais comercializados nas Ceasas registraram queda generalizada no último mês. É o que aponta a análise do 8º Boletim Prohort, divulgado nesta...

Ácidos húmicos aumentam o desenvolvimento de raízes da cebola

  Nilva Teresinha Teixeira Engenheira agrônoma, doutora em Solos e Nutrição de Plantas e professora do Curso de Engenharia Agronômica do Centro Regional Universitário de Espírito...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!