18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Aumento da produtividade de peçaneiras

Aumento da produtividade de peçaneiras

Carlos Roberto Martinscarlos.r.martins@embrapa.br

Dori Edson Nava // Gilberto Nava

Pesquisadores da Embrapa Clima Temperado

Marcelo Barbosa Malgarim // Marilia Lazarotto // Renan Ricardo Zandoná

Professores – Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Rudinei de MarcoEngenheiro Florestal, doutor e consultor técnico em Santa Maria (RS)

Cristiano Geremias Hellwig // Rafaela Schmidt de Souza

Doutorandos em Fruticultura – UFPel

Peçã – Crédito: Pixabay

Embora a cultura da nogueira-pecã seja relativamente nova, considerada uma cultura mais rústica comparada a outras frutíferas, alguns cuidados são fundamentais para que a cultura produza bem e traga retorno esperado ao produtor.

A escolha do local de implantação é uma das etapas mais importantes do planejamento, pois as decisões tomadas afetam todo o ciclo da espécie. Deve-se, nessa etapa, não apenas pensar nas atividades de implantação propriamente ditas, mas também nas etapas de condução, manejo, colheita e transporte.

Etapa crucial antes de realizar o plantio consiste na escolha da área, na análise química e física do solo. Para isso, a correta amostragem da área a ser implantada é fundamental. Para que a amostra do solo seja representativa, a área amostrada deve ser a mais homogênea possível, sendo muitas vezes necessário que a área a ser amostrada seja subdividida em talhões homogêneos. Essa etapa deve ser realizada com seis meses de antecedência ao plantio das mudas.

Exigências climáticas e de solo

A pecaneira se adapta melhor a regiões que apresentem um regime de frio adequado às exigências das plantas, e uma boa distribuição de chuva ao longo do ciclo produtivo, sendo determinante após a floração até o período de enchimento do fruto.

O frio se estabelece como requerimento de cultivo pela necessidade de horas de frio para que ocorra uma boa brotação e assegure a floração uniforme. O requerimento em horas de frio, abaixo de 7,2°C, varia com a cultivar, tendo, de uma forma geral, cultivares adaptadas às condições climáticas com números de horas de frio abaixo de 300, entre 400-600 e acima de 600 horas de frio.

A implantação de cultivares inadequadas poderá gerar problemas com a brotação e floração desuniforme, ramos e folhas pouco desenvolvidos, além de dificultar o manejo e tratos da cultura.

A temperatura média anual ótima para nogueira-pecã é de 20 a 30ºC, sendo que as temperaturas elevadas, acima de 35°C podem influenciar na floração, podendo desidratar e ressecar as flores. A umidade excessiva, acima de 80%, interfere na polinização, afetando a liberação do pólen e receptividade do estigma (setembro/outubro).

Uma forma de utilizar todos estes fatores conjuntamente na definição das zonas mais ou menos adequadas ao cultivo de pecaneira, especialmente na região sul do Brasil, pode ser encontrada no zoneamento edafoclimático da nogueira-pecã, disponibilizada pela Embrapa.

Escolha das combinações de cultivares

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

Inicio Revistas Hortifrúti Aumento da produtividade de peçaneiras