24.6 C
Uberlândia
domingo, maio 26, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesAumento da temperatura das águas resulta em maior alimentação de peixes e...

Aumento da temperatura das águas resulta em maior alimentação de peixes e camarões

Divulgação

A entrada em períodos climáticos de maior calor requer investimentos certeiros na alimentação dos animais da aquacultura para melhorar a performance nutricional e atingir o potencial de desenvolvimento, aumentando a produtividade e otimizando custos ao criador. Por serem animais pecilotérmicos, que mantém a temperatura corporal conforme o ambiente, peixes e camarões possuem hábitos alimentares que também variam conforme a as condições climáticas, interferindo nos índices zootécnicos, como crescimento e conversão alimentar.

Nesse sentido, entre os desafios existentes, a escolha de produtos para a alimentação merece muita atenção, já que contribui para beneficiar uma série de aspectos que interferem na qualidade de peixes e camarões.

O coordenador de Assistência Técnica de Aquacultura da Guabi Nutrição e Saúde Animal, Lisandro Bauer, destaca que os animais tem uma nutrição muito específica durante o ano todo. A diferença é que, com o aquecimento do ambiente, os produtores vão observando a melhora do apetite dos peixes e camarões, aumentando a ingestão de alimentos. “Fornecer a ração adequada, com os ingredientes e nutrientes para cada fase de cultivo, é fundamental. Cada semana tem uma necessidade específica em termos de quantidade e qual ração a ser fornecida”.

Ao passar por cada fase do desenvolvimento, os peixes e camarões necessitam da implantação de nutrientes exclusivos. De acordo com o coordenador, a introdução alimentar deve ser feita de maneira gradual. Ele explica que quando alevinos, recomenda-se a administração de 4% a 15% da biomassa, dividida em 3 a 6 refeições diárias. Esse valor passa a ser de 3% a 4% da biomassa quando estão na fase de crescimento. Quando chegam na fase da engorda, o produtor deve destinar de 1% a 3% da biomassa, fazendo com que o animal possa atingir o tamanho ideal para ser comercializado.

Outro ponto destacado por Bauer é que o planejamento estipulado pelo produtor para atender a demanda nutricional dos peixes é um processo essencial para que todas as etapas sejam feitas otimizando os recursos. “Além de fornecer a ração adequada para cada fase, temos a oportunidade de fornecer aditivos naturais que potencializam toda essa nutrição da ração e ajudam no sistema imunológico”.

Todo a idealização da estratégia é acompanhada de perto pelos técnicos da Guabi Nutrição e Saúde Animal visando a criação de protocolos para a evolução da piscicultura. Por meio do Sistema Guabi de Alto Desempenho (Sigad), uma ferramenta criada pela empresa para estabelecer os valores necessários para melhorar os índices zootécnicos, os produtores passam a ter um entendimento mais detalhado de todo o processo. Produzido com informações baseada nos pilares nutrição, ambiente, genética, infraestrutura, gestão e biossegurança, os técnicos geram o plano de ação e sugerem evoluções, levando uma nova visão de todo o processo ao piscicultor. Essa troca de conhecimento é feita de maneira equilibrada para que o produtor consiga assimilar da melhor forma, gerando ações para resultados positivos.

A produção de pescados no Brasil vem crescendo vertiginosamente ano após ano, ampliando as necessidades de consumo e oferecendo produtos com melhor qualidade para o mercado. Esse aumento é resultado de investimentos em um setor que estava, basicamente, em localidades específicas espalhadas pelo país, possibilitando expansão e ampliando conhecimento. Os dados da PeixeBR mostram que o número de animais produzidos cresceu 45% nos últimos sete anos, chegando a 840 mil toneladas em 2021.

Sobre a Guabi Nutrição e Saúde Animal

A Guabi Nutrição e Saúde Animal é uma empresa que se dedica ao desenvolvimento e fabricação de produtos de alta qualidade, voltados para o bem-estar de todo o ciclo: animais, produtores, criadores e consumidor final. Investe na qualidade dos insumos e tecnologias de ponta que garantam o melhor resultado, e é hoje uma das maiores empresas de nutrição e saúde animal do país. Tem forte atuação em todos os estados brasileiros. Atualmente, a Guabi possui unidades fabris distribuídas pelo Brasil, Centros de Distribuição em diversos estados e o Escritório Nacional, em Indaiatuba/SP. Para saber mais, acesse: www.guabi.com.br

ARTIGOS RELACIONADOS

Sistema de irrigação por gotejamento

O tomateiro é uma planta com elevada demanda hídrica. Dependendo da cultivar ...

Irrigação das uvas de mesa exige cuidados

AutorGivago Coutinho Doutor em Fruticultura e professor efetivo do Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado) givago_agro@hotmail.com A irrigação da cultura da videira de mesa...

Traça-do-tomateiro – Controle é urgente

A fase de lagarta da traça-do-tomateiro é a que possui grande capacidade de causar danos, independentemente da idade das mesmas. Nas folhas, penetram no interior do parênquima foliar dos folíolos, onde passam a se alimentar destruindo grandes áreas dos tecidos, as quais denominamos de minas.

Brix e alta produtividade – Tendência na tomaticultura

  Carlos Antônio dos Santos Engenheiro agrônomo e doutorando em Fitotecnia " Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) carlosantoniods@ufrrj.br Cíntia Luiza Batalha Xavier Engenheira agrônoma e mestranda...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!