BRS A706 CL: nova cultivar de arroz da Embrapa para o Maranhão

A nova cultivar de arroz é fruto de mais de dez anos de pesquisa do programa de melhoramento de arroz da Embrapa, envolvendo testes de adaptação nas diferentes regiões do Brasil, ajustes de manejo filotécnico, fitossanidade, qualidade de grãos e qualidade culinária.

0
177
Foto: José Manoel Colombari Filho

Este ano foi lançada a BRS A706 CL, uma tecnologia na forma de cultivar de arroz irrigado com o ciclo médio e de alto potencial produtivo, recomendada para ambiente irrigado de vários estados do Brasil, incluindo o Maranhão. A cultivar reúne o que há de melhor da genética de arroz da Embrapa com a tecnologia Clearfield® da BASF, chamada CL. Essa tecnologia oferece grande eficiência no controle de plantas daninhas por apresentar resistência a um herbicida com molécula de ação total; ela controla uma grande gama de ervas daninhas e é seletiva ao arroz, fato que torna a tecnologia inovadora no manejo dessas plantas invasoras.

No Maranhão, a BRS A706 CL pode ser utilizada tanto em áreas de arroz irrigado (como Arari e Vitória do Mearim), quanto em áreas de sequeiro favorecido (como São Mateus, Itapecuru Mirim e outros municípios que cultivam arroz nas planícies inundáveis do Maranhão). A nova cultivar de arroz é fruto de mais de dez anos de pesquisa do programa de melhoramento de arroz da Embrapa, envolvendo testes de adaptação nas diferentes regiões do Brasil, ajustes de manejo filotécnico, fitossanidade, qualidade de grãos e qualidade culinária. O resultado é uma cultivar que congrega características de interesse agronômico com a qualidade comercial de grãos valorizada pelo mercado.

A BRS A706 CL destacou-se como suas principais características: elevado potencial produtivo (mais de 15 toneladas por hectare em área irrigada); presença de stay green e tolerância ao acamamento; ampla adaptabilidade a ambientes de cultivo pré-germinado e semeadura direta; e qualidade de grãos para o suprimento de matéria-prima para marcas que desejam comercializar produtos de linhas ‘premium’. 

“Fizemos ensaios finais em área de produtores para recomendação no estado e a nova cultivar será certamente mais uma forte aliada da rizicultura maranhense, ao lado das cultivares já plantadas, como a BRSMA 357, BRS A704, BRS A502, BRS Pampeira e BRS Catiana, entre outras cultivares da Embrapa, que já são maioria no estado”, afirma o analista Carlos Santiago. Para o pesquisador da Embrapa Cocais Guilherme Abreu, “nos testes no Maranhão, em área de sequeiro favorecido, a BRSA706 CL apresentou produtividade de oito toneladas, com ciclo de 110 dias. É mais uma tecnologia que chega para garantir a sustentabilidade da rizicultura maranhense”.

Segundo os especialistas, a grande vantagem do uso de cultivares CL é a facilidade de manejo de plantas daninhas, sendo utilizado apenas um herbicida que combate todas as plantas invasoras de importância econômica na cultura do arroz, principalmente o arroz vermelho, principal planta invasora, que é resistente aos herbicidas convencionais.

Para mais informações, acesse Arroz – BRS A706 CL – Portal Embrapa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!