17.6 C
Uberlândia
terça-feira, maio 28, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesCafé: probabilidade de La Niña aumenta; entenda quais são os riscos

Café: probabilidade de La Niña aumenta; entenda quais são os riscos

Imagem de arquivo
  • Espera-se que o evento La Niña tenha impacto mais uma vez nas regiões produtoras de café em todo o mundo, sendo provável que o evento se torne ativo no final do segundo trimestre, de acordo com a última atualização do CPC.
     
  • No Sudeste do Brasil, temperaturas mais baixas e maiores riscos de geadas ameaçam as lavouras de café. A Indonésia poderá sofrer atrasos ou interrupções nas colheitas devido a chuvas mais intensas, especialmente na Sumatra.
     
  • O Vietnã enfrenta anomalias negativas de temperatura durante o fenômeno, mas o seu impacto nos rendimentos permanece incerto. Na Colômbia e na Guatemala, chuvas mais intensas podem danificar árvores ou aumentar a suscetibilidade a doenças. Além disso, os países da América Central enfrentam riscos aumentados de tempestades tropicais e furacões durante episódios de La Niña.
     
  • Embora os dados históricos sugiram correlações entre La Niña e flutuações de rendimento, atribuir reduções de rendimento apenas ao fenômeno é um desafio devido a outros fatores pontuais. No geral, o evento gera diversas anomalias climáticas nas principais regiões produtoras de café, e, portanto, pode se apresentar como um fator altista, caso se torne ativo durante as janelas-chave de desenvolvimento, a partir do segundo trimestre.

Na última quinta-feira (14), o Centro de Previsão Climática dos Estados Unidos divulgou a última atualização sobre a possibilidade de desenvolvimento do La Niña no segundo trimestre. A hEDGEpoint Global Markets analisa, em relatório recente, os impactos dessa divulgação.

“Espera-se que o próximo evento La Niña persista durante o inverno do Hemisfério Sul, impactando várias regiões produtoras de café em todo o mundo. A safra de café do Brasil, principalmente no Sudeste, enfrenta riscos de temperaturas mais baixas e aumento de ocorrências de geadas devido à influência do evento. Os dados históricos mostram que o fenômeno durante as fases de desenvolvimento vegetativo se correlaciona com a diminuição dos rendimentos, como a temporada 21/22, que testemunhou uma queda de 19% em comparação com o ciclo anterior”, observa Natália Gandolphi, analista de Café da hEDGEpoint.

Ainda de acordo com a analista, “Nos últimos anos, o fenômeno esteve em status “ativo” ou “alerta” durante o trimestre junho-agosto, coincidindo com o desenvolvimento vegetativo das culturas subsequentes no Brasil. Durante estes períodos, três em cada quatro ocorrências registaram diminuição dos rendimentos, indicando uma ligação potencial entre o evento e declínios de produção. Notavelmente, a temporada 21/22 sofreu uma redução significativa no rendimento atribuída à influência do La Niña”.

“Na Indonésia, onde a colheita do café vai de Abril a Setembro, o La Niña pode trazer chuvas mais fortes, afetando particularmente regiões como Sumatra. Este aumento da precipitação poderia perturbar ou atrasar a colheita, como observado em ocorrências passadas em que as reduções de rendimento não foram atribuídas apenas ao La Niña, mas também a outros fatores pontuais durante o desenvolvimento”, destaca.

Sobre o Vietnã, Natália diz: “O país experimenta anomalias negativas de temperatura durante La Niña, impactando potencialmente a produtividade do café. No entanto, os dados históricos sugerem que a influência do evento nos rendimentos permanece incerta, sem impactos significativos observados na comparação ano a ano”.

Apesar de registar anomalias negativas de temperatura, os rendimentos do Vietnã permaneceram inalterados ou aumentaram em três das quatro ocorrências, indicando um impacto limitado do La Niña na produção – na comparação anual, que depende fortemente de fatores pontuais. Do outro lado, o fenômeno limitou o crescimento contra a linha de tendência (potencial total), o que exige atenção.

“Em contraste, a Colômbia e a Guatemala podem registrar chuvas mais intensas durante o La Niña. Embora o aumento da precipitação durante o fenômeno possa parecer benéfico para o desenvolvimento das culturas, o excesso de chuvas, atingindo até 600% dos níveis normais, representa riscos para as regiões e cria um ambiente propício a doenças. Além disso, os países da América Central enfrentam riscos mais elevados de tempestades tropicais e furacões durante episódios de La Niña, o que pode afetar ainda mais o rendimento das colheitas”, explica.

Em resumo, no geral, o evento La Niña representa desafios para os produtores de café em todo o mundo, desde danos no Brasil até atrasos nas colheitas na Indonésia e aumento da precipitação na Colômbia e na Guatemala. Embora o mercado monitore de perto os efeitos do La Niña na produção de café, prever com precisão o seu impacto continua a ser um desafio devido à interação de vários fatores que influenciam o rendimento das culturas – porém, com base nos registros dos últimos anos, o fenômeno pode se apresentar como um fator altista, caso se torne ativo durante os momentos-chave de desenvolvimento a partir do segundo trimestre.

Acesse o relatório completo clicando aqui.

ARTIGOS RELACIONADOS

Pesquisa apresenta inovação em biotecnologia para a cafeicultura

  O fungo Cladosporium apresenta ação antagônica sobre os microrganismos prejudiciais à qualidade do café por competir com os mesmos por espaço e nutrientes, além...

Cooperativa bate recorde de exportação de café

A safra ainda não terminou, mas a Cooperativa dos Cafeicultores do Cerrado (Expocacer) já atinge um aumento de 20%.

Fazenda de café aposta na biotecnologia e amplia produção

Com a utilização de 100% de fertilizantes biotecnológicos da Superbac, negócio familiar obtém crescimento de 20% na colheita e espera aumento de 50% no longo prazo.

Região do Cerrado Mineiro sedia encontro para discutir plataforma para origem controlada dos cafés

Primeira reunião do grupo de trabalho foi realizada em Patrocínio, Minas Gerais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!