22.6 C
Uberlândia
quinta-feira, abril 18, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosCafés especiais: fertirrigação auxilia na produção

Cafés especiais: fertirrigação auxilia na produção

Para melhorar a qualidade dos frutos, a irrigação e fertirrigação podem ser uma saída.

Foto Marcelo Linhares

Rayla Nemis de Souza
nemisrayla@gmail.com
Rafael Rosa Rocha
rafaelrochaagro@outlook.com
Engenheiros agrônomos e mestres em Ambiente e Sistemas de Produção Agrícola – Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat)

O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo. Em razão da nossa grande extensão territorial, uma diversidade de microclimas, solos, altitudes e processos de pós-colheita, os cafés brasileiros alcançam qualidade final da bebida, realçando características como aroma, sabor e doçura.
Teoricamente, qualquer variedade pode produzir cafés especiais, por isso não há necessidade de trocar a variedade já existente no local. No entanto, o manejo da cultura no campo tende a ser um diferencial em busca de grãos de qualidade.

Técnicas

A irrigação e fertirrigação na produção de café são práticas que podem aumentar a produção da planta e melhorar a qualidade dos frutos. Aplicar fertilizantes via água de irrigação é uma tecnologia empregada na intenção de otimizar a produtividade da lavoura, diminuir os custos de produção e melhorar a qualidade do produto, pensando no uso racional dos recursos hídricos.
A fertirrigação tem como objetivo fornecer os nutrientes para a planta e manter um bulbo úmido na região das raízes, criando um ambiente favorável. Essa técnica tem sido fortemente utilizada nos cafezais, economizando mão de obra e melhorando a distribuição de fertilizantes na área.
Para a utilização da fertirrigação, deve-se considerar o sistema de irrigação que melhor se adapta ao espaçamento da cultura e ao processo de distribuição de água. Essa informação é importante, pois afeta a mobilidade dos nutrientes no solo e a disponibilidade das plantas. Atualmente, os mais utilizados são os sistemas de irrigação por pivô central e gotejamento.

Na dose certa

No café, a dosagem de adubação para fertirrigação não é muito diferente da fertirrigação de cobertura. Normalmente, são feitas três a quatro parcelas mensais. Plantações de café usando fertirrigação podem até dobrar a produtividade/ha.
O café de sequeiro pode render de 15 a 30 sacas por hectare, enquanto o café bem irrigado pode render 60 sacas ou mais por hectare. No café conilon, com o uso da fertirrigação pode se alcançar um rendimento ainda maior.

Nutrientes essenciais

Para atingir todo esse potencial de produção, a demanda por nitrogênio e potássio é alta. E, claro, a adubação fosfatada é um manejo muito importante, já que os solos brasileiros são bastante erodidos, e com altos teores de óxidos de ferro e alumínio a disponibilidade de fósforo para a planta pode ser menor.
Além disso, é necessário adicionar incessantemente matéria orgânica ao solo.

Vantagens da fertirrigação

Existem inúmeras vantagens do uso de fertirrigação para produção de cafés especiais, quando comparadas com os métodos convencionais de aplicação de fertilizantes, como por exemplo: maior eficiência; redução do custo de aplicação; economia de fertilizantes; possibilita dosar a lâmina de água, permitindo melhor incorporação do produto; melhor uniformidade de distribuição; redução da compactação dos solos e dos danos mecânicos à cultura.
A produção de cafés especiais também visa o valor pela sustentabilidade e socioambiental, o que permite agregar valor ao produto, já que os consumidores valorizam esse diferencial.

Destaque

Há um ponto de destaque do custo-benefício dessa técnica – o melhor aproveitamento do sistema de irrigação, adicionando melhor uso do capital investido. A aplicação de fertilizantes solúveis em água por meio do sistema de irrigação reduz os custos de 50 a 87% com mão de obra, maquinário e equipamentos.

Evite erros

Ao instalar essa tecnologia em sua propriedade, alguns erros devem ser evitados, como: não se deve adquirir fontes de fertilizantes com baixa solubilidade e nem que contenham ferro.
Não se deve utilizar fertilizantes com baixa compatibilidade entre si, pois podem causar sérios problemas de entupimento no sistema de irrigação. É necessário ter cuidado com o índice salino dos fertilizantes.
E, adicione um cuidado especial na verificação da distribuição dos adubos na água. Para o sucesso da fertirrigação, é necessário avaliar a distribuição de água do sistema de irrigação. Não há como aplicar uniformemente os adubos se a própria água não é aplicada corretamente.
Devido aos crescentes custos na produção e na dificuldade em encontrar mão de obra qualificada, o uso da fertirrigação de maneira correta garante grandes demandas aos produtores rurais.
Embora o investimento inicial seja elevado, a redução de mão de obra e tempo utilizado nas adubações acaba reduzindo os custos operacionais. Além de garantir equilíbrio nutricional, fornece nutrientes de acordo com as demandas da planta, impactando positivamente na produtividade.

ARTIGOS RELACIONADOS

Janela de plantio, como funciona?

O substantivo feminino “janela” tem sido utilizado para várias denotações, entretanto, é mais aplicado quando nos referimos a um vão em paredes de uma construção a meia altura que permite a entrada de ar e claridade nos ambientes.

Como produzir mandioca o ano todo?

Estratégias de manejo podem permitir a produção contínua de mandioca ao longo do ano.

Quem semeia boas práticas, colhe qualidade

Na cafeicultura existem duas perguntas que se propagam em toda a cadeia de ...

Técnicas de manejo da indução floral da gravioleira

As flores podem surgir diretamente dos ramos de um ano de idade e, também, dos brotos em início de desenvolvimento, que emergem a partir destes mesmos ramos outonados. Em uma mesma gema podem surgir flores e novos ramos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!