21.6 C
Uberlândia
sábado, junho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiCalhas - Solução para solos contaminados e para maior qualidade do morango

Calhas – Solução para solos contaminados e para maior qualidade do morango

Douglas José Marques

Professor de Olericultura e Melhoramento Vegetal da Universidade José do Rosário Vellano ” UNIFENAS

douglas.marques@unifenas.br

Vladimir Landiva

Representante técnico comercial da Solotec Soluções Agrícolas

Fotos Vlademir Landivia
Fotos Vlademir Landivia

Com grande aceitação pelo mercado consumidor, graças a sua atraente coloração e ao aroma e sabor agradáveis, características valorizadas pelo reconhecimento de suas propriedades nutracêuticas, o morango é considerado uma das principais espécies em conteúdo de flavonoides.

Os flavonoides são compostos fenólicos com atividade antioxidante, cujo consumo está associado à prevenção da maioria das doenças crônicas de risco e degenerativas, por combaterem os radicais livres. Na vida prática, o morango é muito utilizado tanto ao natural quanto como ingrediente de sobremesas na forma de doces e tortas, e ainda de sucos, iogurtes e geleias.

A cultura do morangueiro é produzida e apreciada nas mais variadas regiões do mundo, sendo o Brasil o segundo maior produtor da América Latina. É cultivado nas regiões sul, sudeste, centro-oeste e nordeste e representa importante cadeia produtiva, do ponto de vista econômico e social.

A produtividade varia significativamente em função das condições edafoclimáticas da região de cultivo, de fatores fisiológicos, genéticos e ambientais, além do sistema de cultivo empregado.

Importância econômica

O cultivo de morango em substratos nas calhas reduz risco de salinização - Fotos Vlademir Landivia
O cultivo de morango em substratos nas calhas reduz risco de salinização – Fotos Vlademir Landivia

Considerando a demanda por morango de qualidade e ofertados durante o ano todo, a fruta tem contribuído para o investimento em novos sistemas de cultivo que permitam produção adaptada a diferentes regiões e condições adversas do ambiente.

A produção em calhas com substratos viabiliza o cultivo do morango em épocas desfavoráveis do ano, bem como amplia o período de produção, proporcionando maior produtividade e melhor qualidade de frutos. Esta prática é importante para regularizar o abastecimento e obter preços mais elevados pela qualidade do produto.

Produção de morango em calhas

Esse sistema fornecenutrientes em doses e épocas apropriadas - Fotos Vlademir Landivia
Esse sistema fornecenutrientes em doses e épocas apropriadas – Fotos Vlademir Landivia

A técnica de cultivo de morango em substratos nas calhas apresenta um grande avanço frente aos sistemas de cultivo no solo, pois oferece vantagens como:

ð O manejo mais adequado da água;

ð O fornecimento de nutrientes em doses e épocas apropriadas;

ð A redução do risco de salinização do meio radicular;

ð A redução da ocorrência de problemas fitossanitários, que se traduzem em benefícios diretos no rendimento e qualidade dos produtos colhidos;

ð Todas as etapas fenológicas da cultura são feitas em pé, diferente do cultivo tradicional, em que o produtor trabalha abaixado.

Para o enchimento das calhas o produtor deve adquirir substrato de qualidade, que deve apresentar algumas propriedades físicas e químicas intrínsecas importantes para sua utilização, tais como boa capacidade de retenção de água, na faixa de potencial de 01 a 05 kPa, alta disponibilização de oxigênio para o desenvolvimento das raízes, facilidade na manutenção da proporção correta entre fase sólida e líquida, alta capacidade de troca catiônica do material (CTC), baixa relação C/N, entre outras.

Manejo

A produtividade em calhas é variável, pois é dependente da cultivar de morango utilizada e do manejo da cultura. O produtor deve evitar utilizar soluções nutritivas padrões (prontas), pois estas, muitas vezes, podem não atender as exigências da cultivar, do ambiente e da região. Portanto, o produtor deve procurar um profissional habilitado e que tenha experiência nesse tipo de cultivo.

A utilização de substrato em calhas para o cultivo das plantas pode minimizar problemas como a salinização e a concentração de patógenos no solo, presentes em locais de sucessivos ciclos de monocultivo, tendo em vista a possibilidade de substituição do substrato.

Quanto ao suprimento correto de nutrientes no substrato, ainda existem muitos problemas relacionados com a adubação, pois o uso contínuo pode aumentar a condutividade elétrica no dossel de plantio.

Antes do plantio do tomateiro é recomendado que o substrato seja lavado, dentro das calhas, para reduzir a condutividade elétrica. O processo de lavagem é feito no próprio sistema de fertirrigação, aplicando somente água, que deve ser drenada.

O plantio do tomateiro no substrato com a condutividade elétrica alta (entre 02 a 04 dS m-1) aumenta o potencial osmótico do substrato, que pode queimar as raízes e causar a morte das plantas. Os substratos comerciais normalmente possuem condutividade elétrica elevada.

Também é importante ressaltar que, mesmo quando se utiliza água de irrigação de boa qualidade no cultivo protegido, a adição de fertilizantes pela técnica de fertirrigação aumenta o risco de salinização dos substratos.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de setembro 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

ARTIGOS RELACIONADOS

Ginegar Polysack se reinventa no cultivo protegido

A Ginegar Polysack trabalha com filmes agrícolas e telas de sombreamento dotados de alta tecnologia, além de produtos para redução de temperatura, com efeito...

A floresta pode fazer renascer água?

Allana Katiussya Silva Pereira Engenheira florestal, mestra e doutoranda em Recursos Florestais - ESALQ/USP allana.florestal@gmail.com Tamíres Partélli Correia Engenheira florestal, mestra, doutora em...

Como preparar uma solução nutritiva?

  Pedro Roberto Furlani Doutor em Agronomia e professor colaborador do Instituto Agronômico e da Universidade Estadual de Campinas pfurlani@conplant.com.br   Solução nutritiva, por definição, é a solução aquosa...

Fertilizantes organominerais e sua aplicação na agricultura

AutoresRegina Maria Quintão Lana Professora de Fertilidade e Nutrição de Plantas – Universidade Federal de Uberlândia (UFU) rmqlana@ufu.br Miguel Henrique Rosa Franco Doutor em...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!