15.2 C
Uberlândia
domingo, julho 14, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasCESB na Câmara Setorial da Soja

CESB na Câmara Setorial da Soja

CESB Câmara Setorial
CESB Câmara Setorial

O Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), participou no último dia 27, na cidade de Brasília, da 42ª reunião da Câmara Setorial da Soja. O Diretor Executivo da entidade, Luiz Antônio da Silva, representou o Comitê e colaborou nas discussões de temas importantes para a cadeia produtiva da soja, tais como: barreiras alfandegárias a subprodutos da soja, registro de defensivos agrícolas para controle de pragas e doenças, alémde outros temas que refletem nas expectativas de mercado e na esperança do produtor em produzir mais, no mesmo espaço de terra. “É sempre importante trazer este encontro, o conhecimento que o CESB adquiriu com as análises feitas há 10 anos em mais de 10% das áreas cultivadas de soja do país. Queremos contribuir cada vez mais para as discussões que visam as melhores práticas, sustentabilidade e, consequentemente, o aumento da produtividade da soja no Brasil“, disse o executivo.

Sobre o CESB:

O CESB é uma entidade sem fins lucrativos, formada por profissionais e pesquisadores de diversas áreas, que se uniram para trabalhar estrategicamente e utilizar os conhecimentos adquiridos nas suas respectivas carreiras e vivências, em prol da sojicultura brasileira. O CESB é qualificado como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), nos termos da Lei n° 9.790, de 23 de março de 1999, conforme decisão proferida pelo Ministério da Justiça, publicada no Diário Oficial da União de 04 de dezembro de 2009. Atualmente, o CESB é composto por 18 Membros e 18 entidades patrocinadoras: Syngenta, BASF, Bayer, Jacto, Mosaic, TMG, Stoller, Monsanto, Sementes Adriana, Agrichem, UPL do Brasil, Aprosoja MT, Produquímica, Instituto Phytus, DuPont, Timac Agro, Ical e Brasmax.

CESB na Câmara Setorial da Soja ” O Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), participou no último dia 27, na cidade de Brasília, da 42ª reunião da Câmara Setorial da Soja. O Diretor Executivo da entidade, Luiz Antônio da Silva, representou o Comitê e colaborou nas discussões de temas importantes para a cadeia produtiva da soja, tais como: barreiras alfandegárias a subprodutos da soja, registro de defensivos agrícolas para controle de pragas e doenças, alémde outros temas que refletem nas expectativas de mercado e na esperança do produtor em produzir mais, no mesmo espaço de terra. “É sempre importante trazer este encontro, o conhecimento que o CESB adquiriu com as análises feitas há 10 anos em mais de 10% das áreas cultivadas de soja do país. Queremos contribuir cada vez mais para as discussões que visam as melhores práticas, sustentabilidade e, consequentemente, o aumento da produtividade da soja no Brasil“, disse o executivo.

Sobre o CESB:

O CESB é uma entidade sem fins lucrativos, formada por profissionais e pesquisadores de diversas áreas, que se uniram para trabalhar estrategicamente e utilizar os conhecimentos adquiridos nas suas respectivas carreiras e vivências, em prol da sojicultura brasileira. O CESB é qualificado como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), nos termos da Lei n° 9.790, de 23 de março de 1999, conforme decisão proferida pelo Ministério da Justiça, publicada no Diário Oficial da União de 04 de dezembro de 2009. Atualmente, o CESB é composto por 18 Membros e 18 entidades patrocinadoras: Syngenta, BASF, Bayer, Jacto, Mosaic, TMG, Stoller, Monsanto, Sementes Adriana, Agrichem, UPL do Brasil, Aprosoja MT, Produquímica, Instituto Phytus, DuPont, Timac Agro, Ical e Brasmax.

ARTIGOS RELACIONADOS

Algodão colorido brasileiro

O algodão colorido, desenvolvido pela Embrapa, marca presença mais uma vez em passarela internacional,

Híbrido BRS 3046 amplia mercado do milho verde

As sementes do primeiro híbrido de milho verde, o BRS 3046, desenvolvido pela Embrapa e batizado de Saboroso, já estão no mercado disponíveis aos...

Fazendas urbanas – Novo negócio surge nas cidades

O conceito de fazenda urbana descreve um modelo de negócio que envolve o cultivo intenso e protegido de hortaliças, frutíferas, e em alguns casos até a piscicultura em área urbana. O conceito foi formado por meio de estudos científicos em microbiologia e segurança alimentar no final da década de 1990.

Itaueira lança Mini Melancia da Magali

A Itaueira atua em toda a cadeia produtiva do melão, desde a produção da muda em viveiros, plantio no campo, colheita, embalagem e resfriamento,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!