12.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 29, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosChips de rabanete

Chips de rabanete

Alguns estudos já relataram o grande potencial da produção de chips a partir de tubérculos.

Veridiana Zocoler de Mendonça
Engenheira agrônoma, doutora e assistente agropecuária – Secretaria de Agricultura e Abastecimento – SAA/SP
veriadianazm@yahoo.com.br

Aline Mendes de Sousa Gouveia
Engenheira agrônoma, professora e doutora – Centro Universitário de Ourinhos (Unifio)
aline.gouveia@unifio.edu.br

O rabanete, cujo nome científico é Raphanus sativus L., pertence à família botânica Brassicaceae, é de pequeno porte, sua raiz possui coloração rosa, com polpa branca e sabor picante. É rico em nutrientes, fonte de cálcio, fósforo, ferro, manganês, vitaminas B1 e B2, ácido nicotínico e vitamina C.

No Brasil, ainda é uma hortaliça de pequena importância quanto à área plantada, sendo cultivado em maior escala por pequenas propriedades, normalmente próximas às regiões metropolitanas e cinturões verdes, principalmente na região sudeste do país.

Por ser uma cultura de ciclo curto, em torno de 35 dias, é uma opção interessante ao cultivo na entressafra de outras hortaliças de ciclo mais longo, como pimentão, tomate, repolho e brócolis.

Demanda

Atualmente, tem crescido a demanda por alimentos alternativos que possuem qualidade nutricional. Nesse sentido, tem-se o mercado de snacks, cuja comercialização tem crescido rapidamente no mercado nacional.

Alguns estudos já relataram o quão promissora é a produção de chips a partir de tubérculos. Ainda hoje, a maior parte dos chips é processada à base de batata, no entanto, outros vegetais fontes de amido estão sendo utilizados nesse tipo de produto, como batata-doce, mandioquinha-salsa, banana, mandioca, inhame ou cará.

Recentemente, o rabanete tem sido inserido nessa demanda.

Valor nutricional

Além da qualidade nutricional do vegetal utilizado, outro atributo fundamental de qualidade dos snacks é considerar a quantidade de óleo utilizada na produção de chips, uma vez que existe uma tendência mundial de consumo de alimentos saudáveis, portanto, com baixas calorias e teor de gordura.

Desta forma, além da substituição da fonte vegetal, tradicionalmente a batata inglesa, tem-se buscado outras formas de cozimento mais saudáveis, sem a utilização de óleo para fritura.

Esses métodos, aliados aos vegetais ricos em nutrientes e vitaminas, podem ser uma alternativa interessante ao processamento de tubérculos, pois diminuem o teor de gordura e, consequentemente, têm conquistando nichos de mercados que buscam por alimentos mais saudáveis e prezam pela saúde e bem-estar.

Vantagens dos snacks

Conforme apresentado na Tabela 1, a composição química por 100g de vegetais crus, segundo informações do Departamento de Informática em Saúde da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o rabanete apresenta baixo valor calórico e de carboidrato, principalmente quando comparado aos demais vegetais que são utilizados na fabricação de chips.

Além disso, os chips de rabanete geralmente não contêm aditivos ou conservantes artificiais.

Tais características vão ao encontro de fatores determinantes aos consumidores, que buscam por alimentos menos calóricos e de baixo teor em carboidratos (low carb) para dietas saudáveis e com restrição calórica.

Os consumidores têm respondido positivamente à inovação no mercado de chips de rabanetes, valorizando a opção de um snack saudável e saboroso. A conscientização sobre a importância de uma alimentação equilibrada e nutritiva tem impulsionado a demanda por alternativas mais saudáveis aos snacks tradicionais.

Genética

Assim como em outras culturas, o melhoramento genético também tem sido empregado na cultura do rabanete como ferramenta para o desenvolvimento de cultivares precoces, uniformidade de raízes quanto ao formato e coloração interna e externa.

Ainda, as plantas são adaptadas a diferentes condições edafoclimáticas, resistentes às principais doenças da cultura, bem como apresentam melhoria da qualidade nutricional e redução de distúrbios fisiológicos que podem provocar a isoporização e rachadura das raízes.

Os híbridos estão contribuindo para a melhoria da qualidade e sabor dos rabanetes, por meio do cruzamento seletivo de variedades. Isso permite combinar características desejáveis de diferentes variedades, como resistência a doenças, tamanho uniforme e sabor aprimorado, resultando em rabanetes mais atrativos e saborosos.

Opções variadas

Essa raiz tuberosa pode apresentar-se de forma, tamanho e cor variáveis, dependo da cultivar. Alguns são redondos, vermelhos e pequenos, outros são compridos e brancos, outros são maiores, com estrias na casca de branco e vermelho.

Geralmente, as cultivares de mesa apresentam raízes arredondadas, casca vermelho-arroxeada e interior branco ou rosado. A cor varia do branco, rosa, vermelho, roxo, amarelo ou até mesmo preto.

O rabanete arroxeado é uma variedade rara, e a sua coloração é uma característica marcante. A polpa do rabanete é branca e ligeiramente picante, possuindo uma textura firme e crocante, saborosa e de boa conservação após a colheita.

Em comparação ao rabanete tradicional, o rabanete roxo é menos picante. O de tonalidade branca, chamado popularmente de rabanete ping-pong, possui sabor mais adocicado, é suculento, de boa crocância e muito suave, ao contrário dos outros, que normalmente são picantes, apresentam casca e polpa branca.

Inovações

As principais inovações no cultivo de rabanetes que estão revolucionando o mercado incluem o uso de técnicas de cultivo semi-hidropônico (mistura de fibra de coco e casca de arroz, com base em volume na proporção de 3:1, e solução nutritiva) e aeroponia.

Essas abordagens permitem um aproveitamento mais eficiente do espaço e dos recursos, além de proporcionar um ambiente mais controlado para o crescimento dos rabanetes. Essas técnicas de cultivo são a forma como os produtores estão se adaptando à demanda crescente por chips de rabanete, ou seja, implementando técnicas mais eficientes e escaláveis, como as citadas (cultivo em sistema semi-hidropônico e aeroponia).

Isso pode envolver a automação de processos, a otimização do uso de recursos e a expansão da produção para atender à crescente popularidade dos chips de rabanete.

Detalhes que você não conhece

A produtividade da cultura é variável em virtude de vários fatores, desde o nível tecnológico da propriedade, edafoclimáticos, da cultivar, de manejos de adubação, controle de plantas daninhas, irrigação, entre outros, podendo variar de 15 a 90 t ha-1.

O início da colheita do rabanete se dá a partir de 20 e 25 dias após a semeadura, se estendendo por até 10 dias. O ponto de colheita é importante fator para o desenvolvimento de chips, pois raízes mais velhas tendem a se tornar esponjas, levando à perda de sabor, o que influencia diretamente a crocância do produto.

Atrativo para os consumidores

Os híbridos coloridos podem se tornar um atrativo para este mercado de snacks, que além da inovação pelo produto vegetal utilizado, a diversidade de coloração pode abranger consumidores como crianças.

Há, ainda, pessoas que buscam chips de reduzido teor calórico e produzidos de forma mais saudável, comparados aos chips tradicionais, além da variedade de sabores com sal marinho, pimenta, alho, ervas finas, entre outros.

A diversidade de sabores permite atender a diferentes preferências dos consumidores.

Tendências

Como principais tendências e inovações esperadas para o mercado de chips de rabanete no futuro, pode-se incluir:

Variedades exóticas e cores vibrantes: introdução de variedades de rabanetes coloridos com tons vibrantes e cores exóticas, como roxo, rosa e amarelo, oferece uma experiência visual mais interessante aos consumidores.

Ingredientes funcionais: adição de ingredientes funcionais, como superalimentos ou ervas medicinais, aumenta os benefícios à saúde dos chips de rabanete, proporcionando uma opção de snack ainda mais nutritiva e funcional.

Sustentabilidade e agricultura vertical: implementação de práticas agrícolas sustentáveis, como a agricultura vertical e a utilização de técnicas de cultivo hidropônico, para maximizar a eficiência no uso de recursos, economiza espaço e reduzi o impacto ambiental.

Embalagens sustentáveis: uso de embalagens eco-friendly e biodegradáveis para atender à crescente demanda por produtos sustentáveis e reduzir o impacto ambiental associado à embalagem dos chips de rabanete.

Snack funcional e personalizado: personalização dos chips de rabanete para atender às necessidades específicas dos consumidores, como opções com baixo teor de sódio, sem glúten, ou enriquecidas com nutrientes específicos.

Tecnologia na produção e processamento: aplicação de tecnologia na produção e processamento dos chips de rabanete para otimizar a qualidade, consistência e eficiência da produção.

Expansão de canais de distribuição: ampliação dos canais de distribuição, incluindo a venda online e em lojas especializadas, para tornar os chips de rabanete colorido mais acessíveis aos consumidores em diferentes regiões.

Marketing e educação do consumidor: ênfase em campanhas de marketing e educação do consumidor para aumentar a conscientização sobre os benefícios nutricionais e as opções de sabores disponíveis nos chips de rabanete colorido.

Colaborações e parcerias: colaborações entre produtores de chips de rabanete e outros produtores de alimentos, como fabricantes de molhos ou condimentos, para criar combinações de sabores exclusivas e atrativas.

ARTIGOS RELACIONADOS

Soja resistente aos nematoides otimiza produtividade

Os fitonematoides se destacam pela sua importância econômica, principalmente em culturas como a soja, o milho e o feijão. As principais espécies-praga são distribuídas em quatro gêneros, que são Heterodera, Meloidogyne, Pratylenchus e Globodera (Davis e Curty, 2011; Moens e Perry, 2009) que acometem várias culturas agrícolas.

Solarização no controle da raiz rosada da cebolinha verde

Na maioria das pequenas propriedades agrícolas do País com mão de obra familiar, a produção de condimentos é uma importante fonte de renda e sustentabilidade.

Trichoderma harzianum x podridão da raiz

A podridão da raiz causada pelo fungo Phytophthora palmivora faz com que ocorra amarelecimento ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!