21.6 C
Uberlândia
sábado, junho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiColheita e pós-colheita da banana

Colheita e pós-colheita da banana

 Equipe Embrapa Mandioca e Fruticultura

Crédito Embrapa
Crédito Embrapa

Para as cultivares Prata e Maçã, recomenda-se a colheita quando do desaparecimento das quinas ou angulosidades da superfície dos frutos. No caso da cultivar Terra, este critério não é utilizado, pois as quinas permanecem até a maturação do fruto.

Assim, recomenda-se a colheita quando os frutos do meio do cacho apresentarem diâmetro máximo. Outro critério é cortar longitudinalmente um dedo da primeira penca. Se a coloração da penca estiver rósea, o cacho pode ser colhido.

Um critério que pode ser usado para todos os grupos é a idade do cacho a partir da emissão do coração. Nesta ocasião, marca-se a planta com fita plástica, usando-se diferentes cores para as várias datas de emissão.

Quando da colheita, a qual pode variar de 100 a 120 dias após a emissão do coração, um gerente de campo, de posse da planilha de controle, orienta os operários para a colheita do cacho das plantas marcadas com uma determinada cor da fita.

Como colher

Nas cultivares de porte médio-alto (Nanicão) e alto (Prata, Pacovan, Terra), a colheita deve ser efetuada por dois operários. Enquanto um corta parcialmente o pseudocaule à meia altura entre o solo e o cacho, o outro evita que o cacho atinja o solo, segurando-o pela ráquis ou aparando-o sobre o ombro.

O primeiro operário corta então o engaço e o cacho é transportado até o carreador ou cabo aéreo, sobre travesseiro de espuma, colocado no ombro do segundo operário. Nas cultivares de porte baixo a médio (Figo Anão, Prata Anã, D’Angola), a colheita pode ser feita por apenas um operário.

Manejo pós-colheita

O transporte dos cachos para o local de despencamento e embalagem deverá ser feito pelos carreadores. Deve-se colocar folhas de bananeira na base e nas laterais dos compartimentos mecanizados ou não, utilizados no transporte, para evitar escoriações nos frutos.

Essa matéria você encontra na edição de fevereiro 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Brasil é o terceiro maior produtor de banana

  Com produção de sete milhões de toneladas, o Brasil pretende liderar a produção de bananas, com crescimento previsto para os próximos anos   Luiz Marcelino Vieira Economista...

Você sabe cultivar inhame?

  Almir Dias Alves da Silva almir.dias@ipa.br Elton Oliveira Santos Roberto Vicente Gomes Pesquisadores da Empresa Pernambucana de Pesquisa Agropecuária   O inhame, também conhecido como cará-da-costa (Dioscoreacayenensis), é uma...

Melhoramento revoluciona segmento do mamão

  Sérgio Lucio David Marin Engenheiro agrônomo, doutor em Genética e Melhoramento do Papaya, sócio-gerente técnico da Rubisco Genética em Papaya sergiodavid@rubiscosementes.com.br   As maiores vantagens de se produzir...

Tropical Estufas surpreende na Hortitec

  A Hortitec 2015 foi bem acima da expectativa de Nelson Nardy, diretor da Tropical Estufas. “Participamos de outras feiras nesse ano que estavam com...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!