22.6 C
Uberlândia
quinta-feira, abril 18, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesCropLife no I Fórum sobre Legalidade nas Práticas Agrícolas

CropLife no I Fórum sobre Legalidade nas Práticas Agrícolas

Evento acontece no dia 17 de maio de 2023, no Auditório da Fapcen, Fazenda Sol Nascente, interior do estado

A CropLife Brasil, associação que reúne empresas, especialistas e instituições que atuam na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para a produção agrícola sustentável, apoiará o I Fórum sobre Legalidade nas Práticas Agrícolas, que acontecerá em Balsas (MA), no dia 17 de maio de 2023, a partir das 9h, no Auditório da Fapcen, Fazenda Sol Nascente. 

Créditos: Divulgação

O evento, realizado pelo Governo do Estado do Maranhão e pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Corredor de Exportação Norte (Fapcen), tem a missão de orientar produtores e trabalhadores rurais quanto as práticas legais dentro do campo, e contará com oito palestras, uma delas com o tema “Impacto dos agrotóxicos ilegais na saúde, no ambiente e na economia”, que será ministrada por Nilto Mendes, Gerente do Comitê de Combate a Produtos Ilegais da CropLife Brasil. 

“O crescimento dessa atividade ilegal nos últimos anos não só oferece um grande prejuízo para economia, mas também sérios riscos para a saúde humana, meio ambiente. Muitos produtores optam por utilizar esse tipo de produto por desinformação e pelo baixo custo, muitas vezes alheios aos perigos que a utilização desses insumos ilegais pode oferecer à ele mesmo, para quem transporta, manuseia e para o consumidor, que pode ser exposto a um alimento contaminado, já que o uso seguro de defensivos depende da observação da bula, do receituário agronômico e de outras boas práticas ignoradas pelo mercado ilegal”, alerta.

A incidência do contrabando de insumos agrícolas ilegais vem aumentando consideravelmente nos últimos anos no Brasil. É possível observar a dimensão disso por meio do número de apreensões, que é crescente. Entre 2019 e 2022, o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) registrou a apreensão de mais 925 toneladas de agrotóxicos ilegais em vários estados do país. Somente em 2021, foram 209 toneladas confiscadas.

Somente a Operação Controle Brasil, coordenada pelo Ministério da Justiça, registrou a apreensão de 189 toneladas de produtos agrícolas irregulares em um período de três meses em 2022. Segundo informações do Observatório de dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Rio Grande do Sul se tornou uma das principais portas de entrada de agrotóxicos ilegais no Brasil. Foram cerca de 65 toneladas apreendidas no estado pela PRF. 

De acordo com o especialista, uma série de fatores justificam o avanço das apreensões em todo o Brasil. Um deles é a conscientização e troca de informações entre órgãos de segurança pública, de defesa vegetal e da agricultura, do meio ambiente e aduaneiros. Outro fator importante foi o aumento do número de operações e fiscalizações de repressão. 

“O agricultor que adquire um produto ilegal oriundo do contrabando, infelizmente, opera de forma consciente. Ele acredita que está comprando um insumo mais potente, por um menor preço, mas não é bem assim. Este tipo de produto é proibido no Brasil justamente por ser extremamente prejudicial à saúde e ao meio ambiente. A maioria possui uma concentração de substâncias químicas desconhecidas e inúmeros outros ingredientes que podem ser extremamente prejudiciais para a sua cultura e contaminar a propriedade”, reforça Mendes.

A CropLife Brasil realiza campanhas de conscientização sobre o assunto e cursos, como o Curso de Introdução aos Mercados de Insumos Agrícolas Ilegais e o 1º curso de Policiamento Ostensivo de Insumos Agrícolas Ilegais, vislumbrando a capacitação de profissionais que combatem tais ilícitos, como policiais e agentes de segurança.

“Como ferramentas que temos para o combate desse mercado ilegal podemos citar: educação, capacitação e a disseminação de informação. Somente por esses meios é que teremos êxito no combate a essas práticas que impactam negativamente em toda cadeia produtiva brasileira. Os profissionais de segurança pública precisam saber identificar os insumos que são fruto de um contrabando ou falsificação e quais os riscos que eles podem oferecer para a sociedade”, finaliza o Gerente do Comitê de Combate a Produtos Ilegais.

SERVIÇO: 

Evento: I Fórum sobre Legalidade nas Práticas Agrícolas 

Data: 17 de maio de 2023

Local: Auditório da Fapcen, Fazenda Sol Nascente – Balsas, Maranhão. 

ARTIGOS RELACIONADOS

Corteva Agriscience reforça atuação no segmento de cana-de-açúcar

A Corteva Agriscience está fortalecendo a sua atuação no setor de cana-de-açúcar, segunda maior cultura do Brasil, com a contratação de novos profissionais com alto conhecimento técnico e do negócio e um pipeline robusto (produtos que ainda estão por vir).

Anvisa autoriza uso de estoques de Paraquate na safra 2020/21

Produtores de soja, milho e algodão que possuem estoques do herbicida Paraquate estão autorizados a utilizar o produto no decorrer da safra 2020/2021. A autorização...

Dendrometria: Ferramenta de decisão na irrigação do cafeeiro

Com intuito de promover o uso racional da água em práticas agrícolas, bem como possibilitar a expansão da produção de culturas em áreas limitadas por este recurso, técnicas para detectar o estresse hídrico de plantas em campo podem contribuir para o manejo da irrigação.

Novas práticas agrícolas podem proteger as lavouras de fenômenos climáticos

Do excesso de chuvas à maior estiagem dos últimos anos. Os agricultores do Brasil ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!