26.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 23, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasDesafios para garantir a mão de obra no campo

Desafios para garantir a mão de obra no campo

A ABRASS, entidade do setor, apoia soluções como o - Projeto de Lei nº 715/2023 - na busca de fomentar a contratação formal do trabalhador.

Divulgação

O homenageado deste dia 25 de maio – o trabalhador rural – representa a força, a dedicação e a produtividade do campo. É esta mão de obra um dos investimentos constantes para assegurar uma lavoura de sucesso e o alimento de qualidade na mesa de milhares de brasileiros.

Apesar da relevância, a contratação do trabalhador do campo é um dos grandes desafios para o setor agropecuário. Na prática, devido às épocas de plantio e colheita essa demanda é sazonal e grande parte dos contratos são celebrados somente para um período específico de trabalho. Outro ponto que reforça esse tipo de negociação é o fato do profissional receber os benefícios sociais concedidos pelo governo e para não perder o auxílio acaba optando pelo serviço temporário informal.

Os produtores rurais e as organizações do setor buscam por soluções que proporcionem maior formalidade ao vínculo empregatício aos funcionários. Um instrumento importante com este intuito é o Projeto de Lei nº 715/2023, de autoria do deputado federal Zé Vitor (PL/MG), que propõe a compatibilidade entre o contrato de trabalho por safra e a condição de titular de benefícios sociais.

A Associação Brasileira dos Produtores de Sementes de Soja (ABRASS) reconhece que o PL é um recurso para garantir a permanência de mão de obra qualificada nos processos de produção de sementes de qualidade.

“Nós multiplicadores de sementes de soja, safra após safra, ofertamos vagas e mais vagas de emprego na esperança de efetivar bons colaboradores. Por isso, como empregadores, apoiamos e precisamos fomentar junto aos demais envolvidos a contratação formal e retenção desses profissionais do campo”, relata o presidente da ABRASS, Gladir Tomazelli.

Dados atuais mostram que, dentre as atividades agropecuárias, a cadeia produtiva da soja, é a que mais contribuiu com a criação de novas vagas de emprego em janeiro de 2023 com 10.811 vagas, segundo o Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) do Ministério do Trabalho e Previdência (MTP).  

ARTIGOS RELACIONADOS

Engenheiros Florestais celebram o seu dia com desafios diários

Profissão tornou-se imprescindível nos esforços para preservação do meio-ambiente e sustentabilidade

Sustentabilidade e eficiência é tendência

Enquanto práticas sustentáveis são cada vez mais necessárias, os lubrificantes Mobil™ oferecem opções para otimizar as operações.

Os principais desafios da logística no agronegócio

O processo de distribuição e o cumprimento de prazos são imprescindíveis para mensurar a qualidade dos serviços prestados.

Como utilizar de forma eficiente os fertilizantes em solos argilosos

Pesquisador da Fundação MT esclarece como o produtor pode melhorar a performance da adubação nas regiões com esse perfil de áreas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!